Regiões produtoras

Algarve: vinhas pelo litoral


fotos: M. Moens e Pedro Candeias/Stock.Xchng

Localizado no extremo Sul de Portugal Continental, o Algarve é uma zona bem definida. É uma região com características particulares, conferidas pela proximidade do mar, pelo clima, pela vegetação natural e pela cultura marcada pela longa ocupação árabe.

#R#

Foram os árabes os responsáveis por fixar a tradição vinícola em Algarve. Eles não só plantaram a vinha como também exportavam o vinho produzido, tendo os cristãos, décadas mais tarde, aproveitado essa tradição, incrementando-a, até a atualidade.

A localização meridional, a proteção assegurada pela barreira montanhosa contra os ventos frios do Norte e sua exposição em anfiteatro virado para o Sul, fazem com que o clima seja acentuadamente mediterrânico: quente, seco, com pouco vento, amplitudes térmicas muito reduzidas e com média de sol acima das 3000 horas por ano.

Na região do Algarve, existem quatro Denominações de Origem Controlada para os vinhos de qualidade e "Lagos" é uma delas. Está situada numa região privilegiada: entre o oceano e a serra de Monchique, com um clima mediterrânico temperado por forte influência marítima, propiciando boas condições para a produção de vinhos de qualidade.

A Denominação de Origem "Portimão" tem características semelhantes às de Lagos, já que são vizinhas e estão sujeitas às mesmas condições climáticas.

A área geográfica correspondente à Denominação de Origem "Lagoa" abrange os concelhos de Albufeira e Lagoa e parte dos concelhos* de Loulé e Silves. Está inserida numa faixa de território que se estende ao longo do litoral sul português. Produz vinhos cujas características se devem ao clima extremamente seco, típico do mediterrâneo, à natureza dos solos e às castas tradicionais.

"Tavira" é a última D.O.C. que compõe Algarve. Entre praias e serras, há plantações de vinhas espalhadas por todos os lados.

Além destas DOC, em toda a Região do Algarve, também é produzido e certificado o vinho Regional "Algarve"- vinho de mesa com Indicação Geográfica.


#Q#
fotos: M. Moens e Pedro Candeias/Stock.Xchng
A forte influência marítima e a colonização árabe estão presentes em casas e construções e na atividade pesqueira dessa região localizada ao extremo Sul de Portugal.
Principais castas:
TINTAS:
Castelão (Periquita), Negra Mole, Trincadeira (Tinta Amarela), Alicante Bouschet, Aragonez (Tinta Roriz), Cabernet Sauvignon, Monvedro, Syrah, Moreto, Touriga Franca e Touriga Nacional

BRANCAS: Arinto (Pedernã), Síria (Roupeiro), Manteúdo, Moscatel Graúdo, Perrum, Malvasia Fina, Rabo de Ovelha e Sauvignon.

Características dos vinhos:
TINTOS:
Lagoa - De cor rubi que, com o envelhecimento adquirem tom topázio, aveludados, encorpados, frutados. Evoluem bem e têm grande longevidade.

Portimão - De cor rubi definida, são aveludados, encorpados, com aromas frutados e pouco acídulo, notando-se o álcool.

Lagos - Aveludados, pouco encorpados, com aromas frutados, quentes e abertos de cor, que com o envelhecimento, evoluem do tom rubi para o topázio.

Tavira - Aveludados, pouco encorpados, com aromas frutados e pouco acídulos. São abertos de cor, apresentando tom rubi definido que, com o envelhecimento, adquire o tom topázio.

BRANCOS: Lagoa - De cor citrina, robustos e suaves, com algum corpo e com grande capacidade de evolução. Portimão - De cor palha aberta, são delicados e suaves.

Lagos - Cor entre citrino e palha, sendo delicados e suaves, com um travo característico de uma zona quente.

Tavira - De cor entre citrino e o palha, são delicados e suaves.

Entidade certificadora: A certificação dos vinhos D.O.C. s do Algarve é feita pela Comissão Vitivinícola Regional Algarvia, que também certifica os vinhos com direito a IG (Indicação Geográfica) - o vinho Regional "Algarve".

* concelhos - municípios portugueses

Da redação

Publicado em 19 de Abril de 2006 às 07:35


DOC

Artigo publicado nesta revista

Escolha a sua safra

Revista ADEGA 7 · Maio/2006 · Escolha a sua safra