Revista ADEGA

Mundovino

Eventos do mundo do vinho

Da redação em 18 de Abril de 2013 às 11:15

Vinho saúde

A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, publicou um estudo recente na revista Science comprovando que o resveratrol, substância encontrada no vinho, possui enzimas com propriedades antienvelhecimento. Os estudiosos afirmaram que a substância incrementa a atividade da proteína SIRT1, que previne o organismo de enfermidades ao proteger as mitocôndrias, "a bateria" das nossas células. A proteína é capaz de recarregar e renovar as atividades mitocondriais que naturalmente vão envelhecendo com o passar do tempo. Já existem estudos clínicos em andamento para produzir remédios à base da substância.

Luto na Maison Krug

Uma das casas de Champagne mais prestigiadas da França, a Maison Krug, está de luto pela morte de Henri Krug, ex-diretor da vinícola e membro da quinta geração da família, que faleceu aos 76 anos. Ao lado do irmão, Rémi Krug, Henri foi responsável por dar à Maison Krug todo o prestígio pelo qual é conhecida e durante o período em que estiveram no comando, os dois irmãos introduziram novos rótulos: Krug Rosé, Clos du Mesnil e Clos d'Ambonnay, que se tornaram três dos mais cobiçados vinhos de Champagne.

Dieta mediterrânea

Uma pesquisa espanhola divulgada na revista The New England Journal of Medicine revelou que seguir a dieta mediterrânea - baseada no consumo de alimentos como vinho, peixes e azeite - enriquecendo-a com frutos secos pode reduzir em até 30% o risco de sofrer infarto ou outras doenças cardiovasculares e em 49% a possibilidade de ter um AVC. A pesquisa é um dos maiores estudos de nutrição do mundo e teve início em 2003, com a participação de 7.447 voluntários (homens e mulheres entre 55 e 80 anos) que apresentavam alto risco de desenvolver doenças do coração.

Denominação de origem

Os grandes produtores de Cava, na Espanha, andam descontentes com o rumo que a DO da região vem tomando nos últimos anos e estão deixando o sistema para trabalhar numa nova denominação para espumantes, a Conca Del Riu Anoia, em Penedès, mesma região onde são produzidos os Cava. Segundo eles, depois de 150 anos, Cava se tornou uma DO orientada pelo volume, com nenhuma distinção geográfica em termos de clima e solo, e, por essa razão, decidiram voltar ao início e criar uma designação de vinhos orientada pela qualidade. As novas normas desenvolvidas deverão ser apresentadas ao Conselho Regulador nos próximos meses.

Vintage 2011

As principais casas de vinho do Porto devem declarar a safra 2011 como Vintage. Desde 2007 a maioria das casas não consideraram uma safra excepcional a ponto de ser declarada Vintage. A Sogrape, proprietária das marcas Ferreira, Offley e Sandeman foi uma das primeiras a anunciar seus 2011. "A safra nos permitiu criar vinhos Vintage com níveis nunca antes vistos de cor, estrutura e complexidade", comentou Luís Sottomayor, enólogo da Sogrape. O anúncio também é aguardado por Symington e Ramos Pinto.

Leilão Tang

Ex-número dois do governo de Hong Kong, Henry Tang, arrecadou cerca de 4,5 milhões de euros num leilão de parte de sua coleção de vinhos da Borgonha realizado pela Christie's. Tang colocou os lotes de vinho à venda após uma coleção, comprada de forma ilegal, ter sido descoberta em sua casa junto de outras obras também fraudulentas. Antes de leiloar os rótulos, Tang garantiu que nenhum deles fazia parte da adega considerada fora da lei. Entre os lotes estavam seis garrafas magnum de Romanée Conti 1995, vendidas por 150 mil euros, e outros borgonheses de safras entre 1949 e 2010. Em termos de arrecadação, o leilão excedeu em 60% os valores finais estimados.

Na Indy

Em expansão no mercado dos Estados Unidos, a vinícola Aurora está chegando na Formula Indy. Seus vinhos começam a ser servidos nos camarotes VIPs da APEX - Agência Nacional de Promoção de Exportações e Investimentos - instalados nos circuitos. Os vinhos marcarão presença durante todas as provas realizadas em território norteamericano em 2013.

fotos: divulgação

Parker x Galloni

A Wine Advocate, publicação de Robert Parker, está processando seu ex-crítico de vinhos da Califórnia, Antonio Galloni, por quebra de contrato, fraude e difamação. Galloni, que se demitiu no início desde ano, foi contratado para ser o responsável pela crítica de todos os vinhos californianos. Ele se desligou da Wine Advocate após um grupo de investidores de Cingapura comprar uma parte da publicação e não entregou um extenso relatório sobre os vinhos de Sonoma, alegando não ser capaz de produzi-lo no tempo determinado. Galloni está sendo acusado de quebra de contrato, por viajar às custas da empresa, e pela "retenção intencional e injustificável" de suas notas de degustação.

Altos Montes

A região de Altos Montes teve sua Indicação de Procedência (IP) oficializada no dia 18 de abril na Escola Internacional de Gastronomia (UCS/ ICIF). Entregue pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), a indicação compreende a região produtora localizada entre as cidades de Flores da Cunha e Nova Pádua. "A Apromontes foi criada em 2002 e, desde então, ocorreu um grande processo de transformação nas vinícolas e produtos da região produtora. Foram realizados muitos investimentos em vinhedos, vinícolas e em enoturismo. Atualmente somos 11 vinícolas preparadas para receber bem e produzir ótimos vinhos. Esse será um marco em nossa história", destaca o presidente da Apromontes, Deunir Argenta.

Em guerra

Mais de 60 anos após a criação do estado de Israel, o conflito entre judeus e palestinos chegou ao vinho. Isso porque a União Europeia está exigindo que os vinhos produzidos nos assentamentos israelenses na Cisjordânia (território palestino sob domínio de Israel desde 1967), considerados ilegais sob a lei internacional, levem os dizeres "Produzido na Cisjordânia (produto de assentamento israelense)" ou "Produto israelense de territórios palestinos ocupados", para que os consumidores tenham consciência do que estão comprando. Enquanto os palestinos comemoraram a decisão, os israelenses classificaram a decisão como "racismo".

fotos: divulgação

Patrimônio da humanidade

A UNESCO incluiu na lista de bens culturais candidatos à Patrimônio da Humanidade a "paisagem cultural do vinho e os vinhedos de La Rioja e Rioja Alavesa", na Espanha. Para a organização, a paisagem cultural é fruto da interação da natureza e do homem através do tempo e dos diferentes períodos históricos, configurando em múltiplos elementos conhecidos como a "cultura do vinho". Em nota, o governo de La Rioja afirmou que "o reconhecimento da paisagem do vinho como patrimônio cultural será de grande valia para nossa identidade e imprescindível para o desenvolvimento econômico, social e cultural da região".

fotos: divulgação

Melhor do mundo

O concurso mundial da Association de la Sommelerie Internationale ocorrido no Japão teve como vencedor o suíço Paolo Basso, de 47 anos. Veronique Rivest, do Canadá, Aristide Spies, da Bélgica, ficaram logo atrás do campeão depois de três dias de provas exaustivas. O concurso para ver quem é o melhor sommelier do mundo ocorre a cada três anos e participam os campeões dos concursos regionais. Diego Arrebola foi o representante brasileiro no Japão.

Mais inteligentes

Um estudo realizado pelo departamento de Química, Alimentos e Farmácia da Universidade de Reading, do Reino Unido, acaba de deixar as borbulhas do Champagne ainda mais saborosas. Após seis semanas de testes com ratos de laboratório, o relatório concluiu que os roedores tiveram uma melhora significativa na memória operacional graças à regulação do ciclo celular no córtex e no hipocampo, as partes do cérebro que controlam o aprendizado e a memória. O líder do estudo disse que os testes podem ter os mesmos resultados em humanos.

fotos: divulgação

Juarez Valduga assume Aprovale

Um dos fundadores da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) e seu primeiro presidente, Juarez Valduga, da Casa Valduga, assumiu novamente o comando da entidade e estará liderando a associação pelos próximos dois anos. "Queremos abrir a Aprovale e chamar regiões produtoras, roteiros turísticos diversos, lideranças dos setores do vinho e do turismo para participarem, interagirem e realizarem negócios com o Vale dos Vinhedos. Teremos uma Copa do Mundo em 2014 e agora é o momento para nos prepararmos, realizarmos melhorias nas vias públicas e propriedades do Vale, ampliarmos atrações e quebrarmos paradigmas", apontou Valduga.

Aquecimento

O aquecimento global é um problema que tira o sono de muitos produtores de vinho, mas as coisas podem não ser tão ruins quanto dizem. De acordo com alguns novos estudos, o aumento da temperatura média pode tornar regiões frias aptas ao plantio de vinhas. Climatologistas que trabalham para a indústria do vinho disseram que na Alemanha e na Dinamarca, por exemplo, alguns locais que antes não tinham condições de cultivo já estão produzindo bons vinhos, e que partes da Nova Zelândia e do Canadá, o sul do Chile, Ontário e Inglaterra serão as maiores beneficiadas pelo aumento das temperaturas. Outras regiões, como Beaujolais também estão tirando proveito das temperaturas mais altas, que melhoraram os níveis de açúcar e acidez.

Cave 1890

A família Symington reabriu sua cave 1890 da Graham's. O edifício, armazém de envelhecimento dos vinhos do Porto da Graham's, mantém as suas características e funcionalidades originais para abrigar 3.200 barricas de carvalho. Mas, com o objetivo de apresentar os 300 anos de história do Vinho do Porto, foi criado um museu no local, além de uma Sala Vintage para receber convidados e degustar vinhos. Ainda dentro da propriedade, foi inaugurado o Vinum- Restaurant & Wine Bar, com pratos especialmente criados para acompanhar os vinhos Douro e do Porto da família.

Equilíbrio

Dois estudos recentes afirmaram que consumir uma taça de vinho por dia durante a refeição pode trazer benefícios à saúde. O primeiro estudo, feito em Jerusalém, descobriu que harmonizar carne com vinho tinto previne o aumento de uma substância chamada malondialdeído, que está ligada a doenças como a aterosclerose, o mal de Parkinson e o Alzheimer. A outra pesquisa, realizada na Alemanha, revelou que homens que consomem regularmente vinho tinto conseguem manter a forma com mais facilidade. É possível que essa associação ocorra devido ao fato de o vinho ajudar na digestão dos alimentos e no envio dos nutrientes para o corpo.

Latour 1995

Depois de abandonar o sistema en primeur no ano passado, alegando que não mais venderia seus vinhos antes do tempo, o Château Latour colocará à venda este ano garrafas da safra 1995. Segundo Frédéric Engerer, presidente do Château, seu vinho está "lentamente alcançando a fase bebível, mas tem uma séria reserva de energia de taninos e deve continuar melhorando pelos próximos cinco anos, além de suportar outros 20 facilmente".

fotos: divulgação

 

fotos: divulgação

Volta ao mundo

Em junho, enófilos poderão dar a "volta ao mundo" dos vinhos estando apenas em um lugar. É a Vinexpo, que vai acontecer entre os dias 16 e 20 em Bordeaux. Neste ano, a feira aguarda mais de 48 mil visitantes de todo o planeta e conta com a presença de vinicultores de todas as regiões francesas, além de reservar áreas para os principais países produtores. Para a edição de 2013, o evento também vai reeditar os "Tastings by Vinexpo", que compreendem degustações, apresentações de novos produtos, conferências e intercâmbios entre profissionais.

Enólogo do ano

A revista portuguesa Wine premiou David Baverstock, da Herdade do Esporão, como o "Enólogo do Ano" de seu país. Segundo a publicação, o enólogo de origem australiana é "raro, sério e respeitado por todos os seus pares, discreto, mas responsável por muitos dos grandes vinhos em Portugal, tanto no Alentejo como no Douro".

fotos: divulgação

Coppola

A Francis Coppola Winery, vinícola do cineasta de mesmo nome em Sonoma, comprou as instalações de produção e 13 hectares de vinhedos de uma das mais antigas vinícolas da Califórnia, a Geyser Peak Winery, para suprir as crescentes demandas de produção. O cineasta, que em 2012 vendeu mais de um milhão de caixas de vinhos, vai usar o espaço para a produção de vinhos Reserva e Single Vineyard, que devem aumentar de volume. Além da parte produtiva, a vinícola também é um atrativo turístico, pois foi uma das quatro únicas companhias de Sonoma County a conseguir uma licença em 1970 que permitiu a construção de um hotel e restaurante no local.

Divulgação

Adega de respeito

O crítico de vinhos Hugh Johnson decidiu leiloar parte de sua enorme adega de vinhos. O autor de diversos livros sobre a bebida está de mudança para perto de Londres e precisa diminuir o número de garrafas guardadas, já que em sua antiga residência, em Essex, havia cinco grandes adegas. O leilão ocorrerá em maio e deve contar com mais de 300 lotes. Entre as raridades, Latour e Yquem de 1945.

Jolie-Pitt

Não existe melhor campanha de marketing para um vinho do que dizer que foi produzido por Angelina Jolie e Brad Pitt, e o vinho rosé do casal, produzido em parceria com a família Perrin, está aí para provar. As 6 mil garrafas do Miraval Rosé, que foram postas a venda pela internet, acabaram em menos de cinco horas. O restante das 100 mil garrafas serão vendidas em lojas e restaurantes.

fotos: divulgação

Clicquot

O presidente da Veuve Clicquot, Jean-Marc Lacave, veio ao Brasil em abril e conduziu um almoço no sempre surpreendente Kinoshita. Só podia resultar numa experiência sensorial incrível com destaque para o Atum com Portobello levemente picante e para a inusitada Morcilla caseira com missô japonês gengibre e katsoubushi. Sempre harmonizados com a vibrante e estruturada La Grand Dame 2004. Lacave, que assumiu a presidência da Veuve Clicquot em março do ano passado, tem bons motivos para visitar o Brasil, hoje um dos 10 maiores mercado da marca no mundo. Em seu brinde, ele desejou sucesso aos presentes dizendo que, para Veuve Clicquot, "se os próximos anos forem iguais aos últimos, estaremos felizes". Segundo ele, "há 50 anos, a grande maioria do Champagne produzido era vendido a até 1.000 quilômetros de Reims, e hoje, quanto mais longe você vai, melhor é o mercado". É claro que sempre que os mercados vivam bons ventos na economia. Nessa conjuntura, a Veuve Clicquot vende 93% de sua produção fora da França; e Brasil e Japão são destaque quando o tema é compreensão e valorização do produto.

Divulgação

AD 95 pontos
LA GRANDE DAME 2004

Veuve Clicquot, Champagne, França (LVMH R$ 670). A cada dia que passa os Champagne da reluzente safra 2004 desabrocham mais. No ano passado, La Grande Dame estava espetacular. Quase um ano se passou e o que marcou foi sua evolução moderada. A sutileza e elegância continuam, mas esse tempo serviu para desenvolver aromas ainda mais encantadores. Os toques florais agora aparecem mais e o fundo mineral definitivamente se tornou uma marca. Gustativamente, está mais vibrante e sensual. É um Champagne delicado e muito agradável. Ganhou um ponto em um ano. Continuará evoluindo por mais 15 anos em garrafa. LGB


Mundovino Universidade de Harvard Science resveratrol Maison Krug Cava Conca Del Riu Anoia Vintage Henry Tang Formula Indy Wine Advocate

Artigo publicado nesta revista


Douro Primeira Prova

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também Guia ADEGA Guia ADEGA Vinhos do Brasil 2018/2019 + Poster "as cores do vinho"

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas