Centenárias

Vinhas antigas produzem melhores vinhos?

O que acontece com plantas que sobrevivem às intempéries por décadas, chegando a mais de 100 anos de existência em alguns casos

Por Maria Bolognese em 6 de Março de 2017 às 21:14

 
Com o envelhecimento da videira, percebe-se um sistema de raízes e de estrutura do tronco e cordões cada vez mais complexo. Como os anéis em uma árvore, novas camadas de crescimento resultam em vinhas mais sólidas, retorcidas e nodosas. 
 
Mesmo com uma aparência mais robusta, elas efetivamente geram melhores frutos? As vinhas de Shiraz, plantadas durante a década de 1860, em alguns vinhedos australianos, são um exemplo de videiras pré-filoxera que continuam a produzir frutos intensos, saborosos e equilibrados. Com um sistema de raízes expansivo e madeira substancial, estas vinhas, que se adaptaram ao ambiente por um longo tempo, são em certa medida mais resistentes à seca e condições climáticas extremas.
 
No entanto, à medida que as vinhas envelhecem, ficam mais propensas a doenças e danos, e a sobrevivência de vinhas velhas releva-se frágil, apesar dos esforços para prolongar a sua vida.
 
Práticas biodinâmicas e mulching (aplicação de filme plástico na superfície do solo para criar uma barreira física à transferência de calor e vapor de água entre solo e atmosfera) foram introduzidas em algumas propriedades, parcialmente em resposta à perda de vigor das vinhas mais antigas.
 
Manter velhas vinhas na produção comercial nem sempre faz sentido econômico. Há um ponto em que o manejo da videira torna-se excessivamente caro, algumas vezes, em igual proporção aos lucros, levando à produção ao “zero a zero”. 
 
A taxa de declínio depende de muitos fatores, incluindo variedade de uva, porta-enxerto, susceptibilidade à doença, práticas do vinhedo e fatores ambientais. Em Bordeaux, as videiras maduras são frequentemente substituídas após 35 anos - considerado por muitos como a vida comercial de uma videira e equivalente a uma geração humana. 
 
As vinhas velhas não produzem necessariamente a melhor fruta. Uma videira comparativamente jovem, porém, madura (entre 10 e 30 anos) plantada em um local adequado e bem gerido, pode produzir frutas muito requintadas como testemunhado em alguns dos mais famosos terroirs ao redor do mundo.

Notícias

10 coisas que você precisa saber para entender os vinhos da Borgonha

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 194,40R$ 367,20R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 21,60R$ 64,80R$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 64,80 6x R$ 61,20
Assinando agora você GANHA também POSTER DESCRITORES AR GUIA ADEGA 2017/2018
10 coisas que você precisa saber para entender os vinhos da Borgonha

Alguns valores poderão variar dependendo da cotação do dólar



Receba o boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas