Revista ADEGA
Busca

Europeus mais perto

Acordo com América Central beneficia vinho europeu


Um encontro realizado em Madrid, entre a União Européia e representantes da América Central (Costa Rica, Panamá, Honduras, Nicarágua, Guatemala e El Salvador), firmou um pacto para o livre comércio agroalimentário entre essas nações, o que beneficia diretamente os vinhos da Itália, Espanha e França.

O acordo facilita a exportação dos vinhos e azeites de oliva europeus à América, que em troca deve incentivar a importação de carne, açúcar, arroz e banana de seus países à Europa. Alguns preços devem cair pela metade, como é o caso da banana, que custa hoje 145 euros a tonelada, e deverá cair a 75 euros a tonelada, em dez anos. Esta será a primeira vez que o continente exportará carne e arroz aos europeus.

Com o tratado firmado esta semana, o mercado dos países da América Central deverá estar totalmente aberto para a importação dos vinhos, azeites de oliva e destilados, com exceção do rum. Ele prevê, também, garantias de denominação de origem, que devem proteger oito das mais representativas marcas européias, entre elas, o queijo espanhol Manchego e o Whisky escocês.

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+Chávez ameaça desapropriar a única empresa vinícola da Venezuela

+ Vinho para cachorros é lançado na Inglaterra
+ Estudo francês mostra aumento no consumo de taças de vinho

+ Tempestades de granizo atingem Zona de Barolo

Redação
Publicado em 25/05/2010, às 16h18 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias