Revista ADEGA
Busca

Vinho - 16.Ago - França

Clima atípico na França pode provocar ano de vinhos excepcionais


Segundo a Reuters, o clima atípico desse ano na França fez muitos vinicultores pensarem que a safra seria prejudicada.

Divulgação
Colheita em Bordeaux
Jérôme Despey, do setor vinícola da France AgriMer, um corpo agrícola e de peixes na França, disse que a safra estaria 10 a 30 dias antecipada e seria superior em volume. Estima-se que serão 47,6 milhões de hectolitros de vinhos, 2,3 milhões a mais que a safra de 2010.

O inverno foi o mais frio em 40 anos: as temperaturas chegavam a quinze graus negativos. Janeiro e fevereiro foram melhores, mas mesmo assim houve um déficit de água de 20%. A primavera foi seca e quente, as chuvas eram raras.

"O solo quente e seco tem sua influência. O crescimento das videiras parecia difícil e as plantas pareciam mais fracas que o comum. A atividade microbiológica que nutre as vinhas sofreu com a pouca água", disse Olivier de Moor, vinicultor francês.

"O solo também estava bem difícil de trabalhar e era duro remover as ervas daninhas. Disseram ser o solo mais seco dos últimos 50 anos".

Quando as chuvas de fato vieram, em julho e agosto, a água irrigou as videiras e a safra voltou ao seu tempo de maturação normal.

"[As chuvas] renovaram as nossas esperanças de uma safra de tamanho razoável, porque antes a falta de água anunciava uma grave falta de suco", disse Yves Hostens-Picant, outro vinicultor de Bordeaux.

"Se a segunda metade de agosto e setembro forem ensolarados nós podemos esperar não só um ano de boa qualidade, mas talvez um ano excepcional".

Mais notícias sobre vinhos...

Rótulos de linha brincam com características e individualidade de cada vinho

D.O. Rías Baixas promove seus vinhos nos EUA

Pista de corridas de cavalos em Pomerol é convertida em vinícola

EasyJet servirá vinho branco francês em seus vôos

AC/DC lança de linha de vinhos tintos e brancos

Redação
Publicado em 16/08/2011, às 10h49 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias