Revista ADEGA
Busca

Vinho - 04.Ago - Arranque massivo de videiras

Área de vinhedos em região da Espanha diminui pela metade


Nos últimos três anos foram arrancados mais de 1500 hectares de videiras na Denominação de Origem Calatayud, na Espanha, um dos berços históricos da casta Garnacha, com predomínio das vinhas antigas, e a maior proporção de vinhedos em ladeira de Aragon, Espanha.

Divulgação
Vinhedos em Calatayud, Espanha
Desde os anos 90, a área de vinhedos foi reduzida quase à metade, de 6.500 a 3.300 hectares, e a colheita média caiu de 20 a 12 milhões de quilos.

A atual concessão da União Europeia à retirada das vinhas é contraproducente - já que se está priorizando arrancar as antigas, de alta qualidade e baixa produção, em vez das jovens com muitos litros de um mosto não tão bom - e apenas acelerou um processo que já vinha ocorrendo.

Tudo isso ocorre com detalhes particularmente tristes: "Um bom número de agricultores que se beneficiaram com esse plano optaram por substituir as videiras por cerejeiras, uma produção que é considerada mais rentável", explicou uma notícia do jornal espanhol ABC.

Parte do êxito inicial das Garnachas nos mercados exteriores se deve precisamente ao fato de várias cooperativas estarem comercializando vinhos de qualidade muito boa a menos de um a euro a garrafa de origem, por conta da crise.

A esses preços não se tem incentivo para que o vinicultores mantenham a produção vinícola.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Jay Miller participará de evento em Mendoza, Argentina, em setembro

+ Revista alemã irá eleger os 10 melhores vinhos espanhois

+ Associação vinícola da Pensilvânia faz campanha que envolve memória e vinho

+ Rótulos de vinho australiano se complementam e ilustram história

+ Vinícolas na Austrália são vendidas em busca de investimento na indústria

Redação
Publicado em 04/08/2011, às 09h18 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias