Lafite Rothschild: IGW da década

Que aplicação rendeu 857% nos últimos 10 anos? Uma garrafa de Château Lafite Rothschild

Douglas Adreghetti em 8 de Fevereiro de 2010 às 15:18

fotos: divulgação e
Na última edição, em que foi apresentada a Tabela IGW de Bordeaux, comentamos que 25 rótulos controlam 80% de todo investimento feito em vinhos. Mas qual é o vinho número um do mundo? A resposta é: Château Lafite Rothschild. Esta casa, de vários séculos, que já detinha o primeiro posto na classificação de 1855, continua sendo o vinho mais cobiçado e rentável do mundo. Uma caixa de Lafite Rothschild 1982 custava em dezembro de 1999 cerca de £ 2,600. Em dezembro de 2009, a mesma caixa estava por £ 25,000, ou seja, uma valorização de 857% em 10 anos, ou 25% ano. Em libras!

Com esta rentabilidade espetacular, os preços do Lafite Rothschild alcançaram outro grande ícone de Bordeaux: o Château Petrus. Na tabela abaixo, os preços da caixa do Lafite 1982 se igualam com o Petrus 1989 (£ 25,000), mas a valorização média anual do Petrus ficou bem abaixo do Lafite (14% aa x 25% aa), mesmo sendo o Petrus um vinho com produção muito menor.

Em outras safras históricas como 2005, o preço do Château Lafite Rothschild subiu mais de 90% (= 20% ano) desde julho de 2006, apesar da crise que começou em 2008 e continuou em 2009 na Europa e Estados Unidos. O mais impressionante é que o seu segundo vinho - o Carruades de Lafite 2005 - valorizou no mesmo período 375%, ou 56% ano.

Se a classificação de 1855 fosse revista em 2009, utilizando o mesmo critério de faixas de preços estabelecido naquela época, o Carruades de Lafite seria o nono vinho mais caro da lista, que o tornaria um Deuxième Cru logo abaixo do Léoville-Las Cases.


#Q#

Quando comparado à valorização de outros mercados, vinhos finos mostrou-se superior durante a última década

Grande valorização

A Bolsa de Vinhos de Londres, Liv-ex, possui um índice contendo várias safras dos cinco Premiers Crus de Bordeaux (Lafite Rothschild, Latour, Mouton Rothschild, Margaux e Haut Brion), chamado de Liv-ex Claret Chip Index.

Comparando estes vinhos ao longo de 2009, percebemos que os dois rótulos Rothschild comandaram a elevação do índice, puxado principalmente pelo mais famoso - Lafite -, mas que recupera parte da posição perdida pelo Mouton nos últimos anos.

Os vinhos IGW provaram, na última década, ser uma excelente opção de diversificação de investimento e o Château Lafite Rothschild é um dos melhores exemplos disso. Para que isso acontecesse, foi necessária uma estruturação do mercado de vinhos, com a criação da Bolsa de Vinhos em Londres (Liv-ex), conceito de vinhos com grau de investimento (IGW), além do lançamento de vários Wine Funds no mercado londrino e, mais recentemente, em Wall Street.

Com uma valorização em 10 anos de 178% (11% ano), os vinhos IGW superaram concorrentes de peso como bolsas internacionais, imóveis, artes e commodities, como petróleo e ouro. A pergunta que fica no ar: Qual será o vinho campeão da próxima década?

* de 31 de dezembro de 1999 a 30 de novembro de 2009

Douglas Andreghetti - dpa@winestock.com.br


Enobusiness

Artigo publicado nesta revista

Degustamos 10 Bordeaux 100 Pontos Parker

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 202,80R$ 405,06R$ 226,80R$ 226,80
Assine Agora porR$ 194,40R$ 345,60R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 8,40R$ 59,46R$ 170,10R$ 170,10
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 60,84 6x R$ 54,00
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR GUIA ADEGA 2016/2017
Degustamos 10 Bordeaux 100 Pontos Parker

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas