Revista ADEGA
Busca

Vinho - 27.Jun. - Mercado

Alta do dólar australiano e baixa demanda prejudicam vinicultores


Vinicultores de Margaret River estão sendo forçados a abandonar a região, por conta da demanda, que despencou, combinada com o excesso de oferta de uva.

Divulgação
Margaret River: crise entre vinicultores
A queda da demanda de vinhos premium para a região resultou da intensa competição de vendas, além da queda da demanda internacional devido ao dólar alto.

Robert Holloway, dono da Broomstick Estate, é um dos vários produtores em Margaret River que estão lutando para sobreviver ante os custos altos, o preço das uvas baixo e um mercado oscilante.

"Eu coloquei a nossa propriedade à venda dois anos atrás. Eu agora tirei da venda e aluguei a propriedade por dois anos. Eu sei que a maioria das vinícolas em Margaret River está em uma posição similar".

Brian Moulton, diretor da empresa australiana Acton Real Estate, disse que esforços para atrair investimento estrangeiro para revitalizar a área estão sendo dificultados pelo dólar australiano alto.

"Nós atualmente quatro vinícolas e 14 vinícolas comerciais à venda. Infelizmente vendas a investidores internacionais são bem difíceis no momento com a moeda australiana alta, tornando muito caro para os possíveis clientes".

Mais notícias sobre vinhos...

+ Marcas de vinho do Novo Mundo terão grande espaço no mercado chinês

+ Óleo de oliva evita doenças cardiovasculares, diz estudo

+ Visando fazer ponte entre investidor e produtor, governo de Xangai cria site vendas de vinho

Reino Unido não é mais número um no mercado de vinhos

Coréia do Sul pode viver segundo boom de vinho

Redação
Publicado em 27/06/2011, às 08h58 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias