Vinícolas do Mundo

Château La Mission é o 'irmão' do Haut-Brion que evolui na história com a Igreja


 Foi sob o mando dos padres lazaristas que a propriedade do Château La Mission Haut-Brion prosperou, e foi construída a capela, chamada de Notre-Dame d’Aubrion

A história do Château La Mission Haut-Brion confunde-se de certa forma com seu vizinho Château Haut-Brion. No início, acredita-se que ambos pertenciam a uma mesma propriedade sob domínio de diferentes ramos da família Pontac.

Com o tempo, porém, elas foram divididas, especialmente quando a devotada Olive de Lestonnac – conhecida como a “Dama de Margaux” por ser herdeira de diversas propriedades – decidiu deixar parte de sua herança para a igreja.

 

Depois de séculos separados, o Haut-Brion e o La Mission, em 1983, voltaram a pertencer a uma única família, os Dillon

 

LEIA MAIS

» Fundada por inglês, a Taylor's faz apenas vinho do Porto e cria o estilo LBV

» Galvão Bueno quer fazer o melhor vinho do Brasil

 

Quem assumiu uma pequena parcela dos vinhedos foi a Congregação da Missão, ordem fundada por São Vicente de Paulo anos antes. Daí o nome pelo qual a propriedade ficaria conhecida: “La Mission”. Foi sob o mando dos padres lazaristas que a propriedade prosperou – eles construíram a capela, chamada de Notre-Dame d’Aubrion.

Com o tempo, o Château criou sua própria fama, equiparando-se ou superando a propriedade “irmã” e, depois de séculos separados, os dois Châteaux, em 1983, voltaram a pertencer a uma única família, os Dillon, então donos do Haut-Brion.

» Para ver os melhores vinhos avaliados do La Mission Haut-Brion, clique aqui

 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

LINK MELHOR VINHO

 

Da redação

Publicado em 9 de Agosto de 2020 às 16:55