Mundovino

Eventos do mundo do vinho


Fotos: Divulgação

Antialérgico
E quando parece que a mente humana já inventou tudo o que poderia... Logo no primeiro mês do ano, o departamento de Química da Universidade de Aveiro, em Portugal, anunciou ter criado um vinho branco "antialérgico", sem sulfito, um componente que, por vezes, provoca reações em pessoas intolerantes à substância. Para que o vinho não degrade nem oxide - já que é o sulfito que garante a preservação da bebida - a equipe adicionou quitosina, uma substância que, em contato com o vinho, preserva-o.

Carnaval é com vinho
O carnaval paulista de 2012 vai ter um gostinho especial de vinho. Uma das agremiações mais antigas de Santo André, o Grêmio Recreativo Esportivo Cultural e Escola de Samba Ocara Clube terá como enredo "Bebida dos Deuses que Faz Bem ao Coração", em homenagem ao vinho, uma das bebidas mais antigas do mundo, e seus benefícios. O desfile da escola contará com três carros alegóricos, 11 alas e cerca de 400 integrantes.

Pílula milagrosa
Aproveitando os efeitos positivos do consumo moderado de vinho, um grupo vitivinícola espanhol criou cápsulas de efeito antioxidante para melhorar a saúde. Obtidas por meio de uvas Tempranillo, elas neutralizam os radicais livres, que envelhecem o organismo, diminuem o chamado "mau colesterol" e atuam contra enfermidades cardiovasculares.

Repelente?
Uma pesquisa científica sobre comportamento realizada pelo Centro Médico Cedars-Sinai mostrou que mulheres que bebem vinho socialmente em bares atraem menos homens indesejados. A pesquisa, que queria testar a crença de que bebidas alcoólicas atraem maus elementos, acabou provando o contrário. De acordo com os pesquisadores, até o vinho tinto mais barato possui sofisticação o suficiente para afastar a maioria dos homens que não são sérios.

Arte
Seguindo a ideia de Vick Muniz de que qualquer coisa - até mesmo lixo - pode virar obra de arte, o artista plástico Fernando Guimarães resolveu reutilizar as antigas caixas de madeira que eram utilizadas como embalagem de vinho para fazer arte. Aproveitando a beleza natural das caixas, que atualmente são usadas por menos de 5% da indústria, Guimarães desenvolveu diversas pinturas feitas com tinta acrílica, que fazem referência às marcas e aos vinhos das caixas.


Vinho espacial

Astrônomo e vinicultor britânico, Ian Hutcheon uniu suas duas paixões para produzir o primeiro vinho do mundo envelhecido com meteorito. O fragmento de asteroide, de cerca de 4,5 bilhões de ano, foi encontrado no deserto do Atacama e usado pela vinícola Hutcheon's Tremonte, que fica no vale de Cachapoal, no Chile, no envelhecimento de um Cabernet Sauvignon. "A ideia de submergir o meteorito no vinho é dar a oportunidade de todos poderem tocar algo vindo do espaço. Quem beber este vinho estará em contato com elementos do nascimento do sistema solar", explicou Hutcheon.

Fotos: Divulgação


#Q#

Vinho Nazi
Depois de muita confusão e discussão, um vinho comercializado com a foto de Adolf Hitler no rótulo pode, enfim, circular no mercado. Lançado no ano passado, o vinho foi alvo de longas investigações para que fosse certificado que o produtor não estava infringido nenhuma lei relacionada à glorificação da Era Nazista. Os relatórios oficiais apontaram que o produtor, que não foi identificado, estava motivado pelo lucro e não pela ideologia, uma vez que algumas garrafas que levavam o nome de Hitler chegaram a ser leiloadas por quase R$ 7 mil. Interessante é colocar a imagem do líder nazista, que era declaradamente abstêmio, em uma bebida.

Culto ao Vinho
O Uruguai inaugurou, no primeiro mês do ano, o Museu da Uva e do Vinho, um espaço que cultua o vinho em todos os seus sentidos, mostrando desde os segredos de produção até as experiências sensoriais da degustação. Localizado na cidade de Las Piedras, no departamento de Canelones, vizinho de Montevidéu, o museu irá valorizar a identidade vitivinícola do país e dar ênfase na Tannat e nos vinhos produzidos a partir dela.

Múltipla personalidade
Um grupo de cientistas holandeses criou o que eles chamam de Nano Vino, um vinho que muda de cor, sabor e aroma de acordo com a temperatura em que se encontra. A bebida, que a princípio é feita a partir de uvas Merlot, mas que também poderá ser produzida com Cabernet Sauvignon, Pinot Noir ou Malbec, surgiu da colaboração do projeto Next Nature e pesquisadores que se dedicam a aplicação da nanotecnologia na indústria alimentícia. Como o projeto é experimental, os vinhos não estarão disponíveis no mercado.

Renascido
O vinho Xerez está voltando à moda no Reino Unido graças à série de tevê Downton Abbey. O seriado, que ganhou o Emmy de melhor minissérie em 2011 e o Globo de Ouro de 2012 na mesma categoria, conseguiu reverter a imagem séria do Xerez e fez com que os espectadores, em sua maioria jovens, voltassem a se interessar pela bebida, que frequentemente está na mesa da família Crawley, protagonista de Downton. O interesse foi tão grande que as vendas no Reino Unido aumentaram 15% nos últimos quatro meses.

Mais um produtor
Famoso no cinema, Antonio Banderas estreou em 2009 um novo papel: o de produtor de vinho. O ator comprou 50% das ações de uma vinícola em Ribera del Duero e apresentou sua primeira safra durante o Festival de Comida e Vinho de Miami, que aconteceu em fevereiro. Além de lançar seus vinhos, o ator também falou da denominação de origem em que produz e de sua filosofia na produção de vinhos. Segundo os outros donos da bodega, Banderas sempre tentou se envolver o máximo em todas as etapas de produção.

Brasil na importadora
Muitos sempre defenderam que os produtores nacionais, antes de lutar contra os importadores, deveriam unir-se a eles para ajudar a distribuir seus vinhos, atingindo, assim, mais mercados. Importadoras como Mistral, Vinci e Decanter possuem em seus catálogos vinhos nacionais e agora é a vez de a Porto Mediterrâneo unir-se a eles, distribuindo os produtos da Viapiana Vinhos e Vinhedos, vinícola da região de Altos Montes, em Flores da Cunha. Mas essa aliança vai uma passo alem das anteriores, visto que a Viapiana passará a oferecer em seu varejo uma seleção de rótulos internacionais da Porto Mediterrâneo. Tomara que a moda pegue.

#Q#

Vinho na TV
O canal norte-americano de televisão Food Network começou a produzir uma série focada na produção de vinhos que será gravada em seis propriedades da região de Central Otago, na Nova Zelândia. Thirsty Work começará a ser exibida ainda em 2012 e conta a história de como são produzidos os vinhos e a maneira como vivem as pessoas por trás da produção. Yvonne Lorkin, jornalista e produtora da série, disse que a ideia para o programa surgiu depois que ela se interessou em saber mais sobre a produção de vinhos neozelandesa e não encontrou nada a esse respeito.

Fotos: Divulgação

Rótulo fashion
Para comemorar o aniversário de 350 anos do Château Rauzan-Ségla, a Chanel, que é dona da marca desde 1994, emprestou seu estilista Karl Lagerfeld, um dos mais influentes do mundo, para desenhar o rótulo da safra de 2009. A venda na França só começa em março, mas como há muitos interessados, já é possível adquiri-lo na pré-venda do site.

Contra a falsificação
Pesquisadores da Universidade Vila Real, em Portugal, desenvolveram um método de identificação de castas que ajuda a detectar falsificações em vinhos. O processo envolve a extração do DNA do vinho, sendo possível, dessa forma, comparar as amostras com as uvas correspondentes. O processo já foi patenteado e vem despertando interesse em empresas e grandes produtores, até mesmo da China, onde casos de falsificação tem sido recorrentes.

Leo
Saindo da esfera do esporte em prol das crianças carentes, Lionel Messi, em parceria com a Bodega Valentin Bianchi, de Mendoza, vai lançar, em abril, a linha de vinhos Leo. A iniciativa, além de ser um atrativo turístico para região e um fator promocional da vinícola, também vai destinar uma porcentagem das vendas para a Fundação Leo Messi, que tenta, por meio do esporte, melhorar a vida de crianças em situação de risco.

Subindo
Após seis meses, o Liv-ex voltou a subir em janeiro. O índice, que é amplamente consultado por investidores e pela indústria de vinhos finos, subiu 3,97 pontos. O diretor da "Bolsa de Valores do Vinho" afirmou que, apesar de um único mês não confirmar uma tendência de crescimento, o aumento nos preços combinado com a ampliação do volume de vinhos finos sugere que as coisas podem estar voltando a funcionar nesse mercado.

Champagne Day
O dia dos namorados norte-americano foi comemorado neste ano de uma maneira bem exótica: enquanto alguns hotéis ofereciam banhos de chocolate, o Cadogan Hotel foi além e sugeriu a seus hóspedes um banho de Champagne. Mas não é qualquer Champagne que foi despejado nas banheiras. O casal podia escolher entre marcas como Dom Pérignon, Perrier-Jouët e Louis de Custine. Para acompanhar, poderiam optar por alguns vinhos Premier Cru para degustar durante o banho.

Desbancou
De acordo com um informe do Ministério do Meio Ambiente espanhol, a produção de vinho no país foi de 40,3 milhões de hectolitros, valor que ultrapassou os 40,2 milhões de hectolitros da Itália e fez da Espanha o segundo maior produtor de vinhos do mundo. Em primeiro lugar, mais uma vez, esteve a França, com 50,2 milhões. Entre os produtores que mais cresceram o destaque foi o Chile, com 15,5%, que ocupou o sétimo posto.

Da redação

Publicado em 22 de Fevereiro de 2012 às 08:05


Mundovino

Artigo publicado nesta revista