Revista ADEGA
Busca

Vinho - 19.Jul - Descoberta

Mergulhadores acreditam ter encontrado champanhe mais antigo do mundo


Luna Garcia
Um grupo de mergulhadores acredita ter encontrado o mais antigo champagne do mundo.

As garrafas foram descobertas dentro de um navio naufragado no Mar Báltico, no arquipélago de Aland, região autônoma da Finlândia. De acordo com o mergulhador Christian Ekstrom, o grupo provou a bebida para tentar "entrar na época em que o naufrágio ocorreu", porque não haviam encontrado nenhum nome ou qualquer detalhe que pudesse revelar mais sobre o navio.  

"Estava fantástico, com um sabor muito doce, com traços de carvalho, um cheiro muito forte de rapé e bolhas muito pequenas", disse Ekstrom. Os mergulhadores estão convencidos de que a bebida se trata de um Veuve Clicquot, produzido entre 1772 (ano de fundação da casa de champanhe francesa) e 1785. O grupo também acredita que o navio era, na verdade, um transporte de cargas e que se dirigia a São Petersburgo, antiga capital da Rússia.

Pelo formato das garrafas, especialistas acreditam que elas devem datar do século XVIII, mas a bebida foi enviada para a França para ser melhor analisada. O atual recorde de champanhe mais antigo do mundo é da casa Perrier-Jouet, também francesa, que possui duas garrafas do ano de 1825.

O especialista sueco em champanhe, ORichard Juhlin, disse a um jornal local que acredita que o champanhe é mesmo um Veuve Clicquot e que, se as garrafas datarem do final do século XVIII, cada uma valerá cerca de meio milhão de coroas suecas (um equivalente a 53 mil euros).

ESPECIAL:A juventude do champanhe - Personagem principal em comemorações e festas de fim de ano, o champanhe entrou no gosto da juventude e hoje é o grande protagonista das baladas

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Ministério proíbe construção de usina em região vitivinícola da Eslováquia

+ Comerciantes acreditam que China será mercado-chave para Bordeaux 2009

Vinicultores organizam festival de jazz na França com artistas brasileiros

+ Crescimento argentino nos EUA é passageiro, diz órgão de vinhos do Chile

+ Complexidade dos vinhos espanhóisassusta consumidor norte-americano

Redação
Publicado em 19/07/2010, às 06h41 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias