Revista ADEGA
Busca

04.Ago - Laboratório cria banco de dados do vinho

Laboratório brasileiro cria banco de dados do vinho


O Rio Grande do Sul será uma das regiões analisadas
O Laboratório de Referência Enológica (Laren) começou, este ano, a organizar um banco de dados nacional do vinho.

Comandado pela coordenadora de pesquisa do Laren, Regina Vanderlinde, o projeto é mantido pela Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio do Rio Grande do Sul (Seappa), em parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

"O objetivo é formar uma memória dos vinhos brasileiros produzidos a cada safra em cada uma das principais regiões vitivinícolas do país", explica. Para formar este banco de dados nacional foram efetuadas, na safra de 2009, 230 microvinificações no Rio Grande do Sul e 60 em Santa Catarina.

No segundo semestre, serão colhidas pelo Leren 40 amostras no Vale do São Francisco e entre 10 e 20 em São Paulo e Minas Gerais. "Isto nos permitirá uma comparação entre todas as regiões produtoras de uvas e vinho no Brasil", destaca Regina.

Tecnicamente, o principal objetivo do banco de dados será identificar os padrões oficiais de razão isotópica dos vinhos brasileiros. "As análises isotópicas são utilizadas para determinar a autenticidade de alimentos, como a adição de açúcares exógenos em vinhos e sucos de frutas e de água exógena em vinhos, além também auxiliar na determinação da sua origem geográfica", encerra a pesquisadora.

Confira as notícias sobre vinhos brasileiros...

 +Avaliação Nacional de Vinhos terá mais vinícolas em 2009

+Vinícola lança espumante feito com uvas do Vale do São Francisco
+Vinhos brasileiros brilham em concurso na Hungria
+ Vinho brasileiro entra na cena mundial

O Melhor Vinho do dia: Para acompanhar o crescimento da economia brasileira!

Redação
Publicado em 04/08/2009, às 08h52 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias