Produtor italiano guarda vinho debaixo d’água

Quando Pierluigi Lugano usou todo o seu espaço na superfície para guardar o vinho que produzia, ele pensou numa solução totalmente nova, guardar as garrafas no mar


Lugano afundando as garrafas.

Fonte: The Telegraph 

O produtor italiano Pierluigi Lugano (65) ficou conhecido por armazenar seus vinhos debaixo d’água quando seu espaço na superfície se esgotou. O vinho armazenado é o Abissi, que em italiano significa “profundezas” ou “abismo”, e é produzido a partir das variedades italianas Vermentino e Bianchetta.  As garrafas são colocadas em “gaiolas”, e ficam dentro de garrafas maiores. A partir daí, são afundadas até o leito do mar, numa profundidade de 200 pés, na Riviera Italiana.

De acordo com o produtor, armazenar vinhos e espumantes abaixo da superfície pode ser até melhor que em uma adega subterrânea. “A temperatura é perfeita, não há luminosidade, a água previne que entre até a menor quantidade de ar, e a pressão constante mantém as bolhas em movimento, o que é ótimo para o vinho”. Além disso, o método é seguro e prático, as garrafas são colocadas em gaiolas de aço inoxidável, são completamente vedadas e afundadas na costa oeste de Liguria, no litoral Italiano.

A primeira leva foi colocada em 2009, quando passou por um período de testes, e o projeto tem sido levado adiante até hoje. O vinho de Lugano, o qual especialistas afirmaram possuir “um toque de maçã assada e ser um pouco temperado”, é guardado debaixo do mar por três a quatro anos. 

Da redação

Publicado em 10 de Novembro de 2014 às 18:11


Notícias Vinho mar debaixo