DOC

Bordeaux - conheça a denominação

Um guia rápido sobre a região e seus vinhos


 

bordeaux apelação

Vinhedos ao redor de Saint-Emilion em Bordeaux

Uma das regiões vinícolas mais clássicas e conhecidas do mundo tem sua base nas margens direita e esquerda.

Localização 

Bordeaux fica no sudoeste da França e as vinhas estão em torno do estuário dos rios Garonne, Dordogne e Gironde. 

Área 

Cerca de 110 mil hectares 
Mapa da região vinícola de Bordeaux

Principais tipos de vinhos 

Os vinhos mais famosos de Bordeaux certamente são seus blends tintos com base em Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc (entre outras). Mas a região produz também grandes brancos (geralmente blends de Sémillon e Sauvignon Blanc) e, especialmente, brancos doces com uvas botrytizadas. Como há diversas denominações, os processos de produção podem variar, mas os tintos dos principais produtores tendem a envelhecer por, no mínimo, dois anos antes de serem comercializados. 
Vinhedos de Bordeaux são divididos entre as margens direita e esquerda do estuário do Gironde
 

Denominações mais famosas 

Os tintos de Bordeaux costumam ser divididos em dois estilos principais, os da Margem Esquerda e os da Margem Direita do estuário da Gironde. Resumidamente, os vinhos das denominações do lado esquerdo costumam ter predominância da Cabernet Sauvignon no blend, enquanto os do lado direito, Merlot e Cabernet Franc. Nomes como Margaux, Pauillac, Médoc, Saint-Éstèphe, Saint-Julien, Graves, Péssac-Léognan, por exemplo, ficam na margem esquerda. Já Saint-Émilion, Pomerol, Fronsac, entre outras, ficam na direita. Outra denominação famosa, mas por seus brancos doces, é Sauternes. 

» Bordeaux x Borgonha: qual região é melhor?

» Conheça as denominações francesas

Classificações 

Bordeaux possui cinco classificações oficiais. A mais famosa é a dos produtores do Médoc, criada em 1855 a pedido de Napoleão III. Ela lista 61 Châteaux em cinco categorias diferentes (de Premier Cru até Cinquième Cru). Depois, ainda há as classificações das propriedades de Graves e de Saint-Émilion, e outras duas chamadas de Crus Bourgeois (de produtores que não entram nas outras listas) e Crus Artisans (como o nome sugere, de pequenos produtores). Nas classificações bordalesas, o que vale é a qualidade e a consistência do produtor.

Em Primeur 

Os grandes vinhos bordaleses costumam ser vendidos por um sistema de negociantes, que possuem “alocações” e adquirirem as garrafas antes mesmo de elas estarem prontas, para depois distribuí-las. Para saber mais sobre esse sistema, clique aqui

Classificações 

Bordeaux tem uma longa e fantástica história e um dos seus principais capítulos é a classificação de 1855, clique aqui e saiba tudo sobre o assunto
Mas a classificação bordalesa não se resume ao ano de 1855, clique aqui e conheça a história de 10 Cru Classés fora da classificação de 1855.

Terroir 

O clima oceânico é relativamente temperado. Os solos são de natureza muito diversa (cascalho – favorável à Cabernet Sauvignon –, argilas – adequadas para Merlot –, calcário, silte, areias, etc.) e, por isso, dão origem a uma ampla variedade de vinhos. 

Principais variedades 

Entre as tintas temos Merlot (mais de 60%), Cabernet Sauvignon (25%), Cabernet Franc (11%), Malbec, Petit Verdot e Carménère. Brancas: Sémillon (53%), Sauvignon Blanc (38%), Muscadelle (6%), Colombard e ainda um pouco de Ugni Blanc. 

Produtores consagrados 

Châteaux Latour, Lafite, Mouton, Haut-Brion, Margaux, Yquem, Cos d’Estournel, Pichon-Longueville, Léoville-Las-Cases, Lascombes, Brane-Cantenac, Le Pin, Petrus, Lafleur, L’Eglise, Angelus, Cheval Blanc, Ausone, Figeac, Canon, Valandraud, Pavie merecem ser citados, entre outros. 
 

Conheça os melhores rótulos de Bordeaux já degustados pela ADEGA.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Da redação

Publicado em 24 de Março de 2021 às 15:03


Escola do vinho Vinho Denominação Bordeaux Vinhedo Produtores História Uvas