Revista ADEGA
Busca

Nova administração

Ibravin nomeia Dirceu Scottá e Oscar Ló ao conselho deliberativo

A eleição acontece a cada dois anos, por indicação dos titulares e suplentes de oito entidades da indústria


Moacir Mazzarollo (centro),atual presidente, que passa o cargo para Dirceu Scottá, que representa as indústrias, tendo como vice-presidente Oscar Ló, que fala pelas cooperativas. Foto: Cassiano Farina 

O Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) elegeu o novo conselho deliberativo, que é formado por 11 titulares e 11 suplentes indicados por oito entidades representantes da indústria, das cooperativas e dos produtores rurais, que se revezam na presidência a cada dois anos.

E desta vez, o enólogo e presidente da Unibra, Dirceu Scottá, e o presidente da Fecovinho, Oscar Ló, foram regidos aos cargos de presidente e vice-presidente.

Scottá, que é o atual vice-presidente do Conselho, coloca como um dos principais desafios para os próximos anos a busca por maior competitividade do vinho brasileiro no mercado. "Precisamos valorizar mais o nosso produto, viabilizar a atividade vitivinícola desde a produção da uva até a chegada ao consumidor final", diz.

Já o viticultor Moacir Mazzarollo, que preside o Ibravin até o próximo dia 31, avalia que os dois últimos anos foram positivos, com a retomada do crescimento nas vendas e com avanços para a redução de tributos e maior representatividade política em nível federal e estadual. "Neste processo é fundamental o diálogo aberto que temos no setor e que terá continuidade com a indústria à frente do Conselho Deliberativo", acredita.

Redação
Publicado em 07/12/2015, às 13h30 - Atualizado às 11h56


Mais Notícias