Mundovino

Eventos do mundo vitivinícola


MUDANÇAS PARA OS PRODUTORES ARGENTINOS
A indústria vitivinícola argentina ficou muito satisfeita com um corte de 50% em taxas de exportação de vinho. Reduzido de 5% para 2,5%, os impostos se tornaram mais acessíveis e auxiliam os produtores na atual conjuntura econômica. Os números referentes ao subsídio dado ao governo argentino aos produtores também mudaram. Esperava-se que 40 milhões de pesos fossem disponibilizados pelo Fundo de Transformação e Crescimento, mas essa quantia dobrou, para 80 milhões. Segurar o preço da uva e de outros produtos relacionados ao vinho é um dos principais objetivos da medida.

"TESOURO" DESCOBERTO EM SANTA CATARINA
Foram encontradas 19 garrafas de vinho escondidas em terrenos da vinícola Villa Stazione, construída em 1938 no distrito de Morro da Fumaça, Santa Catarina. Três pontos em que o aposentado, Adelício Sorato, de 77 anos, apontava como os esconderijos foram escavados. Ele garante que há mais três caixas sob o solo, com seis garrafas cada uma, em outro três lugares. O proprietário da vinícola, Vitório Búrigo, informou que os achados não estão expostos ao público. Apesar de os recipientes estarem intactos, o vinho perdeu as propriedades para consumo.

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DOBRA EM 2008
Apesar da crise financeira, as exportações de vinhos e espumantes brasileiros tiveram alta de 100% em 2008, totalizando US$ 4,6 milhões (frente aos US$ 2,3 milhões de 2007). Para esse ano, as previsões são mais otimistas - com total de US$ 6 milhões em vendas para fora do País. Boa parte desse crescimento se deve ao projeto Wines from Brazil, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex) e às premiações que os vinhos brasileiros conquistaram em feiras internacionais. Uma das principais metas de 2009 é ganhar novos mercados, como Singapura, Hong Kong e Índia, por exemplo.

ARGENTINA EM ALTA
O renomado produtor argentino Nicolás Catena Zapata foi eleito o "Homem do Ano" em 2009 pela revista norte-americana Decanter, por sua colaboração com a modernização do vinho argentino e sua projeção mundial. A publicação traz toda a trajetória do empresário, desde a sua instalação no Valle do Uco, Mendoza, em 1990. O cineasta e produtor de vinhos, Francis Ford Coppola, teceu elogios a Zapata: "Nicolás tem ânimo para a vida, amor pelo vinho e sabedoria. Ofereço-lhe minha admiração e meus parabéns".

COMO DISTINGUI-LOS?
Em uma medida que visa aumentar a competição dos rosés europeus no mercado mundial, a Comissão Européia permitiu a mudança na forma de produção desse tipo de vinho. Tradicionalmente feito a partir da mistura de uvas vermelhas e brancas, esse método agora pode ser realizado na mistura dos vinhos tinto e branco, o que tornará mais baratos os rosés do Velho Continente. No entanto, nem todos concordam com essa mudança. Para Xavier de Volontat, presidente da Associação dos Viticultores Franceses, as regras podem criar uma grande confusão entre o verdadeiro rosé e os vinhos brancos misturados aos tintos.

CONTRA O CÂNCER
Segundo pesquisa realizada na Califórnia, aqueles que bebem de uma a duas doses de vinho tinto por dia apresentam redução de 56% no risco da ocorrência de uma lesão précancerígena na parede da região entre o estômago e o esôfago. Mais de mil adultos foram acompanhados durante dois anos. O consumo apenas de álcool não representou riscos de alterações, porém o vinho teve uma ação benéfica. Ainda não se sabe os motivos que levaram a esse efeito, porém acredita-se que as propriedades antioxidantes do vinho tinto equilibram os efeitos danosos do ácido gástrico sobre o esôfago.

DIETA SABOROSA
Um estudo da Universidade de Ulm, Alemanha, comprovou que o resveratrol (antioxidante presente nos vinhos) pode reduzir a quantidade de gordura. Nos testes aplicados em camundongos, a substância teve o mesmo efeito que de uma dieta. Já nos testes com células humanas, descobriu-se que ele impede a proliferação de células precursoras das que armazenam gordura.

#Q#
Divulgação

VINHO ROQUEIRO
O ex-vocalista da banda inglesa The Police, Sting, anunciou em uma coletiva de imprensa em sua fazenda no sul de Florença, que vai lançar dois tipos de vinho. Os tintos produzidos em sua propriedade são um Chianti e um Sangiovese. O cantor afirmou que a produção pode chegar a 30 mil garrafas anualmente. Ainda não foi divulgada a marca, apesar de alguns apontarem "Message in a Bottle" (Mensagem na garrafa), música do grupo The Police, como um bom nome. Os pioneiros no intercâmbio entre música e vinhos foram o vocalista do Simply Red, Mick Huckanall, dono de uma companhia de vinhos na Itália, e a banda Iron Maiden, que possui um vinho com a sua grife, o Eddie's Evil Brew.

RIBANTEJOS EM TEJO
Em uma medida que gerou muita polêmica, o Conselho Geral da Comissão Vitivinícola Regional aprovou a alteração da designação dos vinhos do Ribantejo para Tejo. Do ponto de vista da tradição, Antônio Ferreira, presidente da Adega Cooperativa de Almeirim, considera que "esta não é uma situação benéfica para a região". Para o enólogo Rui Reguinga, a decisão foi positiva: "a imagem dos vinhos do Ribantejo não é boa e não é aquela que o Ribantejo merece". Outro argumento dos que aprovaram a mudança foi a facilidade da pronúncia de Tejo para o mercado mundial.

VINHO COM REFIL?
A vinícola Pend d'Oreille, nos Estados Unidos, arranjou uma maneira diferenciada de ser ecologicamente correta.

Trata-se do vinho Bistrô Rouge, que está sendo vendido em garrafas de 1,5 litro, que servem como refil. Todas as garrafas são feitas com 50% de vidro reciclado. Os compradores do produto poderão trazer a garrafas de volta e receber novo vinho por uma quantia menor. A primeira compra sai por US$ 25 e o preço de cada refil é US$ 16.

CINEMA E VINHO
Um festival de cinema, que terá como convidado especial o produtor de vinhos e cineasta Francis Ford Coppola, é uma das estratégias milionárias delineadas pela Entidade Regional de Turismo do Douro (ERTD) para atrair mais visitantes. O diretor, que também é produtor de vinhos nos Estados Unidos, irá escolher a Vintage Selection, ou seja, o lote de filmes que marcaram a sua vida e que serão exibidos durante o festival.

INCÊNDIOS NA ÁFRICA DO SUL
Depois da Austrália, vinícolas da África do Sul sofreram com os incêndios, que atingiram os estados de Stellenbosch, Somerset West e em Caple Winelands. O fogo se iniciou em fevereiro e ainda não estava totalmente controlado começo de março. Propriedades produtoras como Vergelegen e Lourensford estiveram em risco. O gerente de produção de Lourensford, Barry Humby, afirmou que houve grandes prejuízos e destruição.

VINHO NO SORVETE
Freddo, a rede argentina líder na elaboração e venda de sorvetes artesanais, apresentou dois novos sabores à base de vinhos produzidos nas vinícolas Bodega Familia Zuccardi: Malamado e Torrontés. O sorvete de Malamado é o resultado da combinação de framboesas com o Malamado Malbec. Já o "Pomelo e Torrontés" é o resultado da combinação entre pomelo rosado e o vinho Santa Julia Torrontés.

ANTONIO BANDERAS
No dia 10 de março, o ator espanhol Antonio Banderas oficializou sua entrada no mundo dos vinhos com a compra de 50% da vinícola Ribera del Duero Anta Bodegas, de 230 hectares, no norte da Espanha. Agora, ela se chamará Anta Banderas. Com capacidade de produzir de 1,5 milhões de garrafas por ano, a vinícola é a realização de um antigo projeto do ator, que já é empresário no ramo dos perfumes.

#Q#

Fotos: Divulgação

VINHO DOS MORTOS
Está em fase de certificação o "Vinho dos Mortos" de Boticas. Pelo segundo ano consecutivo, este fermentado português, cujas garrafas são enterradas em saibro antes de serem abertas, deverá ter o rótulo certificado. O enterro das garrafas ocorre no mês de abril e a venda se inicia em junho.

A MELHOR MARCA
O conceituado crítico de vinhos Robert Parker elegeu a Taylor's, empresa produtora de Vinho do Porto, como a melhor marca de vinhos do mundo, uma vez que atribuiu aos seus cinco últimos Vintages 97,8 pontos. Para Adrian Bridge, diretor-geral da Taylor's, "obter uma média de 97,8 pontos é um feito por si só e deverá constituir um motivo de orgulho, não só para a empresa, como para o setor do vinho do Porto e para Portugal".

RÓTULO INTELIGENTE
Uma indústria de vinhos da Califórnia começou a usar um novo rótulo sensível às alterações de temperatura. A intenção é detectar as variações no transporte dos vinhos. Se o carregamento for feito em locais que estejam com um clima ideal, aparece uma luz verde. Caso contrário, vermelha. Um leitor manual também pode baixar os dados da etiqueta para o computador, mostrando as temperaturas a que o produto foi submetido.

COLHEITA NO RIO GRANDE DO SUL BATE RECORDE
Neste ano, os produtores de Bagé, Quaraí e Uruguaiana devem colher 1,5 mil toneladas de uvas em 310 hectares, cerca de 15% mais que em 2008. No ano passado, foram produzidos 45 mil litros de vinho e 900 toneladas de uvas. Para 2009, a estimativa é de aumentar para 70 mil litros de vinho.

Da redação

Publicado em 31 de Março de 2009 às 06:03


Mundovino

Artigo publicado nesta revista