Revista ADEGA
Busca

11.out - Produção de vinhos em SP

Pesquisa inédita aponta viabilidade da produção de vinhos em SP


Atualmente, a produção média anual de uvas no Estado de São Paulo é de 190 mil toneladas e destina-se, principalmente, para o consumo in natura. A região teria potencial para produzir 94 milhões de litros de vinho por ano se destinasse toda sua produção de uvas para a elaboração da bebida, apontou uma pesquisa de mestrado realizada na Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Unicamp.

Segundo a autora da análise, a cientista dos alimentos Aline Camarão Telles Biasoto, a vinicultura, além de oferecer uma alternativa para o produto agrícola, também seria uma oportunidade de promoção do crescimento do agronegócio no Estado. "A produção de vinho agrega valor à uva e poderia gerar renda para o pequeno produtor", defende Aline.

Em seu estudo, a pesquisadora realizou um levantamento inédito sobre a caracterização do processo de fabricação, de parâmetros físico-químicos, do perfil sensorial e da aceitação do vinho tinto de mesa produzido em SP.

Os níveis de aceitação desse tipo de fermentado paulista por parte dos consumidores foram descritos por 120 pessoas que avaliaram as amostras, levando em consideração aparência, impressão global, aroma e sabor.

Destacaram-se na preferência do consumidor um vinho elaborado com a uva Seibel 2 ou Corbina e vários contendo as uvas Bordô, que significa que este último tipo possui grande potencial para elaboração de vinhos tintos de mesa de qualidade.

A cientista dos alimentos lembra que o consumo de vinho no Brasil ainda é baixo, em comparação às demais nações do Mercosul e aos países europeus tradicionais na produção da bebida. Enquanto nesses lugares o consumo é geralmente maior que 30 litros por ano por habitante, os brasileiros consomem apenas dois litros por habitante.

Fonte: Jornal da Unicamp

G Schouten de Jel - SXC

Redação
Publicado em 11/11/2008, às 12h20 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h45


Mais Notícias