Revista ADEGA
Busca

Vinho - 30.Ago - Tecnologia

Argentina adota código a laser para verificar autenticidade do vinho


As práticas fraudulentas no mundo do vinho aumentaram no ano passado, e, por esse motivo, o Instituto Nacional de Vitivinicultura da Argentina determinou um registro obrigatório de etiquetas de vinho em circulação. Nesse final de semana, o Instituto anunciou uma medida complementar: em setembro será implementado um novo sistema de rastreabilidade, por meio de códigos a laser nas garrafas, para ajustar o controle de autenticidade dos produtos.

Divulgação
Guillermo García, presidente do Instituto Nacional de Vitivinicultura
Primeiro será a vez do papelão (ou Tetra Pak) e, a partir de outubro, das garrafas. Segundo foi explicado na apresentação, o registro consiste na impressão a laser de um código na etiqueta de cada produto.

Ao permitir um melhor acompanhamento do processo de elaboração (com números de análise inclusos),a técnica deve evitar a falsificação do vinho e garantir a sua qualidade.

Quanto aos benefícios para as vinícolas, o presidente do INV, Guillermo García, enfatizou a diminuição dos custos para a indústria, comparado aos sistemas tradicionais, como selos de segurança ou fiscais. "Significa que as bodegas deixarão de gastar entre 24 e 200 milhões anuais", ele contou.

Mesmo assim, García ressaltou que, para a implementação do novo sistema, foram adquiridas dez impressoras a laser, que serão instaladas em Mendoza e San Juan. O investimento, superior a $1,1 milhão, foi feito com fundos do Ministério de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina.

Esse código pode ser aplicado em todos os tipos de embalagens e vinhos, sem distinção por segmento de preços. Com a emissão online de certificados de autenticidade, os consumidores, clientes e especialmente os inspetores do INV, podem verificar os dados do produto, além de ele ser compatível com os sistemas internos das bodegas.

MAIS TECNOLOGIA: Código QR é usado para estampar rótulo devinho

Mais notícias sobre vinhos...

+ Colheitas atrasam nos EUA e são antecipadas na Europa

+ Linha de vinhos tem rótulos cômicos sobre histórias da tradição alemã

+ Vinicultor italiano envelhece espumantes embaixo d'água

+ Argentinos negam excesso de estoque de vinhos nos EUA, contrariando relatório chileno

+ Vinicultores dos EUA investem em centro vinícola de pesquisa

Redação
Publicado em 30/08/2011, às 08h37 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias