Revista ADEGA

Mundovino 2

Eventos do mundo do vinho

Da redação em 23 de Maio de 2014 às 00:00

Gigante

De pouco em pouco, a China vai conseguindo chegar ao ápice no mundo do vinho. Um relatório recente da Vinexpo mostrou que o país mais populoso do planeta é, agora, o segundo maior consumidor de vinhos de alto custo (preços superiores a US$ 10), superado apenas pelos Estados Unidos. Em seguida, na lista, aparecem o Reino Unido, a França e o Canadá. No período compreendido entre 2008 e 2012, o número de chineses consumidores de vinhos de maior preço aumentou em impressionantes 430%. Espera-se que, até 2017, haja um crescimento de 60% nessa conta, atingindo 46 milhões de caixas de vinho.

Vinho no tubo

Conhecido do mundo todo por seus programas de culinária na tevê, o chef Jamie Oliver decidiu, dessa vez, investir no setor de bebidas, mais precisamente nas garrafas de vinho. Há mais de um mês, o britânico lançou um canal no Youtube intitulado “Drinks Tube” para revelar as nuances do universo do vinho e também de outras bebidas. O canal aparece dividido em três partes, em que uma é dedicada especialmente ao vinho. Para auxiliar o público apaixonado pela bebida, Oliver convocou Amelia Singer, uma “entusiasta do vinho”, Jamie Smith, professor especializado, e Gennaro Contaldo, mentor do britânico.

Vento em popa

A indústria de vinhos nos Estados Unidos segue em ritmo frenético e, segundo pesquisa do “The Wine Institute”, a venda da bebida no país aumentou 3% em volume e 5% em valor em 2013, se comparada aos números do ano anterior. Com isso, este é o 20º ano consecutivo em que há um crescimento de vendas de vinho no mercado norte-americano. Segundo as estatísticas, os consumidores gastaram US$ 36,3 bilhões em vinho no ano. O preço por garrafa chegou a US$ 8,06. As vinícolas da Califórnia lideraram o crescimento interno, com 57% das vendas em volume e 64% em valor. A uva Chardonnay continua a mais popular entre os norte-americanos, com 20% de todas as vendas, seguida da Cabernet Sauvignon (13%) e da Merlot (9%).

Com moderação

Beber menos de uma taça de vinho por dia pode ser bom para os rins e o suficiente para reduzir os riscos de doenças cardiovasculares. Tudo isso é apontado por um estudo da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, em que os especialistas também relacionam o consumo moderado de vinho com menor risco de se desenvolver a doença renal crônica (DRC). A pesquisa analisou 5.852 participantes durante um mês. Parte dos voluntários consumiu menos de uma taça de vinho por dia, e a outra não. O risco de se contrair DRC foi menor nas pessoas que ingeriram a bebida, vinho tinto em sua grande maioria.

Oficial

O vinho se tornou oficialmente um patrimônio nacional da França. A lei foi aprovada de forma unânime em abril pelo governo, reconhecendo que “o vinho, o produto da videira, e seus terroirs fazem parte do patrimônio cultural, gastronômico e rural da França”. A proposta foi elaborada pela primeira vez pelo político Roland Courteau, de Languedoc-Roussillon. “O vinho não será mais visto somente como uma bebida alcoólica comum. Ele é agora protegido dos ataques e não pode ser desvalorizado no futuro”, afirmou Courteau após a decisão final do governo francês em legitimar o vinho, símbolo da herança milenar do país e que tem desempenhado um grande papel para a fama da França no mundo.

No meio do parreiral

Entre um intervalo e outro no Torneio de Oeiras, em Portugal, os tenistas Dmitry Tursunov e Samantha Stosur fizeram uma visita à tradicional vinícola Casal da Manteiga. Na ocasião, o russo e a australiana tiveram a chance de aprender um pouco sobre a vitivinicultura local, visitaram os vinhedos da propriedade, além de terem sido convidados para degustar algumas garrafas. “Nunca tinha ido a uma vinícola antes. Já tinha ido à região vitivinícola de Napa Valley, nos Estados Unidos, mas nunca em uma vinícola em si”, comentou Tursunov.

 

Santo Graal chinês

Antiguidades chinesas sempre são focos de cobiça, e, em abril, uma xícara de vinho da Dinastia Ming, toda de porcelana, foi vendida pelo valor de US$ 36 milhões. O novo proprietário, Liu Yiqian, dono de um museu em Xangai, adquiriu a peça em um leilão da Sotheby’s realizado na metrópole asiática. A xícara da Dinastia Ming – que reinou na China entre os séculos XIV e XVII – é um item importante dentre os tesouros culturais do país. Apenas 19 peças dessa relíquia foram produzidas para o Imperador Chenghua, sendo que quatro estão na posse de colecionadores e as demais estão sob cuidado de museus.

 

Rótulos colorados

Os torcedores do Internacional vão poder usufruir de linha limitada e exclusiva de espumantes, que foram lançados pelo clube gaúcho para comemorar a reforma do estádio Beira Rio, reinaugurado em abril. Os rótulos Beira-Rio Gold e Beira-Rio Brut foram produzidos pela Casa Valduga, um dos mais importantes produtores da Serra Gaúcha. Os colorados podem adquirir os produtos nas lojas especializadas do clube.

 

Novo líder

O mundo dos espumantes viveu uma reviravolta em 2013 e as garrafas francesas de Champagne perderam espaço para os Prosecco italianos. Estatísticas levantadas pelo Observatório Italiano de Vinho Espumante (OVSE) indicaram que foram vendidos 307 milhões de garrafas de Prosecco, três milhões a mais do que o número comercializado de Champagne no mesmo período. As vendas do espumante italiano subiram 11,5% em volume e 16% em valor no último.

Vinho de ditador

Uma garrafa magnum que parece ter sido pessoalmente encomendada por Adolf Hitler – segundo informações do historiador Dominic Hughes, da casa de leilões inglesa McTear – foi adquirida por £1.540, cerca de R$ 5.700 no final de abril. Acredita-se que o líder nazista tenha ordenado a produção de um lote do vinho “Fuhrerwein” para marcar seu aniversário de 54 anos, em 20 de abril de 1943, em plena II Guerra Mundial. Segundo Hughes, um soldado alemão teria entregue o rótulo a um ex-prisioneiro húngaro ao término da guerra. A garrafa ficou em posse da família durante esse período e o filho do ex-prisioneiro finalmente a entregou para a casa inglesa. A garrafa de 1,5l estampa no rótulo a imagem de Hitler e acabou vendida para um comprador australiano.

Comprando com cuidado

Uma pesquisa feita na Inglaterra pela especialista em bebidas, Harpers, revelou que apenas metade dos britânicos está disposta a pagar mais de £ 6 (cerca de R$ 22) por uma garrafa de vinho. Além disso, só 7% das pessoas estão abertas a comprar um vinho no supermercado que custe mais de £ 10 (aproximadamente R$ 37). A análise também revela que 9% das mulheres aceitam pagar mais de £ 10 por um vinho, ao passo que, entre os homens, essa porcentagem chega só a 6%. A guerra de preços entre supermercados, segundo o estudo, é a culpada por fazer os britânicos colocarem o preço acima da qualidade no momento de comprar uma garrafa de vinho.

Na música

Dave Mustaine, vocalista da banda norte-americana Megadeth, resolveu investir no mundo do vinho e lançou seu exemplar californiano Symphony Interrupted Select Cabernet Sauvignon 2012, proveniente da casta de mesmo nome. O rótulo do músico foi produzido pela Fallbrook Vineyards para comemorar o show do vocalista junto à Orquestra Sinfônica de San Diego, realizado em abril. No contrarrótulo do vinho, aparece a mensagem: “É tempo de participar dos destaques e das coisas boas e distintas da vida”. O exemplar só pode ser comercializado nos Estados Unidos com preço estimado em US$ 40.


Mundovino Vinexpo China Drinks Tube Jamie Oliver The Wine Institute Roland Courteau Languedoc-Roussillon Dmitry Tursunov Samantha Stosur

Artigo publicado nesta revista

Revista ADEGA 103 · Maio/2014 · Tudo sobre o Alentejo

A história, o terroir e grandes vinhos para você degustar


Gran Reserva

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também Guia ADEGA Guia ADEGA Vinhos do Brasil 2018/2019 + Poster "as cores do vinho"

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas