Alta qualidade, baixo volume

Vale do Rhône tem a colheita mais precoce das últimas décadas

No ritmo da colheita italiana, os trabalhadores estão em atividade desde o dia 21 de agosto, muito antes do último ano

Por Maria Bolognese em 30 de Agosto de 2017 às 09:09


No ritmo da colheita italiana, os trabalhadores das colheitas no sul do Rhône já estão em atividade desde o dia 21 de agosto. Muito antes do último ano, por exemplo, que começou apenas no início de setembro. Na região norte do Vale, a colheita deverá começar na segunda-feira, 4 de setembro, duas semanas antes de 2016.
 
As previsões foram feitas e as decisões tomadas com base em uma análise apurada da combinação das condições climáticas da primavera e a aparente colheita de números modestos deste ano. O sul vivenviou um inverno suave e seco com temperaturas estranhamente quentes ao longo de fevereiro e março, o que levou ao início precoce da brotação.
 
As geadas da primavera e as tempestades de granizo que acometeram grande parte do norte da Europa causaram alguns danos, como os brotos se desenvolvendo mais cedo do que o habitual. As condições melhoraram em meados de maio à medida que as chuvas chegaram e as temperaturas subiram bem acima da média sazonal, permitindo o rápido crescimento das videiras. No início do verão, as temperaturas aumentaram ainda mais, com um clima muito quente e seco acelerando o amadurecimento da uva.
 
A região experienciou um calor extremo nas últimas semanas, o que significa que as uvas estão se aproximando do amadurecimento ideal e estão bastante saudáveis, com riqueza de cor e uma boa proporção de açúcar. As videiras no norte também se desenvolveram mais cedo devido ao clima quente. As temperaturas caíram apenas em duas ocasiões, causando um pequeno atraso na floração em comparação com o sul. As chuvas em maio aumentaram as temperaturas e, no final do mês, as temperaturas subiram consideravelmente.
 
O órgão representativo da região prevê uma colheita de alta qualidade, porém com baixo volume, admitindo que, em comparação ao resto da França, as vinhas do Rhône, mais uma vez, emergiram relativamente sem danos. Cerca de 3 milhões de hectolitros foram colhidos em 2016. 

Notícias

10 hotéis de luxo entre vinhedos

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 194,40R$ 345,60R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 21,60R$ 86,40R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 64,80 6x R$ 57,60
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR GUIA ADEGA 2016/2017
10 hotéis de luxo entre vinhedos

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas