Vinho - 02.Ago - Mercado

Alta do dólar kiwi prejudica vinicultores neozelandeses


Vinicultores da Nova Zelândia estão advertindo que a alta do dólar kiwi pode fazer com que as exportações se tornem inviáveis para alguns produtores.

Divulgação
Vinícola na Nova Zelândia
Stuart Smith, presidente da New Zealand Winegrowers, disse que a mudança nas taxas de câmbio significa que exportadores estavam ganhando agora 15% a menos que há um ano atrás. O dólar neozelandês está em seu ápice, custando por volta de 88 centavos de dólar americano, comparado com os 66 centavos do ano anterior.

Smith disse ao Marlborough Express que as taxas de câmbio são um problema maior para as vinícolas da Nova Zelândia que o excesso de vinho em 2009 e o aumento recente das taxas de serviço doméstico.

Ele disse, "eu simplesmente não aceito que não haja nada que nós não possamos fazer. Se nós ainda tivermos o dólar kiwi a US$0,80 nos próximos doze meses, haverá um monte de exportadores de vinho e outros exportadores de não commodities fora do negócio".

"Nós já sabemos que a indústria de vinho tem tido poucos retornos em um mercado disputado". No mês passado a Nova Zelândia impôs o maior aumento de taxas no vinho em mais de 20 anos.

MAIS NOVA ZELÂNDIA:O súbito encanto dos neozelandeses - Produção em larga escala na Nova Zelândia só começou na década de 1970, mas logo seus vinhos (especialmente os brancos) ganharam prestígio mundial

Mais notícias sobre vinhos...

+ Pesquisadores desenvolvem "língua eletrônica" para classificar vinhos

+ Vinhos e signos são vinculados em nova linha de tintos e brancos

+ Vinícolas da Turquia ganham espaço no mercado internacional

+ Substância das uvas protege a pele de envelhecimento precoce e de até câncer

+ Empresa britânica se une a companhia argentina para promover pequenas vinícolas no Reino Unido

Da redação

Publicado em 2 de Agosto de 2011 às 08:18


Notícias