Eventos do mundo vitivinícola


Ajudando na digestão

Não só o vinho tinto é ótimo como acompanhamento de uma boa refeição como também ajuda o estômago a combater moléculas químicas que podem ser nocivas ao organismo. Essa é a conclusão de um estudo realizado por pesquisadores portugueses, que encontraram alguns polifenóis no vinho tinto que liberam óxido nítrico, substância que ajuda a relaxar a parede do estômago e otimiza a digestão.

Alemães de olho nos brasileiros

Como já sabemos, os vinhos brasileiros vêm conquistando cada vez mais o mercado externo. Seguindo esta tendência, a Alemanha fica cada vez mais atenta aos nossos rótulos. Uma prova disso é a posição que o país europeu se encontra atualmente na lista de maiores importadores de nossos vinhos, passando de 7º maior comprador em 2007 para o 3º lugar em 2009. No quadro geral, perde apenas para a Rússia e os Estados Unidos.

Vinho do Twitter!

Em parceria com produtores da vinícola Crushpad, o Twitter, uma das redes sociais mais populares da internet, lançou uma marca de vinhos com motivação social. Descrito pelos fundadores do site como a "primeira inovação corporativa" da marca, dois vinhos serão produzidos para apoiar a instituição Room to Read (sala para leitura, em português) em seu trabalho de ajudar crianças a serem educadas nos países em desenvolvimento.

Pedalando pelos vinhedos

A Volta da França, mais célebre evento ciclístico do mundo, percorrerá em uma de suas etapas da edição 2010 a região de Médoc, nos arredores de Bordeaux, umas das mais importantes regiões vitivinícolas da França e de todo o mundo. Assim, Lance Armstrong e companhia pedalarão no meio de uma das mais belas paisagens do país.

Inauguração

Uma das principais referências em adegas no Brasil, o Grupo Art des Caves inaugurou, no início de outubro, mais uma boutique da rede Maison des Caves. Situada no Casa Park Shopping, em Brasília, a nova franquia possui 98 m², com mais um mezanino de 35 m², e leva para seus clientes todo charme e requinte do mundo da enogastronomia da Maison. Vale a pena conferir!

Paixão reconhecida

A partir de 2010, o vinho - cada vez mais uma paixão dos brasileiros - terá um dia em sua homenagem. Isso porque foi aprovado na Comissão de Educação do Senado um projeto que institui o Dia Nacional do Vinho, que será comemorado anualmente no primeiro domingo do mês de junho. Assim, os amantes da "bebida dos Deuses" terão mais um motivo para se reunir e abrir novas garrafas.

#Q#

Bolhas liberam os aromas

Pesquisadores europeus descobriram que as bolhas, que são marca registrada dos champagnes, servem também para exalar o aroma da bebida. O fluxo de bolhas atua continuamente, transferindo o cheiro agradável do espumante da garrafa para a taça, liberando-o com um efeito similar ao do aerosol. Para os pesquisadores, este é o agente maximizante do aroma do champagne, que lhe dá característica única.

Gigante chinês

Segundo a profecia de Napoleão Bonaparte, "quando a China despertar, o mundo inteiro vai tremer". Pelo menos no mundo dos vinhos, isso já está acontecendo. Atualmente, Hong Kong superou Nova York e Londres em volume de compra de vinhos em leilões, tornando-se o mercado mais importante neste ramo.

Ha rmonização tecnológica

Após oito meses de elaboração, um novo programa de computador que utiliza tecnologia de ponta foi lançado para responder à pergunta que todos se fazem: "Que vinho servir com determinada refeição?" As recomendações têm base em alogaritimos que juntam informações como perfis de sabores, ingredientes e técnicas de preparação.

Espumantes em alta

Se antes o foco dos produtores era os vinhos tintos e brancos, agora chegou a vez do espumante. Percebendo a boa qualidade da bebida no Brasil, vinicultores e investidores procuram aumentar o estoque do produto no mercado e sua competitividade, apostando na boa imagem do vinho. Uma prova disso pode ser vista nos números, e as vendas de espumantes brasileiros no mercado interno cresceram cerca de 20% em 2009, enquanto o consumo da bebida importada caiu 22%.

Nacionalismo

Com o objetivo de apoiar e promover a produção nacional, a Vêneto Mercantil - há mais de 20 anos comercializando insumos enológicos de diversas marcas internacionais - desenvolveu um selo com a frase "Eu valorizo o vinho do Brasil", cuja finalidade é demonstrar e apoiar a vitivinicultura brasileira. O lançamento oficial aconteceu durante a 17ª Avaliação Nacional de Vinhos, um dos principais eventos do setor no País.

Procura-se trabalhadores!

Após um ano recorde, a indúsvtria de vinhos da Inglaterra vai precisar de mais trabalhadores para suprir as necessidades do mercado. Três milhões de garrafas de vinho poderão ser produzidas a partir da safra de 2009, mas para isso é necessário que o número de trabalhadores acompanhe o crescimento inesperado. Para tentar amenizar o problema, o governo do país e a Comissão Européia disponibilizaram 1,6 milhão de libras para as classes produtoras de vinho de algumas regiões inglesas.

#Q#

Qualidade para Exportação

O Programa Nacional de Qualidade Vitivinícola e Acesso ao Mercado Europeu (Quality Wine) realizou workshops nas cidades de Petrolina, São Paulo e Bento Gonçalves no final de outubro, em uma parceria do Ibravin com a Fiergs.

Os produtores brasileiros que compareceram ao evento tiveram a oportunidade de conhecer os resultados de uma pesquisa e prova feita pelo Master of Wine, Dirceu Vianna Júnior, sobre o vinho Merlot nacional no mercado europeu, além de um estudo sobre as tendências de produtos e práticas empregados na vitinicultura mundial. Também fizeram parte do programa palestras sobre as regiões produtoras brasileiras, com o Dr. Celito Guerra, pesquisador da Embrapa, e um painel sobre tendências mundias de comercialização e posicionamento de vinhos, apresentado pelo consultor australiano Warrick Duthy, entre outros assuntos essenciais para empresas que buscam a qualificação necessária para terem seus vinhos nas competitivas prateleiras do mercado comum europeu.

A continuidade do programa prevê a seleção de 15 empresas que participarão gratuitamente do reforço de qualidade e melhores práticas enológicas.

Vinho na terra da Cerveja

A recessão dos últimos anos ao que parece não afetou tanto assim a Bélgica. Pelo menos se tomarmos como referência o consumo de vinhos no país, conhecido por produzir algumas das melhores cervejas do mundo. De acordo com estatísticas apresentadas durante o salão Megavino - que aconteceu em outubro, na capital Bruxelas -, nos primeiros nove meses de 2009 os belgas consumiram 1,2% de vinhos a mais em relação ao ano passado.

Vinho contra a diabete

Um grupo de estudiosos norte-americanos acredita que substâncias presentes no vinho tinto podem controlar os níveis de açúcar no sangue. O tinto contém o componente resveratrol, que já mostrou que é capaz de amenizar a diabetes de alguns animais. Agora, segundo alguns testes, a substância parece surtir efeito no organismo humano também, ativando proteínas que ajudam a metabolizar a glicose.

Novos horizontes

Durante a 17ª Avaliação Nacional de Vinhos, realizada no final de setembro, o ministro interino de Ciência e Tecnologia, Luiz Antonio Rodrigues Elias, anunciou um investimento no valor de R$ 10 milhões no setor vitivinícola brasileiro. Menos de uma semana depois, foi concluído, em Brasília, o Termo de Referência (TR) para criação efetiva da Rede Tecnológica de Vitivinicultura. Voltada objetivamente às necessidades de inovação tecnológica das empresas - que terão de participar com contrapartidas econômicas para serem beneficiadas pelos projetos - a rede integrará, em um primeiro momento, instituições de pesquisa do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Pernambuco.

Daniela Villar
Da redação

Publicado em 5 de Novembro de 2009 às 12:25


Matéria

Artigo publicado nesta revista