Luxo e tranqüilidade

Inspirada nas vinícolas de Bordeaux, Tarapacá representa o clássico estilo europeu em pleno Chile


fotos: Viña Tarapacádivulgação
A vinícola sofreu diversas mudanças até nada restar da arquitetura original

Se é consenso que um bom vinho merece um lugar belo e agradável para ser apreciado, também é certo que na Viña Tarapacá isso não irá faltar para os apaixonados por essa bebida. A menos de uma hora de Santiago, capital chilena, está a Viña Tarapacá Ex Zavala, localizada na região do Vale do Maipo. Ao mesmo tempo clássica e rústica, a arquitetura é inspirada nas vinícolas francesas de Bordeaux. Por sua construção ser antiga, ela estava tão degradada que, apesar da vontade de manter as raízes do passado, quase nada restou da arquitetura original. Inúmeras reformas foram feitas até resultar, no ano de 1992, em sua forma atual.
A estrutura da vinícola foi feita em pedra e por todos os lados há ar condicionado e umidificador para garantir o frescor e a temperatura ideais para a produção do vinho. Essas medidas são de grande importância, pois o Chile recebe uma fria corrente vinda da Antártica que promove noites frias e secas até mesmo no verão.
A vinícola foi fundada em 1874 por Don Francisco de Rojas y Salamanca, homem de negócios com muito prestígio na época. Mais tarde, por volta de 1917, ela passou a ser comandada por Don Manuel Zavala, empresário que batizou o local de Viña Zavala. Com o término de seu casamento, porém, a propriedade passou a pertencer à sua esposa, Mercedes Ulloa, que decidiu mudar o nome para Viña Tarapacá Ex Zavala, utilizando o primeiro nome da vinícola.

Todos os ambientes internos são climatizados
O jardim, repleto de árvores centenárias, rodeia a Casa Tarapacá

#Q#
Casa Tarapacá
Não é somente a vinícola que chama a atenção de quem visita o local, entre as atrações principais está a mansão Casa Tarapacá. Construção datada de 1927, sua arquitetura é clássica, com pé direito de quatro metros de altura. A decoração, de 2002, é caracterizada por móveis de antiquários.
A mansão também sofreu reformas ao longo do tempo, mas preservou o estilo e a elegância. Atualmente, o local possui 19 quartos que hospedam clientes e visitantes. Cada cômodo é nomeado com um tipo de uva ou região vinícola como, por exemplo, Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Merlot, Malbec, Bordeaux e Chablis. Para completar a vista privilegiada, um imenso jardim repleto de esculturas e árvores centenárias como araucárias, cedros e eucaliptos rodeia a casa.
Além de potencializar ao máximo as características da topografia e do clima para produzir vinhos de qualidade, a Viña Tarapacá conseguiu também potencializar a inegável beleza da região com sua admirável arquitetura.

Antiquários marcam o estilo dos cômodos da mansão
fotos: Viña Tarapacá/divulgação
Thalita Fleury

Publicado em 25 de Agosto de 2008 às 13:32


Enoarquitetura

Artigo publicado nesta revista