Os puros na terra do Tio Sam

O embargo norte-americano à Cuba impede a comercialização de charutos cubanos no país, mas você tem como levar o seu para consumo próprio

Paulo Rogério Bueno em 5 de Março de 2009 às 13:52

Luna Garcia

Se você é um amante do charuto e vai aos Estados Unidos com a intenção de fumar um puro cubano por lá, preste atenção: vamos dar dicas para uma viagem tranquila à terra do Tio Sam, acompanhada de seus puros, além de dar macetes para melhor transportá-los.

É bom lembrar que a entrada de charutos cubanos nos Estados Unidos é realmente proibida, graças ao embargo imposto pelos norte-americanos a produtos provenientes de Cuba. Os critérios para a entrada de determinados itens da ilha de Fidel Castro, incluindo os charutos - o que realmente interessa para nós - baseia-se na quantidade e em seu país de origem. Ou seja, a preocupação alfandegária está na comercialização do produto em solo norte-americano e não no consumo pessoal.

Cuidado no transporte

O transporte de charutos avulsos deve ser feito em condições ideais de conservação, podendo ser em caixas humidoras apropriadas, que são idênticas às caixas normais, porém em tamanhos portáteis. Elas devem ser revestidas internamente por cedro rosa e um aparelho de distribuição de umidade - um simples ziplock com um algodão umedecido resolve o problema, desde que se coloque em uma caixa rígida para que não danifique os charutos e não deixe o algodão em contato direto com eles.

Para tanto: coloque os charutos em sua caixa original, feche-a e aí sim coloque a caixa em um ziplock grande com o algodão. Para uma caixa padrão, o algodão hidratado não necessita ser maior que uma bola de ping-pong.

Quanto à proibição da entrada dos puros cubanos nos Estados Unidos, vai muito da confiança de dizer que são charutos de consumo pessoal. Claro que a quantidade deve ser condizente ao número de dias de sua estada no exterior e à quantidade fumada por dia.

A imperfeição entre oferta e demanda cria situações interessantes. Ao abrir seu porta-charutos e oferecer um puro cubano a seus companheiros estadunidenses - seja após uma bela refeição, seja no início de um jogo de golfe - uma coisa é certa, você se tornará o amigo que todos gostariam de ter. Neste caso não retire as anilhas.

Outra opção é levar seus cubanos sem anilha. Assim, a quantidade não será problema, pois a procedência torna-se uma questão de foro íntimo, visto que você viaja a partir de um país produtor. Seus verdadeiros amigos farão festa para você assim mesmo.


Charutos

Artigo publicado nesta revista

Tinto ou Branco?

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 202,80R$ 405,06R$ 202,80R$ 202,80
Assine Agora porR$ 182,52R$ 324,04R$ 119,96R$ 119,96
Desconto
EconomizaR$ 20,28R$ 81,02R$ 82,84R$ 82,84
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 60,84 6x R$ 54,00
Assinando agora você GANHA também 1 Pôster das Cores do Vinho 1 Etilômetro + Pôster das Cores do Vinho
Tinto ou Branco?

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas