Mundovino

Eventos do mundo do vinho


Homenageado
A equipe britânica de críquete decidiu homenagear seu capitão Andrew Strauss de uma forma diferente - e muito bem-vinda: para comemorar 100 jogos à frente do time, ele recebeu 100 garrafas de vinhos encomendadas especialmente para a ocasião. Cada uma delas contém no rótulo um momento memorável de Strauss. Por ser grande apreciador de vinhos, ele ganhou 50 garrafas da Edição Limitada Marlborough Sauvignon Blanc 2011 e 50 da safra de 2010 do Château le Coin. Além disso, o patrocinador do time (England Cricket) também homenageou o jogador presenteando-lhe com 22 garrafas de Champagne. Agora, vinho é o que não vai faltar nas comemorações de Strauss.

Histórica
Ao que tudo indica, a safra de 2012 será histórica para a Austrália. Segundo os produtores e enólogos, as condições do clima estão ajudando no crescimento das uvas e podem trazer a melhor safra dos últimos 20 anos. Por conta do tempo "perfeito", não haverá necessidade de intervir muito nos frutos, que já mostram que terão muita expressão e sabor. Há quem diga, também, que os bons vinhos não ficarão limitados a duas ou três variedades, como costuma acontecer no país.

Comportamento
O último relatório da Wine Intelligence mostrou mudanças nas preferências dos consumidores britânicos nos últimos quatro anos. Desde 2008, ano em que a crise mundial estourou, eles estão mais dispostos a investir em vinhos para consumir em casa do que sair para beber, como era costume. Além disso, a qualidade passou a prevalecer em detrimento da quantidade. O relatório também mostrou que a variedade e a familiaridade com a marca dos vinhos são os fatores que mais influenciam os consumidores na hora de comprar. A conclusão gerada pelo relatório foi que "os britânicos se acostumaram com a ideia de comprar bom vinho para consumir em casa".

Contaminado
Três produtores de vinhos chineses estão sendo investigados por contaminação de vinhos nacionais e uso excessivo de pesticidas, como o carbendazim - usado nos vinhedos para prevenir o aparecimento de fungos - que foi encontrado em altas doses em alguns vinhos, podendo causar, caso seja consumido em excesso, infertilidade e câncer no pulmão. Um pesquisador do Centro Nacional de Avaliação dos Riscos Alimentícios da China afirmou que atualmente é inviável produzir vinhos na China sem o uso de pesticidas, mas que eles precisam ser controlados, pois, em pequenas quantidades, não afetam a saúde dos consumidores.

#Q#

Saudável
De acordo com uma pesquisa realizada pela na Universidade de Connecticut, consumir uvas pode ajudar a proteger o coração de pessoas com Síndrome Metabólica - conjunto de sintomas (aumento da pressão, altos níveis de açúcar no sangue, baixo colesterol bom e aumento do triglicérides) que elevam o risco de ataque cardíaco, derrames e diabetes. Os pesquisadores acreditam que o mais provável é que os polifenóis sejam os responsáveis pelo efeito, uma vez que melhoram a saúde cardíaca e reduzem a pressão sanguínea.

fotos: divulgação

Leilão do Bulli
Após fechar suas portas em julho, com 12 anos de funcionamento, o restaurante El Bulli, eleito o melhor do mundo por quatro anos consecutivos, irá colocar em leilão 1.600 rótulos de sua adega, que abriga cerca de 10 mil garras de vinhos, indo desde clássicos de Bordeaux, Borgonha e Piemonte até vinhos californianos, Jerez e ícones espanhóis como L'Ermita, Pingus e Vega Sicilia Único. Embora o dia e o horário do leilão ainda não tenham sido divulgados, o maior valor de entrada é da safra de 1999 do Romanée Conti, de 5.350 libras.

Falando sobre vinho
Em meados de agosto, um vídeo feito em 1991 por Bernard Erpicum, diretor do restaurante Spago, de Los Angeles, começou a chamar a atenção dos internautas. Nele, celebridades de Hollywood dão dicas sobre vinhos. O vídeo, que pode ser encontrado no Youtube como "The Celebrity Guide to Wine", traz Steven Seagal, Dudley Moore, Whoopi Goldberg e Kelly LeBrock, entre outros, ensinando coisas básicas sobre vinhos em situações divertidas. Whoopi, por exemplo, deu dicas com plaquinhas sobre harmonização e Seagal fez as vezes de professor ensinando como costuma degustar seus vinhos.

Para comemorar
O atleta jamaicano Usain Bolt, que saiu das Olimpíadas de Londres com o status de lenda, ganhando as três modalidades mais importantes do atletismo - 100 metros, 200 metros e revezamento 4x100 -, gastou 80 mil libras em uma garrafa de Champagne na noite de sua comemoração pelo ouro no revezamento. Ele comprou uma garrafa de 15 litros de Armand de Brignac, conhecido como Ace of Spades. Na boate, ele também foi presenteado com um drinque especial para os medalhistas de Londres, feito com doses de Hennessy Paradis Imperial Cognac e o Champagne Luxor, que tem folhas de ouro 24 quilates.

#Q#

Shake
Os restaurantes de Los Angeles estão colocando uma nova sobremesa em seus cardápios: o Milk shake de vinho, inspirado numa sobremesa que já existia. Mas agora, em vez de ser usado um vinho genérico, o shake terá três sabores: Pinot Noir, que mistura, além do vinho, cerejas, chocolate e sorvete de baunilha; Sweet Peach, que usa vinho doce, polpa de pêssego e sorvete de baunilha; e Mimosa, uma batida de espumante, suco de laranja e sorvete de baunilha.

Dessa vez, Hitler
Alguns produtores de vinho europeus parecem ter uma queda por ditadores. Depois de Salazar e Mussolini estamparem alguns rótulos de vinhos do continente, foi a vez de Hitler emprestar seu rosto para uma linha de vinhos italianos. E, assim como nos outros casos, o Ministério Publico entrou com uma ação para impedir a venda dos vinhos, que podem ser considerados uma forma de exaltar o nazista. As garrafas possuem fotos e citações de Hitler, e, no rótulo, há uma saudação nazista, com as palavras Mein Kampf, que significa "minha força", em alemão. O produtor do vinho se defendeu e disse que isso faz parte da história, "assim como Che Guevara". Uma triste maneira de conseguir visibilidade.

Extrato de uva
Estudos recentes concluíram que marinar a carne vermelha em extrato de uva diminui a formação de carcinogênicos, que, se consumidos em grande quantidade, aumentam o risco do desenvolvimento de câncer. Isso porque os antioxidantes presentes na uva conseguem anular o efeito da substância.

Monumento
Agora é oficial. Depois alguns meses de análise, os vinhedos de mais de 200 anos da família Pedebenade, na região de Gers, sudeste da França, foram oficialmente reconhecidos como Monumento Nacional. As vinhas de lá podem ser consideradas verdadeiras sobreviventes: foram plantadas em 1812, resistiram à filoxera e sobreviveram às duas guerras mundiais, produzindo bons vinhos. O vinhedo foi o primeiro "ser vivo" a ganhar o status de monumento histórico. "Nós normalmente classificamos igrejas e prédios. Porém, quando visitamos os vinhedos, ficamos tão impressionados que dissemos 'vamos fazer, isso vale a pena'", contou um dos responsáveis pela nomeação.

#Q#
Photoxpress.com

Preocupados
Tradicionalistas até o último fio de cabelo, os franceses estão ficando preocupados com o aumento de vendas de Châteaux seculares para empreendedores estrangeiros. Em Bordeaux, muitos empresários de fora da França já são donos de grandes e importantes vinícolas, o que gerou um alerta geral na região. E Borgonha, que até o momento não tinha com o que se preocupar, também está começando a perder o sono: um empresário chinês não identificado comprou, em agosto, o Château de Gevrey-Chambertin, uma propriedade histórica da região. Por enquanto, ele é o único de fora a controlar uma propriedade, mas, de qualquer maneira, o medo é geral.

Mobilidade
Um estudo recente realizado pela Universidade de Duquesne, em Pittsburgh, em meados de agosto, descobriu que o antioxidante resveratrol pode ajudar na mobilidade de idosos. De acordo com a pesquisa, feita com ratos de laboratório, a substância tornou o tecido nervoso mais resistente aos efeitos da idade, fazendo com que os problemas que envolvem movimento e equilíbrio sejam amenizados. Como os níveis de resveratrol usados durante os testes eram muito grandes (o equivalente a 700 taças de vinho), a equipe está tentando encontrar uma maneira de incorporar o antioxidante na dieta dos idosos por meio de alimentos ricos, como a própria uva e o mirtilo, por exemplo, já que suplementos à base de resveratrol não são tão eficientes quanto os "naturais".

Taxa de rolha
Diante de preços extorsivos cobrados em alguns estabelecimentos, a província de British Columbia, no Canadá, aprovou uma lei que permite que os clientes levem sua própria garrafa de vinho a qualquer restaurante. A medida, que foi bem aceita pelos consumidores e por alguns restaurantes, foi uma resposta ao movimento Bring Your Own Wine (BYOW), que nasceu em 2005. A partir de agora, quem quiser levar uma garrafa de vinho terá apenas que pagar a taxa de rolha. Enquanto os estabelecimentos que apóiam o movimento e buscam mais clientes colocam preços simbólicos - a média é de 10 dólares canadenses -, outros tentam lucrar com isso e estabelecem valores abusivos.

#Q#

Enólogo criativo
Depois do vinho envelhecido com um pedaço de meteorito, o enólogo britânico Ian Hutcheon, lançou outro dos seus vinhos diferentes: Sacrifício, que foi engarrafado e enterrado em uma montanha. Proprietário da vinícola Tremonte, no Chile, Hutcheon tirou a inspiração de civilizações antigas que usavam o topo das montanhas para sacrificar animais, humanos etc. As 200 garrafas do vinho foram enterradas no cume do Monte Tuca, no Vale do Cachapoal, no começo do outono, e ficarão lá até que encontrem um comprador - que deverá pegar o mapa da localização do vinho na vinícola e desenterrá-lo da montanha ele mesmo.

Roberto Silva

Piemonte
Um grupo de 18 produtores do Piemonte resolveu se reunir em um consórcio (Consorzio Langa In) para a promoção de seus vinhos. No dia 24 de agosto, 13 deles estiveram no Brasil para apresentar um pouco das melhores coisas que se produz na região, com enfoque nos vinhos baseados em Nebbiolo, especialmente os Barolo. Seletos convidados - especialmente importadores, já que muitas das vinícolas não possuem representação no Brasil - provaram vinhos top de produtores de renome como Paolo Scavino, Azelia, Parusso, entre outros em evento que ocorreu em São Paulo e também no Rio de Janeiro. ADEGA esteve presente e, entre os cerca de 40 rótulos apresentados, destaca dois que o consumidor já pode ter acesso no Brasil.

VINHOS AVALIADOS

Chiara Boschis Barolo Cannubi 2007 R$ 420 91 pontos
Monprá 2009 R$ 215 90 pontos
#Q#
Norio Ito

Norio Ito
Pedro Parra explicou os terroirs chilenos por meio de uma degustação de ícones dos mais variados lugares

Dr Terroir
No mês de agosto, o usual encontro de Wines of Chile aconteceu em São Paulo no hotel Unique. Neste ano, o ponto alto ficou por conta da apresentação do especialista em terroirs Pedro Parra, que selecionou grandes vinhos para serem degustados enquanto explicava a influência da geologia de diferentes vales chilenos e seus ícones - entre eles Altair 2006, Aristos 2008, Cipreses Vineyard 2011, Don Melchor 2008, Don Maximiano Founder´s Reserve 2007, Clos Apalta 2009, Montes Folly 2007, Montes M 2009, Casa Real 2007 e Seña 2007. ADEGA traz a avaliação de alguns dos destaques tanto da Master Class quanto dos vinhos que compunham os estandes dos cerca de 40 produtores presentes.

VINHOS AVALIADOS

Aristos Duque D'A 2008 US$ 200 95 pontos
Casa Marin Sauvignon Blanc Cipreses Vineyard 2011 R$ 133 92 pontos
Don Melchor 2008 R$ 399 93 pontos
Don Maximiano Founder's Reserve 2007 US$ 189 95 pontos
Marea de Leyda Sauvignon Blanc 2010 R$ 60 89 pontos

#Q#

Tadeu Brunelli/fotos: Clara Asarian/Estúdio Gastro

Comemoração

fotos: Clara Asarian/Estúdio Gastronômico
Thierry Guillot, gerente geral do hotel, e José Alberto Zuccardi

Para comemorar uma década de atividade no Brasil, o primeiro empreendimento da rede Hyatt no Brasil, o Grand Hyatt São Paulo, promoveu alguns eventos exclusivos, sendo que um deles foi dedicado ao mundo do vinho. Em uma celebração especial, participantes do Wine Club do hotel - que promove encontros mensais de enófilos com experts para prova de vinhos especiais - tiveram um noite especial em 21 de agosto. O tema foram os vinhos argentinos e entre os convidados estava José Alberto Zuccardi, da Bodega Zuccardi, uma das vinícolas argentinas de maior destaque internacional, que fez questão de servir pessoalmente seus vinhos e explicar todas as suas nuances. Ele também aproveitou o evento para lançar o vinho Malamado Viognier. Outras vinícolas como Doña Paula, Los Miras etc também apresentaram seus vinhos, que harmonizaram com pratos especialmente preparados para a celebração, que contou ainda com um show de tango.

fotos: Clara Asarian/Estúdio Gastronômico

VINHOS AVALIADOS

Alto Las Hormigas Malbec Reserva 2008 US$ 55 89 pontos
Udwe Malbec 2009 R$ 51 90 pontos
Zuccardi Séria A Torrontés 2010 R$ 64 88 pontos
Da redação

Publicado em 4 de Setembro de 2012 às 06:07


Mundovino

Artigo publicado nesta revista