Revista ADEGA
Busca

Aposentado francês se finge de morto e se passa por advogado para se livrar de dívida com vinho

Homem de 68 anos é aposentado e usa o disfarce de advogado há 30 anos para ludibriar fornecedores. Ele deve 50 mil euros em vinho


Belpaume se passou por advogado e alegou que seu cliente (no caso ele mesmo) estava morto

Entre os anos de 2009 e 2012, um aposentado francês chamado Jean Claude Belpaume, de 68 anos, fingiu estar morto para, de acordo com o procurador do Tribunal de Créteil, em Paris, evitar o pagamento de uma dívida estimada em 50 mil euros na compra de vinho e champagne, que eram encomendados para 19 fornecedores diferentes.

Para realizar a fraude, Belpaume utilizou diferentes endereços para entrega e faturamento das compras. Por esse motivo, quando os fornecedores quiseram recuperar o dinheiro e o encontraram no endereço disponível, Jean Claude se fingiu de advogado dizendo que seu cliente havia morrido. Vários fornecedores lhe enviaram cartões de condolências.

Notícias da Agência France Press informaram que Belpaume vive em Sucy-en-Brie, cidade no nordeste de Paris, recebendo uma pensão de 715 euros e que já tem um longo histórico de se passar por advogado, que vem desde 1969. O infrator foi sentenciado a 18 meses de vigilância eletrônica com 10 meses de suspensão.

“Foram 30 anos que você tem se passado por um falso advogado”, disse o juiz. “Eu não irei continuar”, replicou o acusado, que afirmou ter sido persuadido a fraudar os fornecedores por um dono de restaurante a quem vendia os vinhos por metade do preço.

Redação
Publicado em 16/12/2013, às 10h01 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias