Governo chinês vai investigar pratica de dumping nos vinhos europeus


Na última quarta-feira o governo de Pequim iniciou uma investigação sobre a prática de dumping no vinho europeu. A decisão aconteceu poucos dias depois de a UE taxar, temporariamente, os painéis solares importados da China.

O dumping é uma prática comercial em que diversas empresas de um país (ou, no caso, de uma união econômica e política) vendem seus produtos para um mercado externo a preços extremamente baixos, visando acabar com a concorrência de produtos similares do mercado nacional e, mais tarde, dominar esse mercado e impor preços altos.

Em comunicado, o governo comunista afirmou que, em resposta às acusações de subsídio na produção de painéis, "iniciou uma investigação anti dumpinge anti subvenção sobre os vinhos provenientes da União Europeia" a pedido dos produtores chineses. Já a EU, sob a mesma alegação, criou um imposto de 11,8% sobre tais produtos chineses, podendo chegar a até 40%.


"O Ministério do Comércio já recebeu um pedido formal da indústria nacional dos vinhos, que acusa os vinhos europeus de entrar na China através de práticas comerciais abusivas, como o dumping e os subsídios. Isso tem impacto sobre a nossa indústria vinícola e temos constatado um rápido aumento das importações de vinho da UE em anos recentes", disse o Ministério.

Segundo os números alfandegários da China, foram importados 430 milhões de litros de vinho em 2012, sendo dois terços deles da UE. 

Mais notícias sobre vinhos...

+ Kate Hudson e noivo lançam vinho próprio

+ Produção de vinho na França tem origem italiana, diz estudo

Vinho envelhecido no mar é mais complexo, diz vinícola do Napa

Leilão da adega francesa arrecada quase o triplo do previsto

Estudo confirma que vinho tinto protege a saúde cardiovascular

Da redação

Publicado em 6 de Junho de 2013 às 10:53


Notícias