Cartas

Da redação em 13 de Outubro de 2009 às 13:26

PROMOÇÃO ASSINANTES
ADEGA está sorteando mensalmente, até dezembro de 2009, uma garrafa do "Casillero del Diablo Reserva Privada 2007 Cabernet Sauvignon/Syrah" entre seus assinantes. A terceira contemplada foi Angela Basso. Para participar dos sorteios, basta ser assinante de ADEGA. Se você ainda não é, acesse o site revistaADEGA.com.br e faça já sua assinatura. A avaliação do Casillero Reserva Privada você confere no site OMelhorVinho.com.br.

4 ANOS DE ADEGA
Nesta edição comemorativa ao quarto aniversário de ADEGA, convidamos amigos, colaboradores, parceiros, enfim, pessoas que dividem conosco essa paixão pelo vinho, para escreverem algumas linhas sobre a importância desta bebida dionisíaca em suas vidas. A seguir, postamos alguns depoimentos dos vários recebidos.

BEBIDA DOS DEUSES
A minha ligação com o vinho vem do berço. Nasci no meio do vinhedo e das pipas de vinho. Para mim, o vinho é um produto que se elabora com arte, amor e técnica. Representa vida, satisfação, bem estar. E é o que gosto de fazer. Não saberia dizer o que seria de mim sem essa bebida dos deuses. Nós, seres humanos, de uma fruta perecível, transformamos em uma bebida com validade indeterminada, e isso é muito agradável.
Ademir Brandelli - enólogo e sócio da Vinícola Don Laurindo

VIDA MELHOR
O vinho me ensinou a viver melhor. A comer melhor. Aprendi a fazer do ato simples, fisiológico, necessário e indispensável de comer e beber algo muito prazeroso. Com ele aprendi a buscar a harmonia. Não só da bebida com o alimento, mas também com o meio. Essa bebida apurou os meus sentidos da visão, olfato e gustação e me tornou uma pessoa mais sensível. Aprendi com quem gosta de vinho a apreciar melhor uma obra de arte, uma música, uma poesia, uma idéia... O vinho é uma bebida que socializa e aprimora as pessoas. Pede uma boa companhia, uma comida saudável e uma conversa amistosa. Há mais de 15 anos busco estudos científicos sobre os efeitos do álcool e, em especial do vinho, na saúde humana. Nesse tempo constatei que é possível agregar ao prazer de beber muitos benefícios para a saúde. Verifiquei que o vinho é uma bebida que age sobre o corpo e tem efeitos colaterais indeléveis na alma.
Jairo Monson de Souza Filho, médico

TATUAGEM
Desde quando era criança, sonhava que estava embaixo de um parreiral. Com o passar dos anos, esse sonho me acompanhou e o vinho era seu fundamento. Já era adulta quando resolvemos plantar videiras em uma parte da propriedade da família. E no dia que foi plantada a primeira, parei de sonhar. O vinho é o amor da minha vida. Carrego uma taça tatuada na pele, é um amor único que se tornou real para mim. Sou jurista e administradora, mas o vinho é minha verdadeira razão de viver, é a experiência de vida mais marcante que pude ter. Mais que uma paixão, um objetivo de vida.
Melissa G. Gheller, sócia-proprietária da Vinícola Gheller

MAGIA
O vinho é uma bebida que possui algo mágico, que no momento que nos aproximamos dele não nos limitamos apenas a degustá-lo. Ele desperta nas pessoas esta vontade de conhecer um pouco mais sobre a sua história e as suas curiosidades.
Marcos Vian, enólogo consultor, sócio-proprietário da Enovitis

CONQUISTAS
Sabedoria, companheirismo e saúde! O vinho possibilitou de maneira encantadora todas as minhas conquistas pessoais e profissionais! Ao redor de bons vinhos, fiz amigos especiais, conheci meu amor, Rafael, viajei pelos lugares mais saborosos do mundo, desenvolvi relações entre os enófilos estimulando as confrarias, jantares harmonizados etc! Enfim, o vinho me faz degustar a vida sempre de forma plena!
Camila Farias, sommelière Adega Tio Sam

NO DNA
As moléculas do vinho fazem parte do meu DNA. Desde a minha tenra idade (era como se fora um imã) queria sempre experimentar. Até que fui amadurecendo e também amadureci meu comportamento em relação a ele. Sou extremamente seletivo, já degustei praticamente todos os grandes vinhos conhecidos e meus parâmetros são altos para escolhê-los e saboreá-los. No entanto, sou eclético, dou oportunidade aos vinhos menos tradicionais e tenho tido gratas surpresas. Com isto, tenho conhecido e conquistado grandes pessoas e amigos através das degustações conjuntas. Em suma, o vinho faz parte da minha vida e, com a moderação de que o aprecio, tem me proporcionado momentos positivos e de grande prazer.
Albino Bacchi, dono da Artefacto

#Q#

SAGRADO
Para mim, vinho é sagrado - aquilo que me faz ficar mais feliz; me deixa em estado de espírito próprio, de alegria e bem estar. Com ele, consumido moderadamente, é claro, tudo fica mais fácil. As pessoas buscam se entender mais e os negócios acabam por seguir uma linha mais do entendimento, as diferenças são melhor aceitas e/ou percebidas e sempre algo novo se aprende. O vinho me ajudou muito, por me manter ativo nos negócios e principalmente por me tornar uma pessoa mais compreensiva, mais harmoniosa, mais feliz. O conhecimento também em grande parte é fruto do vinho, pois vinho é cultura, é crescimento; como dizia meu tataravô: "vinho é sinônimo de alegria, emoção, paciência e honestidade". Também temos um ditado de Platão que diz: "Moderadamente bebido, o vinho é um medicamento que rejuvenesce os velhos, cura os enfermos e enriquece os pobres."
Marcio Marson, sócio diretor da Eivin e Vinícola Marson

DESDE A HUNGRIA
Nasci a 40 quilômetros de Tokaj. Meu avô tinha vinhedo lá e, com quatro anos, já fui à colheita. Era uma cerimônia de toda minha infância. Começávamos na escuridão, 5oC e neblina... Lembro do cheiro de café, do pão, antes de começar o trabalho. Era uma "organização suíça" sem palavras - todo mundo sabia seu trabalho: pessoas começavam a cortar as uvas, outras carregavam os cestos até a prensa, outras prensavam, minha avó com a irmã estavam cozinhando o gulash para o almoço. E meu avô, que não tinha nenhuma qualificação de agrônomo ou enólogo, comandava tudo isso. Nunca vou esquecer os almoços da colheita: 70 amigos, família, colegas comendo gulash, bebendo vinho e aguardente naqueles outonos frios da Hungria, rindo. Passado de maravilha. Como cresci, fiz trabalhos diferentes na colheita. Primeiro ajudei a cortar as uvas, depois cortei, depois carreguei os cestos, logo depois ajudei na adega. Foi uma experiência maravilhosa, inesquecível. Para meu gosto, meu avô fazia vinhos maravilhosos. Infelizmente, já não tenho nenhuma garrafa dos vinhos dele. Depois fui à faculdade, e o vinho ficou no segundo plano: só como prazer e diversão. Em 2006, voltei ao mundo do vinho. Acho que nunca mais vou deixá-lo. É um mundo de lembranças, de prazer, de amigos e de amor.
Tibor Sotkovszki, diretor da importadora Winebrands

SER VIVO
O vinho é um ser vivo único, que é capaz de unir nobres e humildes, empolga a alma e alegra o espírito. Produzi-lo é um prazer, apreciá-lo é uma paixão, degustálo é uma satisfação.
Maurício Carlos Grando, vinícola Villaggio Grando e presidente da ACAVITIS

CIÊNCIA
Gosto de vinho. E já há algum tempo. Só isto. E apenas isto. Como um mero apreciador, interesso-me por ele. Este interesse nunca me levou a desenvolver um talento de enólogo e muito menos a sensibilidade de um sommelier, já que não domino o uso de todos aqueles adjetivos e substantivos que descrevem com precisão os sabores, odores, cores e demais componentes contidos em uma garrafa. Mas, aproveitando o conhecimento exigido por meu exercício profissional, acabei desenvolvendo uma maneira bem peculiar de avaliar os vinhos: pelo lado da ciência, da tecnologia e seus impactos no negócio. Procuro vinhos desde meados dos anos 70. Este hábito, despertou o interesse em acompanhar a indústria vitivinícola pelo olhar da ciência e da tecnologia. Deste ponto de observação um tanto incomum, vi crescer o negócio na Califórnia, Austrália, Nova Zelândia, Chile e Brasil. E chama a atenção a forte relação entre o desenvolvimento de alguma inovação tecnológica em qualquer ponto da longa cadeia de produção vinícola, da uva à garrafa, e o balanço financeiro de uma empresa ao final do ano! Uma nova cepa da fruta, um novo critério de operação nos tanques de fermentação, um novo fornecedor de barris para envelhecimento e pronto! Lá está o novo sucesso do momento! Portanto, in vino veritas! A expressão, nascida entre os antigo romanos, traduzia uma percepção evidente: a embriaguez soltava a língua e fazia a verdade vir à tona. Hoje, menos pela embriaguez e mais por ciência, tecnologia, marketing e produtos, todos inovadores, no vinho também está a verdade! Lá na estante do supermercado.
Fábio Gandour, cientista

SÓ AQUI TEM
Cresci saboreando uvas e aromas diversos, da maturação à colheita. Já na juventude aprendi a apreciar os diferentes tipos de vinhos da região. Trabalhar com vinhos, mesmo de forma institucional, não envolvido diretamente na produção de uvas ou elaboração de vinhos, nos proporciona prazeres, estabelece um estilo de vida agradável e permite a inserção em um mundo em que as agruras do trabalho são compensadas com a conquista de conhecimentos, relacionamentos e vivências, que em outros setores, creio não ser possível.
Carlos Raimundo Paviani, diretor do Ibravin

TODO LUGAR
O vinho chegou na minha vida de maneira descompromissada, na infância com as brincadeiras do vinho com água nas refeições. Quando percebemos, ele está nas festas, no descanso, nas refeições, nos negócios.... Não saberia mais ficar sem ele, pois hoje é tão importante quanto ter um lar.
Jane Pizzato, diretora da Pizzato Vinhas e Vinhos

CRIANÇAS
O vinho entrou na minha vida através dos meus pais, que eram consumidores assíduos e serviam um pouco para mim e meu irmão, misturado com água e açúcar. Normalmente as crianças ficavam bem calmas depois do almoço... Com o tempo, acabei me interessando pelo vinho e resolvi ingressar no curso de Enologia. De lá pra cá, direcionei minha vida ao mundo do vinho. Hoje, o vinho representa pra mim muito mais que meu ganha pão. Grande parte dos meus amigos estão relacionados ao vinho, profissionalmente ou como apreciadores. Minha família acaba estando envolvida no dia-a-dia do trabalho com o vinho, pois hoje até meu filho brinca de elaborar vinho com os amigos.
Gabriel Carissimi, enólogo-chefe da Cooperativa Vinícola Garibaldi

CHILE
O vinho entrou na minha vida aos 10 anos de idade, no Chile, quando em um período de férias tive a felicidade de ser "ajudante" de um pequeno agricultor na elaboração de seu vinho. No ano seguinte, pude presenciar o momento glorioso da sua celebração ao ser consumido, no dia em que fui apresentado como um dos "responsáveis" - imagine isso para uma criança! Nunca esqueci a felicidade que senti naquele momento, observando as pessoas brindarem alegremente aquele vinho.
Mario Geisse, diretor técnico da Vinícola Casa Silva-Chile, sócio da Cave de Amadeu

#Q#

SUOR
É com vinho que nossa região construiu sua história. Para quem vive aqui na Serra Gaúcha, seja em Bento Gonçalves, seja nos municípios vizinhos, o vinho faz parte da história pessoal e profissional de cada um, de uma forma muito marcante, umbilical e cultural. O vinho é a realidade de empresas, de famílias, de toda essa nossa região. Aprendi a perceber que vinho se elabora com suor, com esforço, com o cuidado diário e, acima de tudo, com muita paixão pela terra, pela uva, pelo produto final.
Alem Guerra, diretor geral da Cooperativa Vinícola Aurora

MAIS DO QUE ENOLOGIA
A enologia é uma ciência que se caracteriza pelo desafio de elaborar um produto que agrade ao consumidor, respeitando as forças da natureza nas suas mais diferentes manifestações. Assim, o vinho nos leva a saborear as ciências da vida: biologia, fisiologia vegetal, edafologia, microbiologia, bioquímica, química orgânica, física, filosofia, sociologia... Enfim, elaborar vinho é entregar-se à natureza e deliciar-se com os conceitos que regem o universo. Isso é fascinante! Mas não sou só um profissional da enologia, também me entrego aos prazeres do consumo desta nobre bebida. E é nestes momentos, sempre na companhia de pessoas queridas, que se pode comprovar o quanto é valioso trabalhar e estudar o vinho.
Christian Bernardi, vice-presidente da ABE

CORES
Há 134 anos, meu bisavô chegou em solo brasileiro vindo de Rovereto (Itália) e plantou a primeira parreira na região do Vale dos Vinhedos, dando início a uma história que tem sido a dedicação de uma vida inteira e a herança passada de geração para geração: o vinho. Rubro, dourado, rosé e branco são as tonalidades que têm colorido a minha história de vida trabalhando como enólogo e especialista ou como apenas um coadjuvante apreciador e apaixonado por esse surpreendente e fascinante mundo do vinho. Enfim, o vinho não apareceu na minha vida, minha vida que nasceu, cresceu e construiu-se no vinho.
João Valduga, sócio-proprietário e enólogo da Casa Valduga

DEDICAÇÃO
O vinho é paixão, dedicação, estudo e história. História que começou em 1897, quando meu bisavô, Giuseppe, chegou ao Brasil e comprou um lote de terras no Vale dos Vinhedos. Desde então, a dedicação permeou a trajetória da família na vitivinicultura. A busca constante pela qualidade, a descoberta dos diferentes terroirs, o prazer de elaborar bons vinhos e, sobretudo, o reconhecimento dos enófilos, são alguns fatores que nos impulsionam dia após dia nessa caminhada. O vinho faz parte de minha vida e sempre será motivo de alegrias.
Adriano Miolo, superintendente da Vinícola Miolo

RETRATO DA CULTURA
Como neto de portugueses, o vinho sempre fez parte da minha vida. Lembro bem do meu avô lendo o rótulo de uma garrafa, levantando os óculos, tentando enxergar as pequenas letras. O gosto pelo vinho, no entanto, veio depois. Cada garrafa é um pequeno retrato da cultura, dos hábitos e costumes de seus produtores, que se transportam para outro lugar, outro país, outras pessoas. Sinto-me cada vez mais interessado no assunto, envolvido pela rica experiência implícita que se vive ao abrir uma garrafa, experiência proporcionada pela complexidade e riqueza de sabores e aromas, pelas sensações que essa bebida tão rica e cheia de histórias e emoções pode oferecer. O vinho é uma bebida encantadora, por todas essas razões. Mas principalmente por trazer o resultado do esforço de várias pessoas, por trás de todo o processo de elaboração, do cultivo da uva ao final do processo na vinícola.
Flávio de Paula, diretor da Pacific Importadora

O TEMPO TODO
A história da minha vida não existiria sem o vinho. Este líquido precioso sempre esteve presente, desde a minha infância - quando minha avó preparava um refresco que era uma mistura de vinho, água e açúcar - até os dias de hoje, quando convivo com o vinho em todas as horas do meu dia. Podemos dizer que ele é uma paixão que está presente em tempo integral. Quando não estou trabalhando em torno dele, estou rodeada da família e amigos, com os quais, naturalmente, estou compartilhando uma garrafa de um excelente vinho!
Rosana Wagner, enóloga e sócia-proprietária da Vinícola Cordilheira de Sant'anna

DIVIDIR ALEGRIAS
Vinho é paixão, alegria, descontração, conversa sadia que reúne pessoas conhecedoras ou não desta bebida dos deuses. Normalmente não abrimos uma garrafa de vinho sozinhos; não tem tanto prazer como compartilhar com a pessoa amada, amigos e desconhecidos. O vinho tem o poder de agregar, fazer amizades, revelar a bela história de um bom produtor. A cor sempre impressiona pela tonalidade. Os aromas lembram momentos inesquecíveis: o curral onde passávamos férias com o vovô, o chá de erva cidreira que a vovó preparava. A persistência na boca nos faz lembrar de um prato especial, e com qual comida podemos harmonizar. O vinho é uma orquestra que quando estamos sozinhos não nos dará tanto prazer quanto ao degustar com pessoas que nos trazem alegria e confraternização.
Marcelo de Morais, sommelier da Cantu Importadora

MUSEUS E VINHOS
Como industrial e administrador fiz centenas de viagens a feiras do mundo têxtil, nelas sempre reservei um tempo para ver museus, igrejas e, naturalmente, conhecer a culinária local acompanhada de vinhos especiais dos países visitados. Comecei a pensar em plantar uvas e produzir vinhos como um hobby. O mundo do vinho com seus tipos, sabores, aromas e harmonização da culinária, para mim, como para milhares de pessoas, é um mundo fantástico e enigmático.
Wandér Weege, Vinícola Pericó

CONHECIMENTO
Agradeço todos os dias por poder trabalhar com algo que entusiasma e permite sonhar. O que mais me fascina é poder estudar a dimensão do mundo por um mesmo assunto e ver que ele foi e é a base cultural de muitos povos. Acredito muito na força que há entre o homem e a vinha juntos, a ponto de querer aprender cada vez mais, para deixar como legado tudo que uvas e vinhos me proporcionaram: conhecimento.
Daniel Salvador, enólogo da Vinícola Salvador

SINTONIA
Vinho para mim é muito mais que um simples fermentado das uvas, é uma bebida envolvente que tem ligação direta com os sentimentos das pessoas. Vinho é feito de paixão, é a sintonia entre o homem e a natureza que é retratada a cada safra em um líquido precioso.
Marco A. Salton, enólogo e proprietário da Vinícola Valmarino

ATÉ NAS FÉRIAS
O vinho sempre fez parte da minha vida. Quando criança, ajudava a fechar as caixas de madeira onde os vinhos eram embalados e, por muito tempo, as férias escolares foram sinônimo de ajudar na vinícola da família. Na adolescência, auxiliava na pesagem da uva e em algumas atividades administrativas. Imagens do movimento das garrafas, a colagem dos rótulos e o transporte do vinho fazem parte de bons momentos da infância. O caminho trilhado profissionalmente tem influência direta na vida pessoal. Quando viajamos em férias, por exemplo, a escolha leva em conta a possibilidade de roteiros com atrativos vitivinícolas. Num restaurante, há sempre uma atenção especial sobre a carta de vinhos e, nas lojas, busco pelas novidades do setor.
Daniel Salton, presidente da Vinícola Salton

#Q#

COMUNIDADE
O vinho é um produto da terra; é um acontecimento da natureza. O vinho antes de ser vinho foi uva, e esta, antes, foi seiva, extraída da terra pelas raízes da videira. Não é resultado de uma receita. A sabedoria do vinhateiro consiste em auxiliar o trabalho da natureza, para que ela desempenhe na plenitude as suas aptidões e resulte num grande vinho. A cultura do vinho é uma obra comunitária. Ela estimula o espírito de solidariedade e interage em diferentes aspectos do comportamento humano; desde a gastronomia, os saberes e fazeres cotidianos; as artes, a música, a pintura, até a religiosidade. O vinho faz parte da história da humanidade. O vinho é um estilo de vida. O vinho só existe congregado, formando comunidades; não importa as etnias ou os hemisférios.
Rinaldo Dal Pizzol, diretor da Vinícola Monte Lemos/ Dal Pizzol

ENTENDIMENTO
Vinho para mim é um sonho, um mundo mágico e envolvente que traz consigo o sentido de fraternidade, alegria e vida. Além disso, vinho significa história, conhecimento, estudo, complexidade. Enfim, é uma bebida que precisa ser degustada e entendida.
Daniela Borges de Freitas, presidente do Conselho da Villa Francioni Agro Negócios S/A

ABRIR
Sendo uma fã ardorosa dos brancos, a eles credito maior carisma que aos tintos, pelas marcantes e distintas características de cada variedade, mostrando um mundo encantador e particular. Se um vinho branco é mal elaborado - ou de baixa qualidade - não há como disfarçar. Reverencio os tintos, sim, mas sem o mesmo peso. Porém, confesso que a minha grande paixão são os de sobremesa: há uma década mantenho guardada, como precioso tesouro, uma garrafa de 750ml de Chateau d'Yquiem 1989. Não me atrevo a abri-la, me aquece a alma sabê-la lá, me esperando. Mas, com as sábias palavras do mestre Saul Galvão, já revejo esta posição. "Garrafas devem ser abertas, e não guardadas".
Marli Predebon, sócia-proprietária da KMM Vinhos

VELHOS CONHECIDOS
O vinho é velho conhecido, mas nos últimos anos passou a fazer parte dos momentos mais felizes e importantes da minha vida. Tanto no momento de lazer e encontro com amigos, como nos momentos profissionais importantes. E toda esta inteiração com os vinhos é diretamente proporcional à aproximação com a revista ADEGA.
Jorge Lacerda, presidente da Confederação Brasileira de Tênis

VIAGENS
Percebi que o vinho estava presente na cultura e no hábito de consumo na maioria dos países que visitei. O mundo do vinho é encantador, que nos ensina a cada dia algo novo e nos faz viajar pelo mundo inteiro conhecendo países e culturas diferentes, onde somos sempre surpreendidos por vinhos novos e diferentes. Acredito que o vinho engrandeceu minha vida em conhecimento e prazer.
Adilson Carvalhal Junior, importadora Casa Flora

Dúvidas e sugestões, escreva para: info@innereditora.com.br


Cartas

Artigo publicado nesta revista

Revista ADEGA 48 · Outubro/2009 · Vinho, ontem e hoje

Como ele evoluiu até os dias de hoje


International Tasting

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 194,40R$ 367,20R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 21,60R$ 64,80R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 64,80 6x R$ 61,20
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR GUIA ADEGA 2017/2018
International Tasting

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar

Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas