As histórias reais e fictícias sobre Maria Antonieta são inúmeras. Alguns mitos, contudo, nunca foram totalmente desmentidos. Outros tantos são cultivados até hoje tamanha a fama que esta jovem rainha francesa (nascida na Áustria) - esposa do último dos Luíses, o XVI - que morreu na guilhotina durante a Revolução Francesa, possui.

Ao pensar em Maria Antonieta todos recordam a frase: "Se não têm pão, que comam brioches", que ela teria dito em resposta aos que lhe diziam que o povo francês estava faminto e não tinha pão para comer. Sempre mimada e, como toda a corte francesa da época, com uma queda pelos excessos, a rainha dizia-se, também era bastante narcisista.

Símbolo maior da opulência, tudo ao seu redor tinha a figura da monarca ou era feito para orná-la. Fascinada pelo vinho da região de Champagne, Maria Antonieta teria solicitado que as taças em que o líquido era servido no palácio real tivessem a forma de seu seio, para que a corte pudesse brindar e beber em sua honra.

Fascinada pelo vinho de Champagne,

Maria Antonieta teria solicitado que as

taças em que o líquido era servido no

palácio real tivessem a forma de seu seio,

 para que a corte pudesse brindar e beber

em sua honra

 

Aliás, essa não seria a primeira vez que as delicadas formas da rainha serviriam de molde para aparelhos domésticos e copos com o suposto molde de seu seio ainda hoje podem ser vistos nas coleções dos museus franceses. Então, segundo essa lenda, foi assim que aquelas taças de haste baixa e boca larga acabaram virando sinônimo na hora de beber Champagne ou qualquer outro tipo de espumante.

#Q#

Até hoje vê-se muita gente usando-as para este fim. Você certamente já viu - se não ao vivo pelo menos na televisão - aquela famosa cena em que o garçom monta uma pilha de taças e começa a servir a do topo até que ela derrame o líquido para as outras que estão abaixo.

PREFIRA A FLAUTA

No entanto, esse tipo de taça não é o ideal para beber espumantes. Sua boca é larga, o que dificulta a formação de espuma e, assim, faz com que os aromas se dispersem no ar. Além disso, sua pequena altura não permite o correto desprendimento das borbulhas. Sendo assim, evite-as, pois uma das coisas mais legais ao se degustar espumantes é ver as bolhas se formando no fundo da taça e subindo até o topo.

Foi assim que surgiu a taça flüte, ou flauta. Com bojo alongado e boca pequena, ela permite que as borbulhas "dancem" até o topo e também conserva melhor o gás que escapa da bebida, devido à menor superfície de evaporação, concentrando a percepção dos aromas.


Escola do vinho

Artigo publicado nesta revista

Revista ADEGA 62 · Dezembro/2010 · Harmonização perfeita

12 vinhos que você precisa ter em casa para harmonizar com tudo

Últimas Escola do vinho

12-10-2015
00:00 Tabela de Safras
04-12-2012
10:21 Champenoise fora de Champagne
31-10-2012
06:09 O dilema da levedura
15-08-2011
13:03 A lista de Bordeaux
11-08-2011
11:55 Harmonização para o Dia dos Pais
06-05-2011
13:53 Presenteie sua mãe com bons vinhos abaixo de R$50
29-03-2011
14:13 Onomástica dos vinhos?
01-03-2011
09:00 Vinhos que viajam
24-02-2011
12:53 Garrafas fechadas
10-02-2011
15:09 Bom para a cabeça
Mais Escola do vinho »
Almaviva

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano



Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas

Mais lidas

1 Bons vinhos abaixo de R$50 Notícias
2 5 maneiras criativas de abrir uma garrafa de vinho sem saca-rolhas Notícias
3 Como tirar uma mancha de vinho? Notícias
4 Qual a influência do tamanho das bolhas no sabor do Champagne? Notícias
5 Que taça escolher? Capa
6 Lista traz 10 garrafas de vinho que custaram fortunas Notícias
7 Qual adega comprar? Escola do vinho
8 Conheça os mais caros e desejados vinhos do mundo Notícias
9 Vinhos e queijos, a combinação perfeita Notícias
10 Aprenda a servir o vinho na temperatura correta Notícias