Revista ADEGA
Busca

Vinho - 29.Jul - União Européia

Sarkozy se coloca contra a liberalização dos direitos de plantação da UE


O presidente da França Nicolas Sarkozy garantiu ontem (28), ante os profissionais da indústria vitivinícola franceses, que o governo lutará em Bruxelas contra a liberalização dos direitos de plantação, sinônimo de "morte do setor".

Divulgação
Sarkozy: "É a morte do setor"
Em uma mesa redonda, Sarkozy afirmou: "Queremos uma Europa regulada, como queremos um mundo regulado. Se permitirem plantar videiras em todos os lugares em que há solo disponível, vai exceder a capacidade de oferta e, ao final, a vinicultura desaparecerá".

A supressão dos direitos de plantação de videiras é uma medida promovida por Bruxelas e que deve entrar em vigor no dia 1 de janeiro de 2016.

Desde o mês de abril, o ministro de Agricultura francês, Bruno Le Maire, que acompanhava Sarkozy nessa semana, afirmou que a França se opõe a essa liberalização e que Paris contataria todos os países membros da União Européia em busca de uma postura comum por uma regulação dos mercados vinícolas.

Até agora, "temos somente 13 países [de 27] que compartilham nosso ponto de vista. Precisamos de mais um", disse o presidente francês.

MAIS: Ministro da França se coloca contra liberalização dos regulamentos de plantio de uva

Mais notícias sobre vinhos...

+ Exportação de vinhos espanhois é continuamente crescente

+ Vinicultores dos EUA arrecadam dinheiro para ajudar os prejudicados pelo tsunami no Japão

+ Filme brasileiro "Onde Está a Felicidade?" tem como cenário vinícola espanhola

+ Vinho da região de Rioja, Espanha, será servido nos vôos da British Airways

+ Coréia do Sul: mercado de vinhos em potencial

Redação
Publicado em 29/07/2011, às 08h58 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias