Mundovino

Eventos do mundo do vinho


Cão degustador
Um casal dono de uma loja de vinhos na Austrália está tendo uma grande ajuda para identificar se um vinho está contaminado ou não. Sua cachorra, Louisa Bella, foi treinada para isso e consegue, apenas cheirando um barril, saber se o vinho contém algum defeito. Ela também é capaz de encontrar rolhas defeituosas em 30 segundos e, ao que parece, está poupando os donos de gastar uma fortuna em vinhos ruins.

Principal é a casta
Depois de três anos, a variedade da uva voltou a ser o primeiro fator de escolha de um vinho para os consumidores britânicos. Segundo pesquisa da Wine Intelligence, 69% dos consumidores consideram ofertas promocionais um fator de decisão importante, e a mesma proporção considera a casta muito importante. O rótulo, que há três anos atraia apenas 19% deles, passou a ser um fator essencial para 30%.

No cérebro
Depois de uma série de testes, uma equipe de biologistas celulares chegou a conclusão de que o vinho pode reverter danos cerebrais provenientes da diabetes. Isso porque o resveratrol, presente em grandes quantidades no tinto, relaxa as artérias do cérebro, funciona como anti-inflamatório e diminui a concentração de açúcar no sangue.

Ópera do vinho
Michael Broadbent, reconhecido crítico de vinhos inglês, foi homenageado numa música da ópera cômica The Lovely Ladies, que conta a história de um grupo de vinhos que ouve um rumor, às vésperas de um leilão da Christie, de que Michael Broadbent está saindo da indústria do vinho. A música, descrita por ele como “extremamente divertida”, foi baseada nos 50 anos de notas de degustação do colunista.

Sensualidade vinícola
Em 2012, um calendário austríaco um tanto quanto diferente entrará no mercado. Trata-se do calendário das Jungwinzerinnen (ou Jovens Vinicultoras), que estava sendo idealizado há nove anos e finalmente tomou forma. A manobra, usada para promover as vinícolas da Áustria, não foi aprovada pela maioria dos familiares das meninas, mas, segundo elas, “não há nada de grosseiro ou exageradamente erótico”. Foram feitas cerca de 3500 cópias, que serão vendidas a 25 euros cada.

#Q#

Realeza no vinho
Camilla Rosemary Mountbatten- Windsor, esposa do príncipe Charles e duquesa de Cornwall, foi nomeada presidente da Associação Vinícola do Reino Unido, assumindo o lugar do Lord Montagu de Beaulieu. Grande amante de vinhos, Camilla afirmou certa vez que é irritante não poder chamar o espumante inglês de Champagne, uma vez que é tão bom quanto.

Mais saúde
Segundo uma nova pesquisa sobre a relação entre o álcool e câncer de mama, o consumo moderado de vinho tinto pode proteger o desenvolvimento da doença. De acordo com os cientistas, mulheres que possuem um certo tipo de mutação genética, classificada como BRCA1, têm 62% menos de chances de desenvolver esse tipo de câncer caso consumam vinho moderadamente, ou seja, cerca de tuas taças ao dia.

Queridinhas da América
Uma pesquisa de mercado realizada pela USA Wine Market Landscapes indicou que as variedades preferidas dos consumidores norte-americanos são a Malbec e a Prosecco. Nos últimos anos, o gosto pelas castas foi tão grande que fez o consumo delas subir cerca de 50% nos últimos anos. Já a Chardonnay, que antes era a favorita, perdeu 3% de adeptos.

O vinho é a estrela
Parece que o vinho está invadindo a sétima arte. Além da produção brasileira com Bruna Lombardi (ao lado), o diretor Gilles Legrand também decidiu homenagear a bebida. O cenário para o seu longa metragem Tu Seras Mon Fils (Você Será o Meu Filho) é o Château Clos Fortet, em Saint-Émilion e, afim de manter o filme o mais natural possível, trabalhadores da colheita, da sala de barricas e o diretor técnico do Château verdadeira estão entre os atores do filme, que não tem previsão de estreia do Brasil.

Língua eletrônica para Cavas
Foi criada na Espanha, por pesquisadores da Universitat Autònoma de Barcelona, uma espécie de “língua eletrônica”, que pode identificar diferentes tipos de Cavas e detectar falhas em seu processo de produção, assim como permite classificar os vinhos pelo seu teor de açúcar. Em 2006, cientistas alemães já haviam desenvolvido um mecanismo similar que também serve para fazer diversas análises na bebida.

#Q#

A felicidade está no vinho
Uma das mais tradicionais vinícolas de Rioja serviu de cenário para o filme “Onde Está a Felicidade”, uma coprodução entre Brasil e Espanha protagonizada por Bruna Lombardi. A comédia romântica acompanha a viagem de Teodora, uma chef que, após descobrir que o marido a traia, embarca em uma jornada pelo Caminho de Santiago de Compostela, onde entra em contato com a cultura da região e seus vinhos. Um dos cenários é a tradicional Viña Tondonia. O filme estreia em agosto no Brasil.

Reciclando
Quem disse que o mundo do vinho não é sustentável? De acordo com algumas pesquisas realizadas na Argentina, os resíduos de vinho podem ser reutilizados na indústria farmacêutica, uma vez que o bagaço e a borra contêm polifenóis que possuem ação antioxidante e podem ser usados tanto na elaboração de remédios como na indústria de cosméticos. Atualmente, por lei, os resíduos devem ser levados à destilaria, onde se extraem o ácido tartárico, o álcool e outros subprodutos.

Novo recorde
O colecionador de vinhos Christian Vanneque (foto abaixo) comprou, por US$ 117 mil, uma garrafa de vinho branco do Château d’Yquem e se tornou o dono do vinho mais caro do mundo. Segundo Vanneque, a garrafa, da safra de 1811, ainda guarda o rótulo praticamente intacto e está em condições perfeitas para ser degustada. O vinho será o grande atrativo do restaurante que o colecionador está montando, em Bali, na Indonésia.

#Q#

Tejo e além
Em julho, oito das principais vinícolas do Tejo, em Portugal, vieram ao Brasil apresentar seus vinhos a um seleto público, disposto a conhecer vinhos de uma região encantadora e histórica e que vai ganhando peso no cenário vitivinícola mundial com o passar dos anos. No dia 25 de julho, os produtores estiveram em São Paulo, na Praça São Lourenço, para um almoço com a imprensa e depois uma longa prova que durou uma tarde toda e contou com a presença de sommeliers, representantes de importadoras, diversos membros do trade de vinho, além de enófilos desejosos por apreciar vinhos ainda pouco difundidos no Brasil. No mesmo dia, Arthur Azevedo ministrou uma palestra e coordenou uma degustação para o público. Dois dias depois, os representantes das vinícolas: Agro-Batoréu, Casal Branco, Casal do Conde, Casa Agrícola Paciência, Fiúza & Bright, Agrovia - Quinta da Lapa, Casal da Coelheira e Quinta do Casal Monteiro apresentaram seus vinhos aos cariocas, no Hotel Pestana, em Copacabana.

Toscana no Brasil
Para finalizar um dia repleto de eventos como foi o dia 25 de julho, nada melhor do que encerrar provando vinhos toscanos. O evento “Toscana in Brasile”, da Enoteca Italiana de Siena, trouxe ao país 15 grandes produtores (Baracchi Riccardo Azienda Agricola, Boscarelli, Brunelli Azienda Agricola La Martoccia, Crociani Azienda Agricola, Fattoria Mantellassi, Gattavecchi, Il Cavalierino, La Ciarliana Azienda Agraria, La Cignozza Azienda Agricola di Del Buono Roberto, Le Berne, Tenuta Il Palazzo, Tenuta di Gracciano della Seta, Tenuta Valdipiatta, Valdarno Superiore Soc. Coop.va Agricola e Villa S. Anna), além de autoridades de conselhos reguladores de vinho na Itália. O jantar ocorreu no charmoso restaurante Magari, em São Paulo, e aqueles enófilos que ficaram até o final acabaram presenteados com um solo da apresentadora de tevê Hebe Camargo, que estava no local e fez questão de retribuir a gentileza (de ter podido provar alguns vinhos) cantando para o grupo de italianos. No dia seguinte, foi realizada uma feira para profissionais do setor.

Meninos do Douro
O dia 25 de julho foi corrido para quem gosta de vinhos em São Paulo e culpa dos produtores portugueses, que lotaram a agenda de degustações. No fim da tarde, após o evento do Tejo, os “Douro Boys” – João Ferreira (Quinta do Vallado), José Teles (Quinta de Napolés, Niepoort), Tomás Roquette (Quinta do Crasto), Cristiano van Zeller (Quinta Vale D. Maria) e Francisco Olazabal (Quinta do Vale Meão), que representam cinco das mais prestigiadas vinícolas do Douro – fizeram uma prova guiada de 25 vinhos para uma plateia de especialistas no Baby Beef Rubaiyat. No dia seguinte, foi a vez do grupo duriense promover os vinhos de sua região no Hotel Marina Palace, no Rio de Janeiro.

Da redação

Publicado em 9 de Novembro de 2011 às 07:12


Mundovino

Artigo publicado nesta revista