Granizo preocupa Bordeaux

Chuva também afetou a região do Douro, em Portugal


Na noite de sábado, 26 de maio, diversos produtores de Bordeaux ficaram assustados com uma chuva de granizo “sem precedentes”.Os primeiros relatórios de danos constataram que o granizo caiu em 7.100 hectares de vinhedos e mais da metade apresentou danos em mais de 80% das vinhas, o que compromete a safra 2018 e, possivelmente, a 2019.

As vinhas em Pessac-Léognan estavam entre as primeiras a receberem a chuva, mas as avaliações de danos parecem mostrar que a região teve mais sorte do que outras. Ainda assim, o Château Brown, por exemplo, afirmou que cerca de 50% a 70% de suas videiras foram atingidas.

A ferocidade da tempestade parece ter aumentado quando cruzou o estuário do Gironde. Em Côtes de Bourg, 2.500 hectares – quase 40% da denominação – foram afetados. Na denominação de Blaye, 1.000 hectares de vinhas foram destruídos.

“A intensidade da tempestade é sem precedentes. No dia seguinte, o gelo ainda não estava completamente derretido”, disse Pierre-Henry Cosyns, enólogo em Bourg e proprietário do Château Grand Launay. Antes de atingir Bourg e Blaye, o granizo atingiu partes do sul do Médoc, incluindo as vinhas do Château d'Agassac, entre outras propriedades, e as comunas de Parempuyre, Ludon- Médoc e Macau.

Cerca de 1.200 hectares de vinhedos de Médoc foram danificados, com aproximadamente 400 hectares apresentando mais de 80% de danos.

Bordeaux não foi a única região a ser afetada por granizo recentemente. Conhaque, Luberon e Languedoc também apresentaram tempestades fortes. E os meteorologistas alertaram que mais tempestades podem estar a caminho.

Da redação

Publicado em 7 de Agosto de 2018 às 15:00


Notícias