Revista ADEGA
Busca

15.Set - Mais vinhos de qualidade

As sete regiões vitivinícolas mais promissoras


Vinhos do "Novo Mundo" que antes eram os principais adversários dos vinhos do "Velho Mundo" agora tem rivais à altura, na medida em que alguns países buscam reconhecimento internacional no mundo dos vinhos.

O site AskMen.com elaborou uma lista com os sete países que têm mais chances de deslanchar. A classificação é essa:

 1. Suíça: Este país é um dos melhores produtores de vinho. Mas apenas 1% da bebida produzida nacionalmente é vendida para fora do país. Muitos desses vinhos são influenciados pelos vizinhos, como França, Alemanha e Itália. As melhores bebidas suíças vêm da região de Valais, produtora de deliciosos vinhos brancos.

2- Ucrânia: Os vinhos da região de Crimeia eram muito apreciados por Catarina II, imperatriz da Rússia. Hoje em dia, essa bebida está se reerguendo através dos espumantes produzidos a partir das uvas blanc e aligote.

3- Romênia: Assim como a Grécia, a Romênia tem mais de 3 mil anos de história em produção de vinhos. Apesar de muitas variedades nativas terem sido destruídas pelas pestes, o país continua sendo um dos maiores produtores de vinho do mundo. As regiões principais, Târnave, Dealu Maré e Murfatlar, produzem vinhos modernos que valem a pena provar.

4- Grécia: O ressurgimento dos vinhos gregos está focado nas regiões de Peloponeso e Tessália, com suas uvas nativas assyrtico (branca) e mavrodafni (tinta).

5- Canadá: O "vinho do gelo" do país lidera o mundo, mas o aumento dos vinhedos em Ontário e Columbia Britânica está trazendo força para a produção de vinhos brancos também.

6- Brasil: Apesar de o país ser produtor há mais de 130 anos, apenas nos últimos 10 - após a criação do Ibravin - os vinhos brasileiros conquistaram reconhecimento internacional. A maior região produtora, a Serra Gaúcha, tem clima que permite o cultivo de uvas como a cabernet sauvignon (para tinto)e chardonnay (para branco).

7- Inglaterra: O país está em 63º na lista dos maiores produtores. Entretanto, as temperaturas quentes do sul da ilha e condições similares das encontradas em Champagne, França, mostram que o plantio de uvas para a produção de espumantes não é tão incabível quanto parece. 

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Navarra estima sua colheita de uva em 97 milhões de quilos

+ O Melhor Vinho do dia: Um bom argentino para homenagear Juan Martin del Potro!

+ Mercado de vinho gaúcho acelera seu ritmo

+ O Melhor Vinho do dia: À vitória de Rubinho em Monza!

+ Aumento de temperatura média causa alarde

Redação
Publicado em 15/09/2009, às 13h57 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias