Escola do vinho

Fake news: a forma da cavidade no fundo da garrafa interfere na qualidade do vinho

Diz a lenda que quanto mais funda e côncava for a garrafa, melhor é o vinho


 

A cavidade no fundo da garrafa mexe com a imaginação dos enófilos

Os mitos em torno da cavidade inferior da garrafa de vinho são diversos. O que mais prosperou até hoje diz que quanto mais funda e côncava, melhor a qualidade da bebida.

Bobagem.

O fundo da garrafa também não tem função logística ou de segurar os sedimentos em vinhos mais antigos.

A cavidade existe por uma questão de segurança. Quanto maior a profundidade do buraco, mais vidro é usado, ou seja, mais superfície. Assim a pressão interna é melhor distribuída, diminuindo as chances de em uma batida a parte mais frágil da garrafa, justamente o fundo, se romper.

O fato de grandes vinhos normalmente estarem em garrafas com cavidades mais fundas é que esses vinhos têm “poder financeiro” para comportar uma garrafa dessas. Afinal, com mais material, o produto, claro, fica mais caro.

Mas nada impede que um fabricante decida colocar seu grande vinho em uma garrafa sem cavidade. Ou seja, não há relação direta entre o fundo da garrafa e a qualidade do vinho.

» Com tecnologia disponível, porque ainda pisamos em uvas para produzir vinhos?

» Como o sommelier surgiu no mundo do vinho?

» Vinho de talha: os segredos do português que dorme em ânforas de barro – até hoje!

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 6 de Maio de 2021 às 19:00


Escola do vinho Cavidade Fundo da garrafa Furo Garrafa Vinho Para que serve o furo na garrafa Qualidade do vinho