Revista ADEGA
Busca

Vinho - 14.Out - Exportação

Alemanha é o 3º maior comprador de vinhos brasileiros


Não só os vinhos brasileiros vêm ganhando notoriedade nacional, como também estão conquistando o mercado externo. Conseqüência dessa mudança é a posição que a Alemanha chegou, passando de 7º maior comprador dos nossos vinhos em 2007 para o 3º lugar, perdendo apenas para a Rússia e os EUA.

Carlos Raimundo Paviani, diretor executivo do Ibravin, mostrou como a percepção do Brasil por parte dos países que mais consomem vinho está diferente. "Na primeira vez que vieram aqui, as pessoas ficaram surpresas pelo Brasil produzir vinhos. Agora a surpresa vem da alta qualidade das nossas bebidas".

O Brasil está ganhando espaço no cenário mundial
"A idéia é abrir a cabeça das pessoas para experimentar os vinhos brasileiros, e a experiência mostra que a aceitação é uma conseqüência disso", contou Paviani.


Em 2008, o Brasil exportou cerca de 271 mil litros para o mercado alemão, e chegou a arrecadar US$ 450 mil com as vendas. Neste ano, apenas no primeiro semestre, já foram exportados mais de 150 mil litros, e a estimativa é que se feche o ano com pelo menos 300 mil litros comercializados para a Alemanha.

Segundo o diretor do Ibravin, o Brasil vem se consolidando como um país que produz grande variedade de vinhos por preços bastante competitivos, além de destoar dos produtos chilenos e argentinos por fabricar vinhos mais jovens, frescos e de baixo teor alcoólico. 

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Instituições do Douro firmam parceria com Universidade dos EUA

+ O Melhor Vinho do dia: A mais uma vitória da nossa seleção!

+ Norte americanos se mostram fortes no mercado de vinhos

+ Novo programa de computador combina vinhos com alimentos

+ Após aumento nas vendas, Brasil vê investimento em vinícolas disparar



Redação
Publicado em 14/10/2009, às 11h43 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias