Mundovino

Eventos do mundo vitivinícola


Divulgação

ITÁLIA NO TOPO DA EUROPA
Uma leve queda de 1% na produção francesa de vinhos entre 2008 e 2009 foi o suficiente para a Itália conquistar o posto de maior produtora em quantidade da Europa. Ao lado da Espanha, eles representam entre 75% e 80% do total produzido no continente, segundo pesquisa da United States Department of Agriculture (USDA). Isso se deve ao conjunto de mudanças sociais, crise econômica e campanhas contra o consumo de bebidas alcoólicas na França.

“YES WE CAN” ENGARRAFADO
Na região do Alto Ribatejo, o conhecido slogan “Yes We Can” – que levou Barack Obama à presidência americana – agora é o nome de um vinho de sucesso na terra do Tio Sam. Embora não assumida pela produtora Ana Carolina Ventura, a estratégia de marketing ainda se aliou a uma série de medidas ecologicamente corretas durante a produção, como a utilização de rolhas de cortiça natural (provenientes de agricultura sustentável), rótulos de papel ecológico e ausência de manipulação química.

184 ANOS E AINDA VIVO
As adegas da Perrier-Jouet, na cidade de Epernay, proporcionaram a doze dos maiores especialistas em vinho do planeta a oportunidade de degustar o champagne mais antigo do mundo, engarrafado em 1825. Segundo os privilegiados especialistas, a bebida estava ainda própria para consumo. John Stimpfig, um dos presentes, considerou o espumante bastante oxidado, mas ainda a revelar notas de trufas, caramelo e champignon. Atualmente, restam apenas mais duas garrafas dessa mesma safra e a Perrier-Jouet divulgou que não pretende abri-las tão cedo.

AZEITE CONTRA O CÂNCER
Além dos benefícios já comprovados ao coração, o azeite extravirgem é uma comprovada arma contra o câncer de mama, como observado em testes pela Universidade de Granada, na Espanha. Segundo Antonio Segura-Carretero, um dos responsáveis pelos estudos, os polifenóis do produto “aniquilam o excedente das proteínas associadas ao HER2 (o gene que ativa a forma mais perigosa desse tipo de câncer), reestabelecendo o equilíbrio”. Ainda não se sabe ao certo quais seriam as medidas ideais por dia do consumo para o máximo proveito.

PROSECCOS? SÓ DO VÊNETO!
A Itália decidiu regulamentar uma ação de proteção aos Proseccos produzidos na região do Vêneto. Somente lá será possível produzir esse tipo de bebida com a denominação oficial. A medida se assemelha àquela que a França tomou para proteger seus champagnes. Para Luca Zaia, ministro da Agricultura da Itália, o Prosecco é um “grande vinho italiano, que está sofrendo uma competição desleal de produtores de fora da região do Vêneto”.

MIOLO FORMA ENÓLOGOS
Já pensou em produzir seu próprio vinho? O projeto Winemaker, da Miolo Wine Group, pretende fazer esse sonho se tornar realidade para 23 pessoas que compõem a primeira turma. Nesse projeto, iniciado em agosto de 2008 e com previsão de conclusão em janeiro de 2010, os “alunos” aprendem o processo de produção do vinho desde a plantação até o engarrafamento. Com o término, cada membro recebe dez caixas do próprio vinho com os nomes e rótulos personalizados. Todo o programa custa R$ 6 mil e inclui hospedagem em um hotel parceiro da Miolo.

Sofia Carvalhosa

A MAIS CARA DO MUNDO
Na famosa casa de leilões da Sotherby’s, foi vendido por US$ 21 mil um Krug 1928, pertencente à Krug Collection. Com essa marca, a champanhe se tornou a mais cara do mundo vendida em um leilão. A Acker Merrall & Condit, compradora da preciosidade, colocou para trás o recorde que pertencia a um Cristal Brut 1990 de Louis Roederer, vendido em dezembro de 2005 por aproximadamente US$17 mil.

#Q#

TINTO PODEROSO
Um estudo realizado pela Universidade de Barcelona concluiu que o Volvereta, um vinho tinto da região de Sanzoles, noroeste da Espanha, pode retardar a evolução de tumores através da eliminação de células cancerígenas. Josep Argiles, coordenador da pesquisa, revelou que “as células mortas empacotam o seu conteúdo”, evitando processos inflamatórios. Ainda realizado apenas em animais, o teste pretende investigar a importância do vinho na prevenção do desgaste muscular associado ao câncer.

UE BOICOTA VINHOS DOS EUA
Todos os vinhos norte-americanos que tiverem em seus rótulos a denominação “Clos” ou “Château”, serão alvos de boicote à importação por parte da União Européia. O bloco exige que as vinícolas norte-americanas se adaptem às exigências, que já possuem outras restrições e também não permitem o uso de termos como “Champagne”, “Chablis” e “Bourgogne”, outras regiões produtoras da França.

BARRIL “INTELIGENTE”
Uma polêmica nova tecnologia promete dizer ao produtor quando o vinho está pronto. Produzidos pela fabricante francesa Seguin Moreau, o barril que possui um sistema de inteligência artificial pode revelar as características do vinho, levando em conta a presença de frutas, tabaco, refrescância e o nível de taninos. Já se sabe que na região de Mendoza, na Argentina, a nova tecnologia está sendo testada.

45 PAÍSES ESTARÃO NA VINEXPO 2009
Que crise, que nada. A Vinexpo, uma das maiores feiras de vinho do planeta, já tem confirmada a participação de 2.400 expositores de 45 países. O evento ocorrerá em Bordeaux, de 21 a 25 de junho, e reunirá alguns dos principais representantes do mundo vitivinícola em uma área de 90 mil m2.

PRODUTOS E PRODUTORES REUNIDOS
Cerca de 30 das mais renomadas vinícolas da Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, Espanha, França, Itália e Portugal participarão da 2ª edição do evento Vini Vinci (foto acima). Ele será realizado no dia 18 de maio, no Sofitel do Rio de Janeiro, e 19 e 20 de maio, no Grand Hyatt São Paulo. Serão apresentados mais de 150 vinhos.

GASTRONOMIA CHILENA
Entre os dias 26 e 30 de maio, o restaurante Tarsila, no hotel InterContinental de São Paulo, receberá a II Semana Gastronômica do Chile. O evento, organizado pela ProChile, agência que representa o departamento de relações exteriores do país andino, apresenta aspectos tradicionais da gastronomia chilena com os renomados chefs Matías Palomo e Rodolfo Guzmán.

Da redação

Publicado em 28 de Abril de 2009 às 06:55


Mundovino

Artigo publicado nesta revista