Enogastronomia na terra da liberdade

As principais atrações e destinos gastronômicos que fazem de Nova York uma cidade desejada

João Calderon em 13 de Junho de 2012 às 07:55

A Big Apple, como é conhecida uma das mais importantes cidades do mundo, é lembrada por sua famosa estátua que evoca a liberdade, pelos infelizes atentados de 11 de setembro, por seus infinitos arranha-céus... Enfim uma metrópole sempre lembrada e cogitada como próximo destino de qualquer turista.

Dividida em seus cinco "boroughs", como são chamadas as suas cinco distintas zonas (Bronx, Brooklyn, Queen's, Staten Island e Manhattan), a cidade é responsável por um enorme impacto sobre o comércio, finanças, arte, moda, educação e entretenimento em todo o mundo. Um exemplo disso, como todos sabemos, é a sede da Organização das Nações Unidas e a sua bolsa de valores, localizada na famosa Wall Street e que é a maior e mais importante do mundo.

Os seus infindáveis pontos turísticos se tornaram muito conhecidos em virtude de milhões de visitantes anuais, isso sem falar nos seus residentes oriundos de diversas partes do planeta. Dentre suas zonas, a mais conhecida e repleta de pontos turísticos é Manhattan, onde está localizada, por exemplo, a "esquina do mundo", a Times Square, o grande e luminoso largo que se forma na junção a Broadway com a 7ª Avenida. Broadway, aliás, é uma das atrações imperdíveis da cidade. Não se pode voltar de Nova York sem ter ido a um de seus inúmeros musicais. A cidade também abriga milhares de arranha- -céus, entre eles, dois dos mais famosos do mundo, o Empire State e o Chrysler Building.

Outra atração, que talvez seja a mais conhecida, é a Estátua da Liberdade, desenhada por Frédéric Bartholdi, representando Libertas, a deusa romana da liberdade, localizada em uma ilha ao sul da ilha de Manhattan e que é um verdadeiro símbolo da cidade. Retornando para Midtown, você passará pelo famoso edifício Empire State, poderá também passar pela Grand Central Station, que vale a pena entrar para conhecer. Ainda antes de ir para as cobiçadas e tentadoras lojas, você terá que passear pelo Central Park, o oásis nova-iorquino, e já aproveitar para visitar alguns dos museus, como o Museu de História Natural, localizado no Upper West Side, para conhecer a famosa ala dos dinossauros.

Atravessando o parque, na mesma direção do outro lado você chegará ao Upper East Side, o bairro mais rico de Manhattan, com lojas e restaurantes exclusivos, mas também imperdível para os amantes da arte. É lá que encontramos a chamada Museum Mile, onde estão localizados o Metropolitan Museum of Art, o Guggenheim Museum e a Frick Collection, por exemplo. E o acervo de museus da cidade não termina aqui, porque ainda nos faltaria um dos mais célebres, o Museum of Modern Art, ou simplesmente MoMA - que recebe importantes exposições itinerantes, e claro, também tem uma loja imperdível.

#Q#

Em se tratando de lojas, não se pode falar em Nova York sem citar a cobiçada Fifth Avenue e suas exclusivas lojas de departamento como a Barney's ou Bergdorf Goodman. Ainda que você não queira abusar com os gastos, o passeio por essa avenida é obrigatório pelas vitrines exuberantes e lojas conceito.

Deixando Midtown para trás, podemos passear por outros bairros importantes da Big Apple. Um exemplo disso é o SoHo, que significa South Houston, ao sul da Houston Street, um bairro localizado na Lower Manhattan, conhecido por seus lofts de artistas, galerias de arte, agito nos finais de semana, enfim um cantinho mais cool da ilha. Não podemos esquecer ainda do Greenwich Village, que é historicamente o centro cultural de Nova York; e também do Chelsea, que tem estado na moda recentemente.

POR QUE "GRANDE MAÇÃ"?
Esse apelido de Nova York surgiu - ainda que muitos considerem isso bem incerto - com um colunista esportivo do New York Morning Telegraph, John J. Fitz Gerald, na década de 1920. Fitz Gerald teria escutado isso das bocas dos funcionários de um estábulo de New Orleans, que designavam os hipódromos de Nova York como as "Grandes Maçãs". Depois disso, o apelido continuou a espalhar-se pelas vozes dos músicos de jazz da cidade nas décadas seguintes e se tornou definitivamente popular devido a uma campanha promocional feita pelo New York Convention and Visitors Bureau, hoje conhecido como NYC & Company.

Dentre suas zonas, a mais conhecida e repleta de pontos turísticos é Manhattan, onde está localizada, por exemplo, a "esquina do mundo", a Times Square, o grande e luminoso largo que se forma na junção a Broadway com a 7ª Avenida

Hospedagem
Da mesma forma como nos deparamos com um verdadeiro mar de arranha-céus ao caminhar pela maior cidade norte-americana, também encontramos uma imensidão de opções de hotéis. Dentre eles todas as grandes redes que são sempre opções interessantes e em que se evitam possíveis surpresas desagradáveis, como Hilton, Hyatt, Marriott e diversas outras.

Para fugir um pouco das redes tradicionais, uma boa opção é o W Hotel, também uma rede, porém com um toque mais de hotel butique e moderno. Outras duas opções para aqueles que buscam uma perfeita hospedagem em Manhattan são os tradicionalíssimos Plaza Hotel, que se situa de frente para o Central Park, e o Waldorf Astoria, ao lado da Central Station e onde foi inventada a famosa salada Waldorf, à base de maçãs, aipo e nozes. O grande diferencial desses dois hotéis é que você encontrará todo o luxo e exclusividade dos melhores hotéis do mundo, aliado ao fato de estar se hospedando "na história".

NASCIMENTO DA MAÇÃ
Nova York foi fundada em 1624 como um posto de comércio por colonizadores holandeses, sendo nomeada Nova Amsterdã em 1626, até 1664 quando a cidade e seus arredores foram tomados pela Inglaterra e seu nome alterado para Nova York - depois de o rei inglês Carlos II ter concedido as terras para seu irmão, o Duque de York. A maior cidade do Estados Unidos desde 1790 foi crescendo, desenvolvendo e recebendo milhares de imigrantes, principalmente no final do século XIX e início do século passado, alcançando assim o status que hoje possui, como a mais cosmopolita das cidades, status que faz essa "maçã" ser tão apetitosa e desejada.
#Q#

Entre as melhores opções estão o Daniel (à direita), do chef Daniel Boulud, ou o Per Se (abaixo), de Thomas Keller, que possui três estrelas Michelin

Restaurantes
Com tantas opções para se fazer, não seriam os restaurantes que iriam nos frustrar. Pelo contrário, Nova York é considerada por muitos a melhor cidade para se comer em todo o mundo. E, se não é a melhor, definitivamente está entre as melhores.

Nova York é o perfeito exemplo para se quebrar o velho paradigma, que ainda hoje muitos possuem, de que nos Estados Unidos não se come bem. A maior cidade da "terra dos hambúrgueres" e do fast-food possui diversos exemplos para terminar de uma vez por todas com esse rótulo. É bem verdade que lá também se comem, possivelmente, os melhores hambúrgueres do planeta, como por exemplo o Burger Joint, considerado o melhor mesmo.

Mas a cidade também possui restaurantes ícones. Um grande exemplo seria o tradicionalíssimo Balthazar, ideal para um brunch aos domingos. Existem também alguns mais badalados, aqueles locais para ver e ser visto, como o clássico Cipriani; o TAO, um tailandês "moderninho", ou o Buddakhan, um asiático com diferentes ambientes, que tem uma onda mais recente de habitués graças ao seriado Sex and the City.

Outro quesito em que a cidade se destaca é o de restaurantes japoneses. O mais famoso deles é o Nobu, mas que já não é a melhor alternativa, uma vez que encontramos o Momofuku do famoso chef David Chang, ou ainda o Masa, que possui três estrelas Michelin. E há ainda uma quarta opção, e a mais tradicional delas, o Sakagura, localizado em um porão, é chamado de "hidden jewel" (a joia escondida), possuindo uma carta de saquês que nos faz lembrar a carta de vinhos de bons restaurantes, com aproximadamente 200 rótulos em sua "adega".

Para comer ostras e frutos do mar, a Big Apple também não deixa a desejar. Prova disso é o restaurante Oceana, especializado em frutos do mar e que possui uma estrela Michelin, e o tradicional Oyster Bar, localizado dentro da Grand Central Station. Porém, quando o seu apetite está para carnes, a cidade possui excelentes opções de steakhouses, dentre elas o clássico Peter Luger, que também possui uma estrela do aclamado guia vermelho, e o BLT, considerado a melhor steakhouse de Nova York. Outro restaurante que obrigatoriamente deve estar nesta lista é o bistrô Artisanal, que possui excelentes cartas de queijo e vinho, possuindo ainda um menu especial já os harmonizando, o Cheese & Wine Paring Flights.

Para fechar essa lista, ou melhor, para fechar a viagem com classe, nada melhor do que jantar em um dos restaurantes de Daniel Boulud, de preferência no Daniel, o melhor deles. Ou, o que talvez fosse ainda melhor, se despedir de Manhattan nas mãos de Thomas Keller, em seu restaurante Per Se, que possui três estrelas Michelin e que, desde a abertura, vem criando um menu a cada dia, algo em torno de impressionantes 30 mil pratos diferentes - uma pequena amostra do que fez o Per Se ser considerado, em 2012, o sexto melhor restaurante do mundo na lista dos 50 melhores da Restaurant Magazine, além de Thomas Keller ter recebido o prêmio Life Achievement Award 2012.

WINE STORES
Astor Wines
www.astorwines.com

Crush Wine & Spirits
crushwineco.com

Morrell Wine
morrellwine.com

Park Avenue Liquor Shop
www.parkaveliquor.com

Sherry Lehmann
www.sherry-lehmann.com


LOJAS DE VINHO
Os Estados Unidos é um paraíso para os enófilos e Nova York é certamente o lugar de maiores e melhores opções para os amantes do vinho. Ao andar por Manhattan, logo cruzamos com diversas lojas especializadas. A mais famosa talvez seja a Sherry Lehmann, localizada na chiquérrima esquina da Park Avenue com a 59th Street. A loja parece pequena, mas é uma referência, pois seu catálogo está repleto de vinhos do mundo todo, com opções que vão desde produtores famosos com rótulos e safras raros até os mais desconhecidos do grande público.

Uma das mais antigas lojas de vinho de Nova York fica próxima à Grand Central Station. A Park Avenue Liquor Shop foi fundada em 1934, pouco depois do fim da Lei Seca. Nos anos 1980, ela ficou famosa após uma visita do Barão Philippe de Rothschild, que organizou uma vertical de seu Mouton-Rothschild desde 1945. Lá, além de uma seleção esplendorosa de vinhos, é possível encontrar mais de 350 tipos de single malt escoceses.

Ali perto, na Rockefeller Plaza, encontra-se a Morrell Wine, também uma loja pequena e das mais antigas da cidade, mas com uma seleção especial de grandes vinhos franceses. O lugar tem um wine bar elegante e está sempre tendo alguma degustação de parte do portfólio. Não muito longe, outra loja interessante de visitar é a Crush Wine & Spirits, bonita, com prateleiras separadas por tipos de uva e rótulos a perder de vista. Por fim, outro bom lugar para fazer suas compras é Astor Wines, na Lafayette Street. Sua seleção de vinhos vai desde Cuvées Prestige de Champagne, passando por renomados borgonheses e bordaleses, até rótulos variados do mundo todo, incluindo Brasil.

#Q#

A maçã gourmet
Para os gourmands, que entre uma refeição e outra gostam de ir atrás de lojas gourmets, mercados, guloseimas, bons vinhos, enfim, bons produtos relacionados à gastronomia, a Grande Maçã não nos decepciona. O seu primeiro destino deve ser o empório gourmet mais famoso da cidade, a loja Dean & DeLuca do SoHo, uma verdadeira viagem ao paraíso da gastronomia. Lá encontramos produtos de todo o mundo de excelente qualidade, caviares, óleos de oliva, queijos, foie gras, patês... - um pecado dos pecados para os gulosos. Para ter uma ideia da qualidade da loja, ainda é possível comprar bons vinhos. Vale conhecer seu site, no qual os vinhos, por exemplo, podem ser selecionados por categorias, por uvas ou por suas melhores harmonizações.

Sherry Lehmann (acima à direita com sua decoração de Natal) e Astor Wines são duas das mais tradicionais lojas de bebidas de Nova York. Crush Wine & Spirit (abaixo com sua "parede de vinhos") também é ótima opção de compras

Outra passagem obrigatória é o Eataly, um recente empreendimento do famoso chef Mario Batali, localizado próximo ao famoso Flat Iron Building. O Eataly é uma experiência por si só, uma viagem a um mercado italiano. São diferentes "departamentos" separados por categorias, como um mercado onde se encontram vinhos, queijos artesanais, frutos do mar e diversos produtos que podem ser ali mesmo saboreados.

Para sua sobremesa, uma boa opção é a Magnolia Bakery - uma padaria moderna que também tem parte de sua fama graças à série Sex and the City. Ela oferece, entre outros tantos produtos, os melhores cheesecakes e cupcakes da cidade. E se você está atrás de chocolate, saboreie a Max Brenner com seus mais variados doces à base do mais desejado produto do cacau.

Por fim, para se despedir de Nova York e comprar os incontornáveis souvenires, caso você queira levar como lembrança dessa viagem ao mundo das guloseimas, utensílios e produtos de cozinha, não deixe de conhecer a Williams Sonoma.

ATRAÇÕES
Museu de História Natural
www.amnh.org

Museu Frick Collection
www.frick.org

Museu Guggenheim
www.guggenheim.org

Museu Metropolitan
www.metmuseum.org

MoMA
www.moma.org

GOURMET
Bistrô Artisanal
www.artisanalbistro.com

Loja Barneys
www.barneys.com

Loja Bergdorf Goodman
www.bergdorfgoodman.com

Steakhouse BLT
http://www.e2hospitality.com/blt-steak-new-york/

Restaurante Cipriani
www.cipriani.com

Restaurante Daniel
www.danielnyc.com

Loja Dean & DeLuca
www.deandeluca.com

Eataly
www.eatalyny.com

Padaria Magnolia Bakery
www.magnoliabakery.com/home.php

Restaurante Masa
www.masanyc.com

Doceria Max Brenner
www.maxbrenner.com

Restaurante Momofuku
www.momofuku.com

Restaurante Nobu
www.noburestaurants.com

Restaurante Oceana
www.oceanarestaurant.com

Oyster Bar
www.oysterbarny.com

Restaurante Per Se
www.perseny.com

Steakhouse Peter Luger
www.peterluger.com

Restaurante Sakagura
www.sakagura.com

Loja Williams Sonoma
www.williams-sonoma.com

HOSPEDAGEM
Hotel Plaza - www.theplaza.com

Hotel Waldorf Astoria -
www.waldorfastoria.com

Hotel W
www.whotelsnewyork.com



Enoturismo

Artigo publicado nesta revista

Tinto ou Branco?

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 202,80R$ 405,06R$ 202,80R$ 202,80
Assine Agora porR$ 182,52R$ 324,04R$ 119,96R$ 119,96
Desconto
EconomizaR$ 20,28R$ 81,02R$ 82,84R$ 82,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 60,84 6x R$ 54,00
Assinando agora você GANHA também 1 Pôster das Cores do Vinho 1 Etilômetro + Pôster das Cores do Vinho
Tinto ou Branco?

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas