Vinho do Dia

Hey Malbec 2018 mostra a nova cara da varietal argentina

Da Riccitelli Wines, ele é um vinho tinto vibrante fluido e gostoso de beber


O Hey Malbec aproveita vinhas velhas e não enxertadas, localizadas na área mais alta de Lujan de Cuyo, em Mendoza, a 1100 metros acima do nível do mar

Matias Riccitelli é um dos grandes nomes da nova geração de enólogos e do vinho argentino. Ele nasceu em Cafayate, Salta, uma pequena vila no norte da Argentina, um lugar onde a gente respira vinho.

Mais tarde, mudou-se para Mendoza com sua família, onde estudou vinificação. Alguns anos depois, Matias se tornou um enólogo de uma das vinícolas mais prestigiadas da Argentina, a Norton, criada pelo seu pai, o  inovador Jorge Riccitelli.

Viajante e sonhador incansável, Matias, depois de participar de inúmeras colheitas em todo o mundo do vinho, decidiu juntar essas experiências aos ensinamentos do pai (e mentor) e fundou a Riccitelli Wines em 2009. 

A vinícola fica em Las Compuertas (1100 metros acima do nível do mar). É a área mais alta de Lujan de Cuyo, onde tem 20 hectares de vinhas velhas e não enxertadas.

O trabalho é feito também com pequenos agricultores que possuem suas terras na parte inferior dos Andes, entre 1000 e 1700 m, como Gualtallary, Chacayes, Altamira e La Carrera. 

Em 2015, a vinícola iniciou um novo projeto. Reavaliou as vinhas velhas Semillon, Merlot e Malbec da Patagônia argentina, a partir de vinhedos plantados no final dos anos 1960, no alto do rio Negro. 

Para manter a integridade das uvas, as colheitas são feitas à mão. Depois disso, eles são jogadas em pequenas cubas de concreto. O objetivo, diz Matias, é garantir a melhor expressão do seu terroir, mantendo a mais alta pureza e delicadeza na produção de vinhos e também no envelhecimento, cuidando de sua singularidade para obter vinhos vibrantes.

O Hey Malbec 2018 é um deles. Com exemplares da varietal mais emblemática da Argentina advinda de diversas altitudes com solos de argila até calcários, a proposta do vinho é revelar frescura e pureza, de forma vibrante.

Assim como o rótulo divertido que remete a um HQ de super-heróis.

Em degustação às cegas, Adega conferiu 91 pontos ao vinho. Para ler a avaliação, clique aqui.

 

Da redação

Publicado em 18 de Junho de 2020 às 16:23