Cartas


VINHOS SUL-AFRICANOS
A matéria de capa sobre vinhos sul-africanos (edição 22), apesar de muito rica, contou apenas com os vinhos mais comuns. Não houve muita variação em torno das variedades lá plantadas. Talvez a revista pudesse ter mostrado os vinhos nem tão famosos que são desenvolvidos na região.
Rafael Veloso

#R#

Caro Rafael, é verdade que a África tem outros vinhos para nos mostrar, além daqueles que foram citados na última edição de Adega.

Realmente, se fossemos esmiuçar toda a produção sul-africana, ela não caberia na revista. Por isso optamos por levar aos nossos leitores apenas os melhores rótulos descobertos por nosso editor de vinhos Luiz Gastão Bolonhez. Com o tempo, publicaremos mais vinhos da região de uma qualidade superior.

VINHOS E MULHERES
Gostaríamos de agradecer, eu e minha mãe, pela divulgação de estudos referentes aos benefícios que o vinho traz à saúde. Ainda mais como foi feito no artigo do mês de agosto. Achamos muito interessante mostrar como a bebida pode beneficiar determinados grupos de consumidores, baseando-se nas particularidades de cada um. E ainda gostaria de deixar claro, que, ao contrário do que muitos falam, mulher não gosta necessariamente da vinhos doces, mas sim de vinhos bons.
Marina Dias de Souza

Prezada Marina, concordamos plenamente quando é combatido o preconceito ao gosto das mulheres. Já no que se refere à matéria, ficamos contentes que nosso trabalho auxilie na qualidade de vida de nossos leitores. Continuem atentas que nas próximas edições abordaremos o assunto novamente.

TERROIR BRASIL
É muito gratificante ler uma revista sobre vinhos como a Adega, que nos paramenta dos mais diversos assuntos relacionados ao mundo do vinho. Ainda mais quando ela se propõe a investigar a fundo suas pautas. Cabe aqui um parabéns pela matéria Terroir Brasil, que está derrubando o preconceito contra os vinhos nacionais. Com isto mostramos que também há qualidade e capacidade competitiva embutida nos produtos nacionais. Parabéns.
Agamenon Parmênides da Silva

Caro Sr. Parmênides, ficamos muito felizes com o seu reconhecimento dos nossos esforços. É graças a ele que buscamos nos aprofundar cada vez mais neste paraíso que é o mundo dos vinhos. Muito obrigado pelo incentivo.

Agradecimentos:
Equipe ADEGA

Para dúvidas e sugestões, escreva para: info@innereditora.com.br

Da redação

Publicado em 18 de Outubro de 2007 às 10:36


Cartas

Artigo publicado nesta revista