Mundovino

As 15 marcas mais poderosas do mundo do vinho

A consultoria Wine Intelligence divulga nova lista e mostra quais são os desafios dos gigantes, depois da pandemia


Relatório da Wine Intelligence traz ainda os desafios das vinícolas em 2021

Pelo quarto ano, a consultoria Wine Intelligence divulga sua lista de Global Wine Brand Power, seu índice de Poder da Marca de Vinho Global, combase no feedback de mais de 25 mil consumidores de vinho em 25 mercados.

E, além de revelar que os dois primeiros lugares permanecem os mesmos, com Yellow Tail e Casillero del Diablo liderando, o relatório também mostra que há uma “erosão” do valor da marca em toda a indústria decorrente da interrupção dos padrões de compra e consumo experimentados durante a era Covid. 

» Paris: 5 lugares especiais para comprar (e beber!) vinho

“Foi um ano desafiador para as marcas. Embora as  convencionais tenham se beneficiado de uma mudança do consumidor para nomes testados e confiáveis, em geral, as marcas de vinho perderam terreno em termos de conexão com os consumidores. Eles não estavam andando entre as gôndolas de vinho com tanta frequência e tinham outras coisas em suas mentes nos últimos 12 meses”, aponta Lulie Halstead, CEO Wine Intelligence. 

“À medida que emergimos de bloqueios para um ambiente de compras mais estável, o principal desafio para proprietários de marcas de vinho bem-sucedidas será restaurar as conexões positivas fundamentais que impulsionaram suas marcas a um sucesso tão generalizado no cenário mundial. Isso incluirá: ser relevante em ocasiões de vinho mais tradicionais, bem como nas novas da era Covid; estar disponível nos canais de distribuição que estão se tornando mais populares e procurando o papel de um público global que parece estar em busca de tranquilidade e entusiasmo em igual medida”, acrescenta.

Australiana Yellow Tail se mantém na ponta da lista

Em comparação com o índice de 2020, o deste ano mostra um declínio abrupto e generalizado em pontos avaliados pela consultoria como: como recall de compra, afinidade, recomendação e consideração de compra futura – em outras palavras, a força vital do sucesso e valor da marca no futuro a longo prazo. 

Paradoxalmente, como esse efeito foi tão disseminado, as mudanças relativas nas principais marcas em mercados individuais e em nível global foram relativamente insignificantes.  

As grandes 

Assim, apesar de Yellow Tail e Casillero del Diablo estarem novament  nos dois primeiros lugares, ambas as marcas apresentaram pontuações de índice mais baixas, principalmente decorrentes da menor incidência de recalls de compras e pontuações de “conexão” – quedas semelhantes afetaram todas as 15 principais marcas globais.

A Jacob's Creek recuperou a terceira posição que havia perdido em 2020 para a Gallo.

A chilena Casillero del Diablo é a segunda marca mais valiosa segundo a Wine Intelligence

A troca de lugar aconteceu em grande parte pelo aumento na pontuação de “reconhecimento” em 2021. Foi uma das apenas seis marcas entre as 15 principais a registrar um resultado positivo em qualquer índice avaliado pela Wine Intelligence. 

As mudanças mais notáveis em 2021 são as da Santa Carolina, que subiu três posições para ficar com um lugar entre os 10 primeiros pela primeira vez; da Torres, que salta cinco lugares para 10º, tendo entrado no top 15 pela primeira vez em 2020; e da Campo Viejo, que surge no top 15 pela primeira vez. Ou seja, o índice mantém 14 dos 15 membros em relação ao ano anterior, com a única mudança. 

» ProWine São Paulo 2021 está confirmada com presença de público

A constatação mais importante, no entanto, é que, em consequência da mudança de comportamento relativamente pequena por um grande grupo de consumidores nos principais mercados, as pontuações do índice foram consistentemente mais baixas em 2021, com a principal fonte desse declínio sendo uma redução no grupo de consumidores que afirmam ter comprado uma determinada marca e uma perda de “conexão” com as marcas. Ela é medida de forma variada, como afinidade, recomendação e consideração de compra futura. 

É possível que, uma vez que a situação do mercado seja restaurada no cenário pós-pandemia, essas pontuações se recuperem. No entanto, a situação representa um desafio real neste momento.  

As 15 marcas mais poderosas de 2021 

1 – Yellow Tail

2 – Casillero del Diablo 

3 – Jacob’s Creek

4 – Gallo

5 – Barefoot 

6 – Gato Negro 

7 – J.P. Chenet 

8 – Mouton Cadet 

9 – Santa Carolina 

10 – Torres

11 – Lindeman’s 

12 – Frontera

13 – Beringer 

14 – Robert Mondavi 

15 – Campo Viejo 

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 17 de Agosto de 2021 às 10:00


Mundovino Marcas mais valiosas Vinho Vinícolas Yellow Tail Jacob´s Creek Casillero del Diablo Wine Intelligence