Escola do vinho

Mosel, famosa região alemã de vinhos brancos

Na região 60% das vinhas são de Riesling


 

Vinhedos nas margens do Rio Mosel na Alemanha

Se a Alsácia, na França, é uma região fortemente vinculada aos vinhos brancos, pode-se dizer que a Alemanha é um país cuja fama vitivinícola deve-se aos brancos. Lá, pouco mais de 30% dos vinhedos são de variedades tintas, o restante é de cepas brancas, especialmente a Riesling, que representa quase um quarto dos vinhedos cultivados no país.

» Confira 21 regiões famosas por seus brancos espetaculares

» Os poderes da Riesling, a uva alemã que faz espumantes, vinhos secos e doces de alta categoria

A Alemanha vitivinícola é dividida em 13 regiões e algumas, como Mosel, por exemplo, são exclusivamente ligadas aos brancos. Na região, mais de 60% das vinhas são de Riesling e o restante de Müller-Thurgau e Elbling.

Uma particularidade dos vinhos alemães é sua classificação por nível de maturação das uvas, contudo, quem quiser se ater aos vinhos secos, busque pelos Grosses Gewächs. Essa é a nomenclatura que os alemães reservaram unicamente aos vinhos secos produzidos dentro de parcelas de vinhedos especiais chamados Grosse Lage, uma espécie de Grand Cru alemão. 

Clique aqui e conheça os melhores brancos da região já degustados pela ADEGA.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Da redação

Publicado em 12 de Março de 2021 às 14:47


Escola do vinho Vinho Branco Riesling Mosel Alemanha