Mundovino

Proprietário do Château Angélus é condenado por escândalo na classificação de Saint-Émilion

O outro indiciado no processo, Philippe Castéja do Château Trotte Vieille, acabou inocentado


Hubert de Boüard de Laforest, proprietário do famoso Château Angélus, em suas adegas em Saint-Emilion, 27 de setembro de 2007. AFP / Patrick Bernard

Hubert de Boüard em suas adegas em Saint-Emilion em foto de 2007. (AFP / Patrick Bernard)

Hubert de Boüard, proprietário do Château Angélus, foi considerado culpado em um julgamento sobre manipulação na Classificação de Saint-Émilion.

» Vinho do Porto ganha classificação especial para rótulos com mais de 80 anos

Segundo a acusação, ele haveria aproveitado de seu status como membro influente do INAO – o Institut national de l'origine et de la qualité, órgão francês responsável pelas denominações de origem no país – para alterar as regras que iam ser usadas na atualização da Classificação de Saint-Émilion a favor da sua propriedade.

Philippe Castéja, proprietário do Château Trotte Vieille, outro réu no mesmo caso, foi inocentado das acusações.

A pena que poderia chegar a ser de detenção, ficou em uma multa de 40.000 euros.

Segundo o tribunal de Bordeaux, Hubert de Boüard cometeu uma "grave perturbação da ordem pública econômica e social" com a alteração da regra da classificação ajudando o seu Château a ser içado para a categoria máxima de Premier Grand Cru Classé A.

Em entrevista após o julgamento o proprietário do Château Angélus declarou que “tudo o que fiz, fiz pelo coletivo”. E o que ocorreu foi “uma injustiça”.

O caso foi apresentado pelos proprietários de três Châteaux, Tour du Pin Figeac, Corbin Michotte e Croque Michotte, que foram rebaixados na classificação de 2012. No entanto, o tribunal não encontrou evidências de que as ações de Boüard tenham causado diretamente o rebaixamento das propriedades, o que ajudou a amenizar a pena.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Assine ADEGA

André De Fraia

Publicado em 26 de Outubro de 2021 às 17:00


Mundovino Château Angélus Château Trotte Vieille Acusação Manipulação Réu Condenado