Revista ADEGA
Busca

Château Miraval

#TBT Relembre Pitt versus Jolie em cinco atos

Veja cada ato da separação do casal e como isso influenciou o destino do Château Miraval.


Château Miraval, vinícola está no centro da polêmica
Château Miraval, vinícola está no centro da polêmica

1 - A vinícola

A rede de supermercados britânica Sainsbury publicou um relatório mostrando que os jovens da chamada "Geração Y"  estão preferindo comprar vinho rosé a outros tipos da bebida. Na pesquisa, muitos dos entrevistados apontaram a escolha como consequência das celebridades.

As estrelas de Hollywood donas de rótulos rosé, como Brad Pitt e Angelina Jolie com o vinho Château Miraval e Drew Barrymore, são as principais influências dos jovens.

O casal Angelina Jolie e Brad Pitt comprou uma residência em Provence, França, onde passavam o verão. Lá, na década de 1970, Jacques Loussier, pianista e compositor de jazz, criou o estúdio de gravação Le Studio de Miraval, onde músicos como Pink Floyd, Sting, Sade, The Cranberries e The Gipsy Kings gravaram. A partir de 2012, já sob a batuta do casal hollywoodiano, a propriedade passou a se focar também nos vinhos, em uma parceria com a família Perrin, do Rhône. As primeiras mil caixas da primeira safra, 2012, esgotaram-se em questão de horas no lançamento pela internet em março.

2 - A separação 

O anuncio do divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt surpreendeu a todos. Para além do impacto no mundo hollywoodiano e da questão sobre a guarda dos filhos do casal, a separação também chegou à vinicultura com a incerteza do futuro do Château Miraval. 

#TBT Relembre Pitt versus Jolie em cinco atos
A propriedade foi comprada pelo casal por US$60 milhões em 2008 

Localizada no sul da França, a propriedade comprada por US$60 milhões em 2008 colocou as duas celebridades no roll dos produtores de vinho. Apesar da preocupação, o Château Miraval representa apenas uma parcela da fortuna de Brad Pitt e Angelina Jolie, avaliada por analistas em US$ 500 milhões.

3 - A negociação 

Angelina Jolie entrou com um pedido na justiça para revogar uma ordem que impede que ela ou seu ex-marido Brad Pitt transfiram valores durante o divórcio.

A causa seria a venda da sua parte da propriedade do casal em Provence. Os vinhos que vem de lá são produzidos sob as ordens do outro coproprietário, a tradicional família Perrin, proprietários do Château de Beaucastel. O rosé Château Miraval é bem contado pela crítica, que exalta também o espumante feito ali.

4 - A venda

O comprador da parte de Angelina Jolie é o Tenute del Mondo do Grupo Stoli. A empresa já é coproprietária de gigantes do mundo do vinho como Ornellaia e Achaval Ferrer. "Estamos verdadeiramente honrados em fazer a nossa parte para manter a integridade e o compromisso, bem como investir o tempo e a paixão evidenciados tanto no Château quanto na marca Miraval”, disse Damian McKinney, CEO global do Grupo Stoli.

Os valores não foram divulgados, mas segundo McKinney o negócio foi fechado por “um preço muito justo por uma marca incrível”. 

5 - O processo

Brad Pitt abriu um processo contra sua ex, Angelina Jolie, pela venda da vinícola do antigo casal. Segundo Pitt, Jolie realizou a negociação sem o consentimento dele, desrespeitando os termos contratuais que ambos tinham após o divórcio.

Miraval Rosé 2020

Miraval Rosé 2020 - AD 92 pontos - Miraval, Provence, França

O processo aberto visa desfazer a venda, uma vez que os novos sócios da vinícola estão sendo “agressivos” e buscam assumir total controle da empresa.

Segundo o ator, quando ocorreu o divórcio entre ele e Jolie, ficou acertado que, se um dos dois desejassem vender a empresa, era necessário ofertar primeiro para o outro. O que, segundo Pitt, não aconteceu, com Jolie fazendo uma negociação secreta com o Grupo Stoli.

André de Fraia
Publicado em 23/06/2022, às 08h00 - Atualizado às 11h00


Mais Mundovino