Revista ADEGA
Busca

Vinho - 20.Out - Técnica

A favor da microoxigenação


A microoxigenação se mostrou eficiente na obtenção de cores mais intensas
Uma pesquisa de doutorado realizada na Universidade Pública de Navarra (UPNA) por Alicia González Del Pozo avaliou os tratamentos de microoxigenação -injeção pequenas quantidades de ar - nas várias fases da elaboração de vinhos tintos, e concluiu que os efeitos que mais se destacam estão na composição antocianina, que influi na cor dos vinhos.

González assinalou de que esse tratamento ajuda bastante a reduzir a adstringência da bebida, estabilizar sua cor e evitar a presença de odores. Entre as conclusões da tese, está a de que "a conseqüência mais evidente da microoxigenação foi provocar um claro aumento no processo de obtenção de vinhos com cores mais estáveis, e às vezes, mais intensas".

Essas técnicas foram aplicadas nos vinhos das safras de 2004 a 2008 de Navarra, e avaliados os efeitos a curto e longo prazo. Em linhas gerais, "os efeitos da microoxigenação sobre as características dos vinhos foi menor do que a prevista. Nenhum dos tratamentos aplicados teve efeito na maioria da composição volátil, nem sobre as características sensórias. Os mais notáveis se mostraram sobretudo na coloração dos vinhos", afirmou González.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ O Melhor Vinho do dia: Aos tenistas e aos vinhos de Santa Catarina!

+ Tablóide britânico The Sun lança vinho

+ Le Tire-Bouchon comemora 4º aniversário

+ Vinhos argentinos se consolidam nos EUA

O Melhor Vinho do dia: Nossos sentimentos a Joel Santana na África do Sul

Redação
Publicado em 20/10/2009, às 13h13 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias