Regiões produtoras

Açores: império dos brancos!


fotos: João Estevão A. de Freitas/Stock.Xchng

Em meio ao Oceano Atlântico, a 1600 km a Oeste da costa continental portuguesa, situase o arquipélago dos Açores constituído por nove ilhas. A cultura da vinha nas Ilhas Terceira, Pico e Graciosa, remontam à época do seu povoamento em meados do Séc. XV, pensando-se que foram os Frades Franciscanos quem nelas introduziram o plantio da vinha. Construídas as igrejas, eles tiveram que importar vinho, elemento essencial na celebração da missa. Com o tempo, perceberam que o clima era similar ao da Sicília, então trouxeram de lá várias plantas de Verdelho. A adaptação foi imediata e logo começou a exportação para todo o Norte da Europa.

#R#

fotos: João Estevão A. de Freitas/Stock.XchngO IPR "Pico" é um vinho licoroso branco, produzido na Ilha com o mesmo nome, a partir de uvas cultivadas em terrenos pedregosos, localizados junto à costa poente, sendo a área de vinha muito reduzida e as parcelas cercadas de pedra solta a que dão o nome de "currais" e cuja finalidade é de proteger as plantas da ação dos ventos.

A região de Biscoitos foi batizada com esse nome por seu solo ser muito pedregoso e de cor escura, semelhante ao biscoito que os navegadores, na época dos Descobrimentos, comiam como pão. A região produz vinhos brancos licorosos, a partir do cultivo de castas tradicionais, sobretudo Verdelho.

Na Ilha Graciosa produz-se o IPR "Graciosa", vinho branco resultante de videiras cultivadas também em "currais", assim como no Pico. A área de cultivo da vinha faz-se numa altitude igual ou inferior a 150 metros.

Castas recomendadas:
BRANCAS:
Vedelho, Arinto (Pedernã, Terrantez, Malvasia Fina e Fernão Pires.

Características:
Biscoitos -
Licoroso branco, "sui generis".

Pico - Licoroso branco de aroma complexo a especiarias, encorpado e bem estruturado.

Graciosa - Brancos leves, frescos, secos e bastante frutados.

Entidade certificadora:
A certificação do Vinho Regional Açores é feita pela Comissão Vitivinícola Regional dos Açores.

Da redação

Publicado em 19 de Abril de 2006 às 07:21


DOC

Artigo publicado nesta revista

Escolha a sua safra

Revista ADEGA 7 · Maio/2006 · Escolha a sua safra