Papinha de bebê popularizou vinhos orgânicos

Maior produtor chileno de rótulos “verdes” acredita que alimentos para recém-nascidos influiram no aumento da demanda de seus produtos



Na Vinexpo, que acontece esta semana em Bordeaux, na França, os vinhos orgânicos continuam em alta. Na avaliação dos produtores, há um aumento de demanda. O mais curioso é o que teria ditado essa tendência: acreditem ou não, mas há quem atribua o sucesso dos vinhos orgânicos às papinhas de bebês. É o caso de Rafael Guilisasti, diretor da Vinícola Emiliana, a primeira vinícola orgânica do Chile. Segundo ele, tudo começou há cerca de 20 anos, quando as comidas para recém-nascidos passaram a ser feitas com ingredientes orgânicos. “Os adultos, alimentando seus filhos com produtos orgânicos, decidiram que queriam consumir coisas orgânicas também, e aí surgiu o interesse por alimentos orgânicos, incluindo vinhos. As pessoas têm uma resposta emocional positiva quando ingerem vinhos orgânicos, elas se sentem bem quando compram e bebem nossos produtos”.

A demanda por vinhos brancos orgânicos está em ascensão na Vinícola Emiliana, que possui 850 hectares de vinhedos orgânicos e biodinâmicos certificados, sendo uma das maiores vinícolas orgânicas no mundo. O produtor vem notando o aumento da demanda por seus vinhos a partir do crescimento do interesse do consumidor em consumir produtos “verdes”.  “Há uma grande demanda para os nossos vinhos orgânicos hoje, o interesse do consumidor na categoria tem crescido muito rápido. Estamos esperando 10% no crescimento das vendas nesse ano”, calcula Guilisasti.

Com a demanda por vinhos orgânicos, a Emiliana aumentou suas plantações de Chardonnay e Sauvignon Blanc. A vinícola começou a investir em vitivinicultura orgânica em 1998, com começo difícil. “Você precisa acreditar e ter paixão pela causa, porque não é fácil, nós pensamos em desistir em diversas ocasiões”, disse Guilisasti. O esforço, no entanto, tem valido a pena, pois ele acha que uma vitivinicultura orgânica produz uvas mais balanceadas.

Da redação

Publicado em 18 de Junho de 2015 às 13:06


Notícias