Entrevista

Vinho e Futebol


ViniPortugal/divulgaçãoNatural de Cascais, Vasco Avillez é presidente da ViniPortugal - Associação Interprofissional privada e sem fins lucrativos, cujo objetivo é a promoção dos vinhos portugueses dentro e fora do país

Desde os 20 anos de idade, Vasco trabalha na área de marketing relacionada ao mercado de vinhos. Hoje, aos 58 anos, assume um cargo de extrema importância no país.

Em sua opinião, vinho e futebol são uma ótima combinação. Em vésperas de Copa do Mundo, revela que brindará cada vitória, tanto do Brasil como de Portugal, com uma bela taça de vinho. Caso esses dois países se encontrem na final, Vasco sugere um brinde de vinho do Porto, e independentemente de quem vença, o importante é que alma latina estará vencendo!

#R#

Afinal, porque a ViniPortugal refere-se tanto a alma latina?
Essa relação entre o vinho e alma latina vem desde uma Feira que ocorreu em Portugal com a participação dezenas de países, na qual a ViniPortugal expôs o vinho português no feminino. E, para descrever o vinho no feminino, relacionamos à figura de uma alma latina.

Como o senhor enxerga essa relação do vinho português no Brasil?
O vinho português é muito bem aceito no Brasil, sobretudo o de algumas regiões como a do Alentejo e Vinho Verde. Acredito que todos os vinhos, em geral, estão sendo muito bem promovidos e caindo no gosto dos brasileiros.

O que o senhor acha da ExpoVinis Brasil?
É um evento importantíssimo tanto para aqueles que já estão no mercado, já que fixam sua marca, como para aqueles que querem começar. É uma boa oportunidade de apresentar os seus produtos.

Como o vinho português é visto em outros mercados?
Assim como no Brasil, também é muito conceituado em outros países. Em especial, no Norte Europeu, EUA e Canadá. Mas é um mercado que tem muito a expandir. Nossa penetração ainda é pequena em alguns países. Na Alemanha, por exemplo, importa-se apenas 2,5% de vinho português. Temos qualidade para aumentar mais esse mercado.

O senhor acha que o vinho português está ganhando mais espaço no decorrer dos anos?
Com certeza! Em porcentagem, o vinho português foi o de país europeu que mais ganhou medalhas, em importantes concursos internacionais de vinho. Mais ainda que paises tradicionais na cultura vinícola, como Espanha, Itália e França. Isso é motivo de grande orgulho para nós e mostra que Portugal tem vinhos de grande qualidade a oferecer.

Existe algum diferencial nos vinhos portugueses?
Nós temos um caráter diferente de vinhos de outros países. Quando se fala em vinhos franceses, refere-se à Cabernet Sauvignon ou Chardonnay; vinhos argentinos, Malbec; vinhos australianos, Syrah, enquanto em Portugal temos várias castas típicas portuguesas como a Touriga Nacional, Castelão, Tinta Roriz ou Aragonez, Fernão Pires, entre outras. Isso nos garante uma diversidade em termos de sabores.

Da redação

Publicado em 18 de Abril de 2006 às 12:50


Entrevista

Artigo publicado nesta revista

Escolha a sua safra

Revista ADEGA 7 · Maio/2006 · Escolha a sua safra