Revista ADEGA
Busca

A Saint-Emilion portuguesa


A sociedade vitivinícola Dão Sul aposta na Vila de Santar como um forte potencial para ser a "Saint-Emilion de Portugal". Essa pode vir a ser a "chave" para a recuperação e valorização patrimonial de uma das mais belas vilas do interior de Santar, no coração da região do Dão.

Fundada em 1990, a Dão Sul apostou no enoturismo na Quinta do Cabriz, em Carregal do Sal, onde tem um restaurante e uma loja, mas agora investirá em um projeto mais ambicioso em Santar, onde s previsão é investir 10 milhões de euros nos próximos anos. A empresa comprou, há dois anos, o Paço das Cunhas (de 1609) e a Casa do Soito (construída no século XVIII), além de 35 hectares de vinhedos.

A Casa do Soito será transformada em um hotel de luxo, semelhante aos de Saint-Emilion. Até 2009, a Dão Sul pretende transformar Santar em um espaço de identificação internacional do vinho português.

Fernando Roveri
Publicado em 02/02/2007, às 12h25 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h44


Mais Notícias