Revista ADEGA
Busca

13.Ago - Consumo de bebidas alcoólicas cresce

Consumo de bebidas alcoólicas cresce no Marrocos


Cenário do romance de Humphrey Bogart e Ingrid Bergman, o Marrocos se destaca também pelo apreço local por vinhos
As vendas de bebidas alcoólicas no Marrocos registraram em 2008 um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

Os números confirmam o bom momento do mercado de vinho e outras bebidas no país africano, que já há algum tempo registra curva ascendente nos índices de comercialização desses produtos. Em 2006, o aumento foi 3 %.

A prosperidade experimentada pelos negociantes de bebidas alcoólicas não se estende, porém, para além das fronteiras da localidade ao norte da África. Somente 2% das cervejas e 4% dos vinhos comercializados no Marrocos são importados.

Anualmente são consumidos entre 35 e 38 milhões de garrafas de vinho. Sem forte presença das grandes marcas estrangeiras, o mercado é dividido por poucas empresas, como a Les Celiers de Meknès e Thalvin.

De acordo com os operadores do setor consultados pela reportagem, o aumento das vendas foi impulsionado por uma maior demanda de qualidade por parte dos consumidores marroquinos.

Não obstante os seguidos anos de crescimento, as vendas de álcool nos primeiros cinco meses de 2009 registraram queda de 6%. Na esteira da crise econômica, a comercialização da bebida deve decrescer este ano.

Mais notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Começa a colheita na Califórnia

+ Vinho de US$ 20 mil roubado nos EUA é devolvido

+ Portugal planeja criação da "Rota do Vinho" nos Açores

+ Exportações de La Rioja alcançam 136 milhões de euros no primeiro semestre
+ O Melhor Vinho do dia: Para amenizar a ausência de Schumacher!

Redação
Publicado em 13/08/2009, às 08h09 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias