Revista ADEGA
Busca

Vinho - 20.Set.

Altitude muda percepção de sabor e cia aéreas tentam adequar carta de vinhos


De acordo com os especialistas em vinho e conhecedores de companhias áreas, essas empresas compram todos os anos milhões de galões em vinhos para servir a bordo. No entanto, há a questão da altitude, que altera a percepção de sabor.

foto eretirada do R7

"O que acontece é que a altitude pode produzir uma mudança no organismo e afetar a percepção de sabor. A percepção de gostos frutados diminui, enquanto os taninos e a acidez ficam mais perceptíveis. Ironicamente, alguns dos melhores vinhos do mundo não são gostosos em altas altitudes", explica Robert Joseph, diretor da Meininger's Wine Business International, uma publicação foada em vinhos. Ele explica, também, que a viagem pode deixar os passageiros um pouco desidratados e tensos, e que isso também afeta o gosto.

Doug Frost é chefe sommelier de uma das maiores companhias aéreas do mundo, a United, que serve sete milhões de garrafas de vinhos por ano. Ele diz que é uma tarefa difícil conseguir escolher vinhos adequados e, ao mesmo tempo, proporcionar aos passageiros grandes opções de escolhas. "Eu preciso saber se o vinho é expressivo, e se ele tem tanto a dizer quando estiver a 35 mil pés de altura", conta.

Frost se encontra com o resto da equipe uma vez por ano e escolhe 75 vinhos todos os anos. Os vinhos são testados e, se passarem pelos testes de altitude, são servidos a bordo. "Os produtores vêem isso como um ótimo lugar para seus rótulos sejam conhecidos", conta ele, sobre a relação das companhias com as vinícolas.

Mais notícias sobre vinhos...

Playboy cria clube de vinhos online
Faleceu Ermelinda Freitas, importante nome dos vinhos de Setúbal
Chilenos seguem rotas de vinho gravando documentário sobre a importância do terr...
Andre Selmer, ex-sommelier do Noma, irá lançar seu vinho
Magic Kingdom servirá vinho pela primeira vez em 41 anos

Redação
Publicado em 20/09/2012, às 10h57 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias